Tratamento para herpes genital: pomadas, remédios e cuidados

Atualizado em setembro 2023

O tratamento para o herpes genital normalmente é feito com antivirais na forma de comprimidos, como aciclovir, fanciclovir e valaciclovir, por 7 a 10 dias e, algumas vezes, medicamentos na forma de pomadas, de acordo com a orientação do médico.

O herpes genital é uma infecção causada pelo vírus Herpes simplex que pode provocar sintomas, como pequenas bolhas, feridas dolorosas e coceira na região genital, além de desconforto para urinar. Entenda melhor o que é o herpes genital.

Em caso de suspeita de herpes genital é importante consultar o ginecologista, urologista ou clínico geral para indicar o tratamento mais adequado. Embora o tratamento não cure o herpes genital, pode acelerar a cicatrização das lesões e aliviar os sintomas. 

Imagem ilustrativa número 1

Remédios para herpes genital

Remédios antivirais, como aciclovir, fanciclovir e valaciclovir, existem na forma de comprimidos e normalmente são indicados no tratamento para herpes genital por 7 a 10 dias, especialmente quando o herpes surge pela primeira vez.

Caso o herpes genital surja novamente, pode ser indicado o tratamento com remédios antivirais por um período mais curto, que varia de 1 a 5 dias, sendo recomendado iniciar o tratamento antes do surgimento das lesões na pele. Confira os principais medicamentos para herpes genital.

Além disso, nos casos em que o herpes genital retorna mais 6 vezes por ano, o tratamento com remédios antivirais pode ser indicado por até 2 anos e, nos casos mais graves, pode necessitar ser feito no hospital, com o uso de antivirais diretamente na veia.

Marque uma consulta com um ginecologista na região mais próxima:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Ginecologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Pomadas para herpes genital

Normalmente, as pomadas para herpes genital, que contém antivirais como o aciclovir ou penciclovir, não são suficientes para tratar a infecção e podem aumentar o risco de desenvolvimento de resistência do vírus. Por isso, não devem ser a primeira opção para o tratamento do herpes genital.

O tratamento para herpes genital deve ser sempre iniciado com antivirais na forma de comprimidos e, caso seja indicado pelo médico, só depois deve ser associada uma pomada, para tentar facilitar a cicatrização. Normalmente, a pomada com aciclovir deve ser aplicada na região afetada 5 vezes por dia.

Além disso, o médico também pode indicar cremes anestésicos, contendo lidocaína, por exemplo, para diminuir a dor e o desconforto causado pelas lesões. Veja as principais pomadas para herpes genital.

Cuidados durante o tratamento

Durante o tratamento para herpes genital, são recomendados alguns cuidados, como:

  • Evitar o contato íntimo enquanto existirem lesões, mesmo com preservativo, já que o preservativo pode não proteger a outra pessoa contra as secreções liberadas;
  • Lavar a região íntima apenas com soro fisiológico e, se necessário, adicionar o uso de um sabão próprio para a região íntima;
  • Usar roupa íntima de algodão, para permitir que a pele respire e evitar o acúmulo de umidade no local;
  • Beber bastantes líquidos, como água, chá ou água de coco.

Outro cuidado que pode ajudar, especialmente caso surja dor ao urinar, é urinar com os genitais mergulhados em água morna ou, no caso das mulheres, afastar as bordas da região genital para que a urina não se fixe nas lesões.

Veja ainda como a dieta pode ajudar a combater a herpes:

youtube image - Herpes - Alimentação para curar a ferida e prevenir a infecção

Opção de tratamento natural

O tratamento natural para herpes genital pode ser recomendado para complementar o tratamento indicado pelo médico, podendo ser feito com o banho de assento de manjerona ou hamamélis, que são plantas medicinais com propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antivirais. Confira mais tratamentos caseiros para herpes genital.

Tratamento durante a gravidez

O tratamento do herpes genital na gravidez normalmente é feito com uso de comprimidos de aciclovir por 5 a 10 dias, de acordo com a indicação do obstetra. Além disso, caso o herpes surja outras vezes, pode ser indicado um tratamento por um período mais longo a partir das 36 semanas de gestação. 

Quando o tratamento não é feito de forma adequada, o vírus da herpes pode ser transmitido para o bebê, causando herpes neonatal, que é uma infecção que pode colocar a vida do bebê em risco. Conheça os riscos do herpes genital na gravidez.

Sinais de melhora e piora

Os sinais de melhora do herpes genital podem surgir a partir do 5º dia de tratamento e incluem a diminuição da dor e a cicatrização das feridas na região íntima.

Já os sinais de piora do herpes genital podem ser notados quando o tratamento não é feito de forma adequada, e incluem piora do inchaço, dor e vermelhidão da região, sonolência, confusão mental e o surgimento de feridas com pus. Neste caso, é recomendado procurar a emergência para uma avaliação.

Complicações da herpes genital

A principal complicação da herpes genital é a infecção das feridas por outros microrganismos. Além disso, quando a pessoa tem contato íntimo sem camisinha e sem as feridas terem cicatrizado, existe maior risco de pegar HIV e outras doenças sexuais, caso o parceiro esteja infectado.