Como identificar e tratar a urticária

A urticária é uma reação alérgica na pele que se manifesta através de manchas avermelhadas, que coçam e que, geralmente, ficam mais inchadas, como mostra a imagem.

Normalmente, os sintomas de urticária duram até 24 horas, desaparecendo sem deixar marcas ou cicatrizes. Porém, as manchas podem voltar a surgir em outras partes do corpo, sendo que quando isso acontece por mais de 6 semanas a urticária é classificada de crônica.

Como identificar e tratar a urticária
Como identificar e tratar a urticária

A urticária pode ser controlada com o uso de alguns remédios, como anti-alérgicos, e evitando o fator causador da alergia, sempre que é possível identificá-lo.

Sintomas de urticária

Os principais sintomas da urticária incluem:

  • Manchas avermelhadas que ficam inchadas;
  • Manchas que coçam e com bordas bem definidas;
  • Inchaço dos lábios, olhos, garganta.

Estes sintomas podem estar localizados numa determinada região ou estar espalhados por todo o corpo, dependendo do que a originou.

É recomendado ir ao hospital sempre que os sintomas de urticária duram mais de 48 horas, surge dificuldade para engolir e respirar ou quando se sente a garganta inchar.

Tratamento para urticária

O tratamento da urticária deve ser iniciado com a solução da sua causa, podendo ser resolvido após a lavagem da área afetada com água e sabão para eliminar uma substância alérgica, por exemplo.

Porém, nos casos em que não é possível identificar a causa da urticária, o médico pode receitar remédios anti-alérgicos, como Loratadina, Cetirizina e Hidroxizina, ou remédios corticoides orais, como a Prednisona, para aliviar a coceira e o inchaço.

Além disso, é possível utilizar compressas frias ou cremes calmantes com mentol ou cânfora, por exemplo, para diminuir os sintomas da urticária.

Saiba mais sobre como é feito o tratamento deste problema, de acordo com o tipo de urticária.

Principais causas da urticária

As causas da urticária podem ser variadas, mas as mais comuns incluem:

  • Picada de abelha;
  • Alergia ao tecido da roupa, pólen, látex, suor, por exemplo;
  • Corantes ou conservantes alimentícios;
  • Excesso de estresse;
  • Calor ou frio extremo;
  • Alimentos, como amendoim, ovo, frutos do mar;
  • Infecções, como mononucleose;
  • Produtos de limpeza, produtos tóxicos ou plantas tóxicas;
  • Doenças, como lúpus ou leucemia.

Nem sempre é possível descobrir qual a causa da urticária, no entanto, o médico alergologista poderá fazer exames de sangue e testes de alergias para tentar perceber melhor os sintomas e adequar o tratamento.

Tipos de urticária

Os principais tipos de urticária são a urticária aguda e a urticária crônica, de acordo com o tempo que a alergia dura.

No entanto, a urticária pode ser dividida de acordo com a sua causa, como:

  • Urticária emocional ou nervosa: está relacionada a fatores emocionais como excesso de estresse ou ansiedade e, por isso, os sintomas são mais intensos durante fases de maior tensão. Conheça mais sobre este tipo de urticária;
  • Urticária colinérgica: surge após aumento da temperatura corporal, devido a banhos quentes, ingestão de alimentos quentes ou exercício físico, por exemplo, e os sintomas duram cerca de 90 minutos;
  • Urticária pigmentosa: provocada pelo excesso de células do sistema imune, conhecidas como mastócitos, na pele, sendo mais comum em bebês e crianças;
  • Urticária de contato: surge após o contato com substâncias alergênicas, como látex ou resina, por exemplo;
  • Urticária solar: provocada pela exposição ao sol e, por isso, o paciente deve evitar ficar exposto aos raios solares.

Além destas, existe ainda a urticária vasculite, que é um tipo mais raro de urticária que provoca inflamação das veias, podendo provocar sintomas como dor ou queimação no local afetado.

Mais sobre este assunto: