Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a vasculite leucocitoclástica, causas, sintomas e tratamento

A vasculite leucocitoclástica, também conhecida como vasculite de hipersensibilidade ou vasculite de pequenos vasos, corresponde à inflamação de vasos sanguíneos que pode acontecer como consequência de inflamações, infecções ou doenças autoimunes, levando ao aparecimento de manchas vermelhas principalmente nas pernas, coxas e região abdominal.

O diagnóstico desse tipo de vasculite é feito levando em consideração os sintomas apresentados pela pessoa e resultado de exames laboratoriais que podem ser solicitados pelo médico. Na maioria dos casos, os sintomas da vasculite leucocitoclástica desaparecem após alguns meses, no entanto pode ser necessário o uso de alguns medicamentos como anti-histamínicos ou corticoides dependendo da gravidade da vasculite.

O que é a vasculite leucocitoclástica, causas, sintomas e tratamento

Causas de vasculite leucocitoclástica

Esse tipo de vasculite pode ter diversas causas e está normalmente relacionado com fatores que promovem alterações no sistema imunológico. Isso porque acredita-se que os sintomas de vasculite leucocitoclástica acontecem devido à formação de imunocomplexos nos pequenos vasos sanguíneos, resultando em inflamação.

Assim, as principais causas relacionadas com o desenvolvimento desse tipo de vasculite são:

  • Alergia a alguns medicamentos como antibióticos, anti-inflamatórios não esteroides, beta-bloqueadores, varfarina e metformina;
  • Alergia a alguns alimentos ou aditivos alimentares;
  • Infecção por bactérias, vírus ou parasitas, sendo os agentes infecciosos mais frequentemente associados o Streptococcus pyogenes, Mycobacterium tuberculosis, Staphylococcus aureus, Chlamydia trachomatis, Neisseria gonorrhoeae, vírus da hepatite B e C e HIV;
  • Doenças autoimunes como artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico e síndrome de Sjögren;
  • Doenças inflamatórias intestinais como doença de Crohn e colite ulcerativa, por exemplo;
  • Alterações malignas como tumores, linfoma, leucemia e síndrome mielodisplásica.

O diagnóstico da vasculite leucocitoclástica é feito pelo clínico geral, angiologista, reumatologista ou dermatologista por meio da avaliação inicial dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa. Além disso, é também solicitado pelo médico a realização de exames laboratoriais que ajudem a fazer o diagnóstico diferencial, como hemograma, VSH, exames que avaliam o fígado e o rim e exames de urina.

Para confirmar o diagnóstico, o médico indica a realização de uma biópsia da lesão, para que seja feita a avaliação microscópica do tecido, sendo principalmente realizada nas primeiras 24 a 48 horas do aparecimento dos primeiros sinais e sintomas. Entenda como deve ser feita a biópsia.

O que é a vasculite leucocitoclástica, causas, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas da vasculite leucocitoclástica estão relacionadas com a deposição de imunocomplexos nos vasos sanguíneos, que são estruturas formadas por anticorpos, produzidos como consequência do processo inflamatório, e antígenos circulantes. Após a formação dos imunocomplexos e deposição nos vasos, são ativados fatores relacionados com a atividade do sistema imunológico, o que leva ao aparecimento dos sintomas, sendo os principais:

  • Surgimento de manchas vermelhas na pele;
  • Sensação de queimação e dor nas lesões;
  • Coceira intensa;
  • Aparecimento de nódulos;
  • Surgimento de úlceras com crostas.

Esses sintomas costumam ser mais frequentes nas pernas, coxas, nádegas e parte inferior do abdômen. Além disso, nos casos mais graves, podem ser notados sintomas sistêmicos como febre, perda de peso sem causa aparente, dor muscular, sangue na urina ou nas fezes e aumento do volume abdominal, por exemplo. Sendo importante nesses casos consultar um médico para que possa ser feito o diagnóstico e avaliada a necessidade de iniciar o tratamento.

Confira outros sinais e sintomas da vasculite.

Como é feito o tratamento

Na maioria dos casos de vasculite leucocitoclástica os sintomas costumam desaparecer sem que seja necessária a realização de qualquer tratamento, no entanto é importante que a causa seja identificada pois assim é possível que sejam indicadas estratégias que evitem novo episódio de vasculite, como suspensão do medicamento ou diminuição do consumo de algum alimento, caso a vasculite esteja relacionado com alergia a medicamentos ou a alimentos, por exemplo.

Em outros casos, quando os sintomas não desaparecem com o tempo ou quando surgem sintomas sistêmicos, o médico pode indicar o uso de alguns medicamentos com o objetivo de evitar a progressão da vasculite e promover a melhora da pessoa, podendo ser recomendado nesses casos o uso de anti-histamínicos ou corticoides, além de ser indicado repouso e elevação das pernas.

Bibliografia >

  • CARVALHO, Maurício; DOMIONI, Robson L.; SENCHECHEN, Denise; FERNANDES, Artur F. et al. Vasculite leucocitoclástica cutânea associada à tuberculose pulmonar. J Bras Pneumol. Vol 34. 9 ed; 745-748, 2008
  • NCBI. Leukocytoclastic Vasculitis (Hypersensitivity Vasculitis). Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK482159/>. Acesso em 29 Jul 2020
  • EINHORN, Joseph; LEVIS, Joel T. Dermatologic Diagnosis: Leukocytoclastic Vasculitis. Perm J. Vol 19. 3 ed; 77-78, 2015
  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE MEDICINA INTERNA (SPMI). Vasculites. Disponível em: <https://www.spmi.pt/wp-content/uploads/NEDAI_72.pdf>. Acesso em 29 Jul 2020
  • PIRES, Mário; SOUSA, Magda; MONTEZ, Ana; JULIAO, Ivo. Vasculite leucocitoclástica e infecção crónica por Hepatite B. Galicia Clin. Vol 75. 1 ed; 25-27, 2014
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem