Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que são Varizes no Estômago e como tratar

Varizes no estômago são vasos sanguíneos dilatados e tortuosos que se formam na parede deste órgão, e podem ser graves, pois à medida que se tornam maiores, apresentam risco de se romperem e causarem um sério sangramento . 

Estas varizes podem formar-se no estômago devido ao aumento da resistência do fluxo sanguíneo na veia porta, uma importante veia que drena o sangue proveniente dos órgãos abdominais, que pode surgir por diversas causas, como uma hepatite crônica, cirrose do fígado, esquistossomose ou uma trombose na veia porta, por exemplo. Entenda melhor o que é e o que pode causar a hipertensão portal

Geralmente, as varizes gástricas surgem após ou em conjunto com as varizes no esôfago, assim como do reto. O tratamento para estas varizes é indicado tanto para prevenir como para estancar um sangramento, e pode ser feito com remédios beta-bloqueadores ou procedimentos cirúrgicos, como escleroterapia, cianoacrilato ou ligadoras elásticas, por exemplo. 

O que são Varizes no Estômago e como tratar

Como identificar

As varizes gástricas podem não provocar qualquer sintoma, e serem identificadas em exames quando se suspeita de uma hipertensão portal, devido a uma cirrose do fígado, por exemplo. As varizes esofágicas são as mais comuns, no entanto, as varizes no estômago podem se formar em 20% dos casos, especialmente, quando o aumento da pressão na veia porta vai se tornando mais grave.

Além disso, a varizes gástricas têm menor chance de se romperem em relação às esofágicas, no entanto, causam um sangramento mais grave e difícil de controlar. Alguns dos sintomas que indicam sangramento das varizes são:

  • Fezes enegrecidas e com cheiro fétido;
  • Vômitos com sangue;
  • Palidez, tontura e palpitações.

Classificação dos tipos

 O principal exame para diagnosticar as varizes esofágicas é a endoscopia digestiva. Elas podem estar em diferentes localizações no estômago, sendo classificadas como:

Classificação das varizes gástricas
Classificação das varizes gástricas
  1. São uma continuação das varizes esofágicas, estendendo-se poucos centímetros abaixo da transição esofagogástrica, pela curvatura pequena do estômago, sendo as mais comuns;
  2. Também são uma extensão das varizes esofágicas, mas em direção ao fundo gástrico;
  3. São varizes gástricas isoladas, localizadas no fundo do estômago;
  4. Também são varizes gástricas isoladas, que podem surgir em qualquer outro local do estômago.

As varizes gástricas são consideradas pequenas quando medem menos que 3 mm de diâmetro, médias quando têm entre 3 e 5 mm ou grandes, quando medem mais que 5 mm de diâmetro. Quando maior o tamanho das varizes, maior o risco de surgirem sangramentos. 

Quais as causas de varizes gástricas

As varizes no estômago são formadas pelo aumento na pressão na veia Porta, e os principais motivos são:

  • Hepatite crônica;
  • Cirrose hepática;
  • Esquistossomose;
  • Trombose da veia Porta ou da veia esplênica;
  • Síndrome de Budd-Chiari. Saiba como o que é e como acontece esta síndrome;
  • Malformações na veia Porta ou na veia cava inferior.

As varizes no estômago também podem ser causadas por uma doença cardíaca chamada pericardite constrictiva, em que um tecido fibroso se desenvolve ao redor do coração, e dificulta a sua função. Saiba mais sobre como se desenvolve e as consequência desta doença.

Como é feito o tratamento

Se as varizes forem de tamanho pequeno ou se o médico detectar que há baixo risco de sangramento, não há necessidade de tratamento das varizes gástricas, apenas o seu acompanhamento regular.

No entanto, o médico poderá, em alguns casos, indicar um tratamento de prevenção do sagramento, especialmente se medirem mais de 10 mm de diâmetro ou houver um risco grave de sangramento, que pode ser feito com medicamentos beta-bloqueadores, que diminuem a força do fluxo sanguíneo, como Propranolol, ou então a aplicação do Cianoacrilato, uma espécie de cola que elimina o vaso.

Já quando as varizes gástricas apresentam sangramento, o tratamento pode incluir a realização de endoscopia para realização de escleroterapia, injeção de Cianoacrilato ou colocação de ligaduras elásticas, clips ou molas, por exemplo.

Além de estancar o sangramento, como esta é uma situação grave, e o médico deverá ter alguns cuidados para proteger a vida do paciente, como repor líquidos com soro na veia, fazer transfusão sanguínea, se necessário, ou uso de antibióticos para prevenir infecções abdominais, comuns em pacientes com cirrose do fígado. Confira também outras causas de hemorragia estomacal e o que fazer

Mais sobre este assunto:


Carregando
...