Valaciclovir: para que serve, posologia (e como tomar)

Atualizado em setembro 2023

Valaciclovir é um antiviral indicado para o tratamento da herpes labial ou herpes genital inicial ou recorrente, que causam sintomas como ardor ou formação de bolhas na pele ou mucosas, ou tratamento da herpes-zoster, por exemplo.

Esse remédio age reduzindo a multiplicação do vírus Herpes simplex, evitando a infecção de novas células e diminuindo o tempo de duração dos sintomas da herpes genital ou labial, além de reduzir a dor aguda e a dor pós-herpética causada pela herpes-zoster.

O valaciclovir pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos contendo 500 mg de cloridrato de valaciclovir, como genérico ou com os nomes comerciais Valtrex, Herpstal ou Denpryx, e deve ser usado somente com indicação médica.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O valaciclovir é indicado para o tratamento de:

  • Herpes-zoster, para ajudar a reduzir a dor aguda, neuralgia pós-herpética e a diminuir o tempo de duração da dor;
  • Herpes labial, podendo ser usado desde o início dos sintomas para prevenir o desenvolvimento de lesões;
  • Herpes genital inicial e recorrente.

Além disso, o valaciclovir pode ser indicado para a prevenção da infecção ou doença causada pelo citomegalovírus em pessoas após transplante de órgãos, ajudando a reduzir a rejeição aguda, infecções oportunistas ou outras infecções causadas pelo herpes simples, ou varicela zoster.

Não ignore os seus sintomas!

Priorize sua saúde. Descubra a causa dos seus sintomas e receba o cuidado que precisa.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

O valaciclovir cura herpes?

O valaciclovir, assim como outros antivirais, não cura a herpes, seja a herpes labial, genital ou zoster, pois não elimina o vírus do organismo, atuando apenas reduzindo a multiplicação do vírus, diminuindo o tempo dos sintomas e evitando a infecção de novas células no corpo.

Não existe cura para a infecção por herpes simplex ou herpes-zoster, pois o vírus é capaz de permanecer inativo no organismo, podendo ser reativado quando o sistema imune está enfraquecido.

Como tomar 

O comprimido do cloridrato de valaciclovir deve ser tomado por via oral, com um copo de água, antes ou após uma refeição, nos horários e pelo tempo de tratamento orientado pelo médico. 

É importante beber bastante água durante o uso do valaciclovir, para manter o bom funcionamento dos rins.

Posologia do valaciclovir

A posologia do valaciclovir varia de acordo com a condição a ser tratada e inclui:

1. Herpes genital 

Para o tratamento da herpes genital em adultos as doses normalmente recomendadas são:

  • Tratamento da infecção inicial (primeiro episódio de herpes genital): 1 comprimido de valaciclovir 500 mg, 2 vezes por dia, ou seja, a cada 12 horas, durante 7 a 10 dias de tratamento. Alternativamente, o médico também pode recomendar a dose de 1g de valaciclovir, a cada 12 horas, por 5 dias;
  • Tratamento da infecção recorrente: 1 comprimido de valaciclovir 500 mg, 2 vezes por dia, ou seja, a cada 12 horas, durante 3 a 5 dias. O ideal é utilizar o valaciclovir imediatamente assim que surgem os primeiros sinais ou sintomas da herpes genital

Além disso, o valaciclovir para herpes genital pode ser usado como terapia supressiva, quando a pessoa apresenta mais de 6 episódios de herpes genital em 1 ano, sendo normalmente indicada a dose de 250 mg a 500 mg de valaciclovir, 1 vez por dia, por 6 a 12 meses de tratamento.

Nesse caso, é importante fazer o acompanhamento médico regularmente e testes de função hepática, pelo menos a cada 6 meses, para avaliar a função do fígado, uma vez que o tratamento com valaciclovir é prolongado e pode causar danos no fígado. Veja os principais exames que avaliam a função do fígado.

Além dos comprimidos de valaciclovir, o médico também pode recomendar o uso de pomadas antivirais para serem usadas junto com o tratamento com comprimidos. Vejas as principais pomadas para herpes genital.

2. Herpes labial

Para o tratamento da herpes labial em adultos ou crianças com mais de 12 anos, as doses normalmente indicadas do valaciclovir são:

  • Tratamento inicial (primeiro episódio de herpes labial): 1 comprimido de valaciclovir 500 mg, 2 vezes por dia, por 5 a 10 dias de tratamento, conforme orientação médica;
  • Tratamento da infecção recorrente: 1 comprimido de valaciclovir 500 mg, 2 vezes por dia, durante 3 a 5 dias, conforme orientação médica, utilizada desde os primeiros sinais ou sintomas da herpes labial. Confira os principais sintomas da herpes labial.

De forma alternativa para o tratamento da herpes labial recorrente, o médico pode indicar a dose de 2 g de valaciclovir (4 comprimidos), 2 vezes por dia, ou seja, a cada 12 horas, por apenas 1 dia de tratamento. É importante que o tempo entre a 1ª e 2ª dose do valaciclovir seja de 12 horas, e o tratamento não deve ser maior do que 1 dia.

3. Herpes-zoster

Para o tratamento da herpes-zoster em adultos, a dose normalmente recomendada é de 1g de valaciclovir (2 comprimidos), 3 vezes por dia, ou seja, a cada 8 horas, durante 7 dias de tratamento.

O uso do valaciclovir para herpes-zoster ajuda a reduzir a intensidade da dor aguda, a dor pós-herpética e a diminuir o tempo de duração da dor. Além disso, existe também a vacina da herpes-zoster indicada para prevenir o desenvolvimento da herpes-zoster, reduzir a dor ou prevenir a neuralgia pós-herpética. Veja quando a vacina da herpes-zoster é indicada e doses.

4. Citomegalovírus

Para a profilaxia da infecção ou doença por citomegalovírus em adultos ou crianças com mais de 12 anos, a dose recomendada de valaciclovir é de 2 g (4 comprimidos de 500 mg de valaciclovir, 4 vezes por dia, ou seja, a cada 6 horas, iniciado o mais rápido possível após o transplante. 

Essa dose pode ser reduzida pelo médico, de acordo com o clearance de creatinina. Entenda o que é o clearance de creatinina.  

O tempo de tratamento nesse caso geralmente é de 90 dias. No entanto, o médico pode recomendar o tratamento com valaciclovir por mais tempo, nos casos de alto risco. 

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com valaciclovir são náuseas, dor de estômago ou dor de cabeça.

Além disso, embora sejam menos comuns, podem surgir efeitos colaterais que devem ser comunicados ao médico imediatamente, como confusão mental, vertigem, alucinação, agressividade, dificuldade para falar, vômito, diarreia ou convulsões.

É importante também comunicar ao médico, caso a pessoa apresente sintomas de problemas nos rins, como pouca ou nenhuma urina, dor ao urinar, inchaço nos pés ou tornozelos, dificuldade para respirar, falta de ar ou cansaço excessivo.

Quem não deve tomar

O valaciclovir não deve ser usado por pessoas que tenham alergia ao valaciclovir ou aciclovir, ou a qualquer um dos componentes do comprimido.

Durante a gravidez ou amamentação, o valaciclovir só deve ser usado se indicado pelo médico, após avaliação dos benefícios do tratamento para a mulher e potenciais riscos para o bebê.

Qual a diferença do valaciclovir e aciclovir?

Tanto o valaciclovir, como o aciclovir, são antivirais indicados para o tratamento da herpes labial ou genital inicial ou recorrente.

A diferença é que o valaciclovir é uma pró-droga, ou seja, é um remédio que só se torna ativo após ser absorvido pelo intestino e metabolizado pelo fígado, se transformando em aciclovir no corpo, para exercer sua ação antiviral.