Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para herpes genital

O tratamento para a herpes genital não cura a doença, no entanto, ajuda a diminuir a gravidade e a duração dos sintomas. Para isso, deve ser iniciado nos primeiros 5 dias desde o surgimento das primeiras lesões na região genital.

Normalmente, o urologista ou o ginecologista receita o uso de antivirais em comprimidos, como:

  • Aciclovir;
  • Fanciclovir;
  • Valaciclovir.

O tempo de tratamento vai depender do remédio escolhido e da dose de tratamento, mas normalmente é de cerca de 7 a 10 dias, podendo também ser associado o uso de uma pomada com os mesmos princípios ativos.

Tratamento para herpes genital

Tratamento para herpes genital recorrente

Já nos casos de herpes genital recorrente, com mais de 6 episódios por ano, o médico pode prescrever um tratamento para herpes com Aciclovir comprimido, diariamente, até 12 meses, reduzindo as chances de transmissão e surgimento de novas crises de sintomas.

Pomadas para herpes genital

Embora possam ser utilizadas, as pomadas antivirais para herpes genital não devem ser a primeira opção de tratamento, já que não penetram adequadamente na pele e, por isso, podem não ter o efeito desejado. Dessa forma, o tratamento deve ser sempre iniciado com comprimidos antivirais para diminuir a gravidade da infecção e só depois deve ser associada uma pomada, para tentar facilitar a cicatrização.

Na maioria das vezes, as pomadas antivirais contêm aciclovir e devem ser aplicadas na região afetada até 5 vezes por dia.

Além dessas pomadas, o médico pode também receitar cremes anestésicos, contendo lidocaína, para diminuir a dor e o desconforto causado pelas lesões. Esses cremes devem ser usados de acordo com a indicação de cada médico e deve-se evitar o uso de anestésicos contendo Benzocaína, já que pode levar ao agravamento das lesões.

Cuidados durante o tratamento

Além do tratamento médico, é importante ter alguns cuidados durante o tratamento, especialmente para evitar passar a infecção para outras pessoas e para aliviar os sintomas:

  • Evitar o contato íntimo enquanto existirem lesões, mesmo com preservativo, já que o preservativo pode não proteger a outra pessoa contra as secreções liberadas;
  • Lavar a região íntima apenas com soro fisiológico e, se necessário, adicionar o uso de um sabão próprio para a região íntima;
  • Usar roupa íntima de algodão, para permitir que a pele respire e evitar o acúmulo de umidade no local;
  • Beber bastantes líquidos, como água, chá ou água de coco;

Outro cuidado que pode ajudar, principalmente, no caso de existir dor ao urinar consiste em urinar com os genitais mergulhados em água morna ou, no caso das mulheres, afastar os lábios para que a urina não se fixe nas lesões.

Veja ainda como a dieta pode ajudar a combater a herpes:

Herpes - Alimentação para curar a ferida e prevenir a infecção

328 mil visualizações

Opção de tratamento natural

Um excelente tratamento natural para herpes genital, que pode complementar o tratamento prescrito pelo médico, é o banho de assento de manjerona ou o banho de assento com hamamélis, pois estas plantas medicinais possuem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antivirais, que além de ajudar a combater o vírus do herpes, também facilitam a cicatrização.

Veja como fazer estes e outros tratamentos caseiros para herpes genital.

Tratamento durante a gravidez

Na gravidez o tratamento deve ser indicado pelo obstetra, mas normalmente também é feito com comprimidos de Aciclovir, quando:

  • A grávida apresenta sintomas de herpes recorrente durante a gravidez: o tratamento é iniciado desde as 36 semanas de gestação até ao parto;
  • A gestante é infetada pela primeira vez durante a gravidez: o tratamento deve ser feito durante o restante período da gravidez e, geralmente, é recomendado fazer cesárea para evitar transmitir o vírus para o bebê.

No caso da gestante com herpes recorrente, o parto normal pode ser feito caso a mulher não apresente feridas vaginais, pois o risco de transmissão da infecção é baixo.

Quando o tratamento não é feito de forma adequada, o vírus da herpes pode ser transmitido para o bebê, causando herpes neonatal, que é uma infecção que pode afetar o sistema nervoso central e colocar a vida do bebê em risco. Saiba sobre os riscos da herpes genital na gravidez.

Sinais de melhora da herpes genital

O sinais de melhora da herpes genital podem surgir a partir do 5º dia de tratamento e incluem a diminuição da dor e a cicatrização das feridas na região íntima do paciente.

Sinais de piora da herpes genital

Quando o tratamento não é feito de forma adequada, podem surgir sinais de piora da herpes genital que se caracterizam pelo inchaço e vermelhidão da região, assim como o preenchimento das feridas com pus.

Além disso, a herpes genital pode ser transportada para outros locais do corpo quando a pessoa não lava as mãos após tocar na região íntima.

Complicações da herpes genital

A principal complicação da herpes genital é a infecção das feridas quando os cuidados durante o tratamento não são feitos de forma adequada, sendo que, quando isso acontece, o paciente deve ir ao hospital pois pode ser necessário tomar um antibiótico.

Além disso, quando a pessoa tem contanto íntimo sem camisinha e sem as feridas terem cicatrizado, existe maiores chances de pegar HIV e outras doenças sexuais, caso o parceiro esteja infetado.


Bibliografia

  • INTERNATIONAL JOURNAL OF STD & AIDS. 2017 European guidelines for the management of genital herpes. 2017. Link: <www.iusti.org>. Acesso em 19 Mar 2019
  • CDC. 2015 Sexually Transmitted Diseases Treatment Guidelines. Link: <www.cdc.gov>. Acesso em 19 Mar 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem