Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento da tuberculose

O tratamento para tuberculose é feito com a toma de antibióticos orais, como a Isoniazida e a Rifampicina, que eliminam do organismo a bactéria que provoca o surgimento da doença. Uma vez que a bactéria é muito resistente, é necessário fazer o tratamento por cerca de 6 meses, embora, em alguns casos, possa durar entre 18 meses a 2 anos até se atingir a cura completa.

Os casos mais fáceis de tratar são os de tuberculose latente, ou seja, quando a bactéria está no corpo mas se encontra adormecida, não causando sintomas, nem podendo ser transmitida. Já a tuberculose ativa é mais difícil de tratar e, por isso, o tratamento pode demorar mais tempo e pode necessário tomar mais do que um antibiótico para atingir a cura.

Assim, os medicamentos utilizados no tratamento variam de acordo com idade do paciente, estado geral de saúde e o tipo de tuberculose e, por isso, precisam ser indicados por um médico. No entanto, os remédios caseiros podem ser úteis para complementar o tratamento. Confira os melhores remédios caseiros para tuberculose.

Como é feito o tratamento da tuberculose

1. Tuberculose lactente

Existem 3 remédios normalmente utilizados para tratar este tipo de tuberculose, que incluem Isoniazida, a Rifampicina e Rifapentina. O médico geralmente prescreve apenas um destes antibióticos, que deve ser usado durante 6 a 9 meses até que as bactérias sejam completamente eliminadas e o resultado seja confirmado com um exame de sangue.

Embora as bactérias estejam adormecidas, é muito importante fazer o tratamento da tuberculose latente porque a doença pode ficar ativa a qualquer momento, sendo mais difícil de tratar.

2. Tuberculose ativa

Nos casos de tuberculose ativa, o número de bactérias é muito elevado e, por isso, o sistema imune não é capaz de combater a infecção sozinho, sendo necessário utilizar uma combinação de vários antibióticos por mais de 6 meses. Os remédios mais utilizados são:

  • Isoniazida;
  • Rifampicina;
  • Etambutol;
  • Pirazinamida.

O tratamento deve ser continuado mesmo depois dos sintomas terem desaparecido, para garantir a completa eliminação das bactérias. Assim, é essencial respeitar a duração do tratamento indicada pelo médico, devendo-se tomar o remédio todos os dias, sempre na mesma hora e até que o médico diga que já pode parar.

Durante o tratamento da tuberculose pulmonar, que acontece quando a infecção está nos pulmões, é muito importante ter alguns cuidados durante o tratamento, como ficar em casa, evitar o contato próximo com outras pessoas e tapar a boca ao tossir ou espirrar, por exemplo, para evitar transmissão da doença, especialmente durante as primeiras 2 a 3 semanas.

Como é feito o tratamento da tuberculose

Como usar vitamina D para acelerar o tratamento

A vitamina D foi um dos primeiros remédios utilizados para tratar a tuberculose antes da existência de antibióticos específicos para tratar a doença. Antigamente, os pacientes com tuberculose eram expostos à luz do sol e, embora não se conhecesse a razão pela qual a luz solar funcionava, muitos pacientes melhoravam.

Atualmente, a vitamina D é conhecida como um importante regulador do sistema imune que ajuda as células de defesa a eliminarem proteínas inflamatórias más e a produzirem mais proteínas que de fato ajudam a eliminar bactérias, como as que provocam a tuberculose.

Assim, para melhorar o tratamento ou evitar a infecção por tuberculose, é recomendado aumentar os níveis de vitamina D no organismo através da ingestão de alimentos ricos em vitamina D e exposição solar com protetor solar adequado e fora das horas de maior perigo.

Possíveis efeitos colaterais do tratamento

Os efeitos colaterais no tratamento desta doença são raros, no entanto, como são utilizados antibióticos por muito tempo, é possível o surgimento de efeitos secundários como:

  • Náuseas, vômitos e diarreia frequente;
  • Perda de apetite;
  • Pele amarelada;
  • Urina escura;
  • Febre acima de 38º C.

Quando surgem efeitos colaterais é aconselhado informar o médico que prescreveu o medicamento, para avaliar se é necessário trocar de remédio ou adaptar a dose do tratamento.

Sinais de melhora

Os sinais de melhora da tuberculose surgem cerca de 2 semanas após o início do tratamento e incluem diminuição do cansaço, desaparecimento da febre e alívio das dores musculares.

Sinais de piora

Os sinais de piora são mais frequentes quando o tratamento não é iniciado a tempo, especialmente nos casos de tuberculose latente em que o paciente não sabe que está infectado, e incluem surgimento de febre acima de 38º C, mal estar geral, suores noturnos e dores musculares.

Além disso, dependendo do local afetado, também podem surgir sintomas mais específicos como tosse com sangue, inchaço do local afetado ou perda de peso.


Bibliografia

  • CDC. Treatment for TB Disease. Link: <www.cdc.gov>. Acesso em 16 Abr 2019
  • NHS. Tuberculosis: Treatment. Link: <www.nhs.uk>. Acesso em 16 Abr 2019
Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem