Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tudo sobre a cirurgia para curar a Diástase Abdominal

A cirurgia para diástase abdominal pode ser realizada depois que a mulher decide que não irá engravidar novamente. 

O cirurgião plástico irá costurar os músculos abdominais usando uma linha especial que não se rompe, nem se deteriora. Geralmente esse procedimento é realizado juntamente com uma lipoaspiração ou uma abdominoplastia, além de remover o excesso de pele da barriga. 

A diástase abdominal é o afastamento dos músculos abdominais que deixa a barriga flácida, com excesso de pele, acumulo de gordura e ao pressionar os dedos contra a parede abdominal, pode-se sentir um 'buraco na barriga'. Saiba os exercícios que podem evitar essa cirurgia plástica.

Tudo sobre a cirurgia para curar a Diástase Abdominal

Como é a recuperação dessa cirurgia plástica

A recuperação da cirurgia para corrigir a diástase abdominal é um pouco demorada e requer alguns cuidados para evitar uma infecção, por exemplo. 

O que se sente: 

Após acordar da cirurgia muitas mulheres reclamam porque sentem seus músculos muito apertados, mas isso tende a melhorar em 6 a 8 semanas, quando o corpo começa a se habituar ao novo espaço abdominal. 

É normal que a sensibilidade fique reduzida, principalmente nos locais da cicatriz, mas isso tende a ir melhorando com o passar dos meses, e geralmente em 1 ano, já houve uma grande melhora. 

A pessoa acorda algumas horas depois e deverá usar uma cinta durante 3 semanas. Após o 2º ou 3º dia da cirurgia a pessoa pode voltar para casa, onde deverá seguir alguns cuidados para se recuperar completamente. 

Cuidados diários:

É aconselhado fazer uma sessão de Drenagem Linfática por dia, nos primeiros 15 dias para remover o excesso de líquidos e evitar o risco de criar seroma, que é o acumulo de líquido no local da cicatriz, que só pode ser retirado com uma punção com seringa, por exemplo, sendo muito desconfortável. 

Saiba os benefícios da drenagem linfática

Os exercícios e levantar objetos pesados, com mais de 10% do seu próprio peso corporal só deve ser feito após 6 semanas da cirurgia. Isso significa que muito provavelmente não irá poder segurar seu filho no colo e por isso pode precisar de ajuda extra com as tarefas domésticas e nos cuidados diários com a criança. 

Para uma melhor recuperação, o ideal é que até mesmo as pessoas que trabalham sentadas, tirem 1 ou 2 semanas de férias para fazer a cirurgia.

Como se alimentar:

O ideal é comer alimentos ricos em fibras para não ficar com prisão de ventre, além disso, deve-se beber cerca de 2litros de água ou chá sem açúcar diariamente para amolecer as fezes. Frutas e legumes são bem-vindos, mas deve-se evitar alimentos fritos ou ricos em gordura. As proteínas presente no ovo e nas carnes brancas ajudam a acelerar a cicatrização e podem ser consumidos 1 vez ao dia. Veja o que mais comer para melhorar a cicatrização:

Como tomar banho: 

Só é permitido tomar banho de chuveiro 7 a 8 dias depois da cirurgia, por isso, antes disso o banho só deve ser realizado sentado no chuveiro com uma outra pessoa para ajudar. É importante não dobrar o corpo para frente e por isso também não se deve andar muito, sendo ideal permanecer deitada com a barriga virada para cima, sem deixar que se forme nenhuma dobrinha na barriga, porque se isso acontecer, o abdômen poderá ficar marcado, sendo necessária uma correção da cirurgia.

Sinais de alerta para ir ao médico

Após 7 dias deve-se voltar ao médico que fez a operação para que ele avalie como está sendo a recuperação. Se necessário, os curativos podem ser trocados nesta data, mas é aconselhado ir ao médico ou no pronto-socorro, caso apresente sinais e sintomas como:

  • Febre;
  • Vazamento de sangue ou líquido no curativo;
  • Saída dos drenos;
  • Dificuldade para respirar;
  • Mau cheiro na cicatriz.

Estes sinais podem indicar que está se formando uma infecção, sendo preciso uma avaliação de um especialista.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...