Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para pedra na vesícula

​O tratamento para pedra na vesícula pode ser feito com dieta adequada, uso de remédios, ondas de choque ou cirurgia, e vai depender dos sintomas apresentados, do tamanho das pedras e de outros fatores como idade, peso e outras doenças existentes, como diabetes e colesterol alto.

A dieta e os remédios são mais indicados quando as pedras ainda são pequenas e não causam sintomas, como dor intensa no lado direito do abdômen. Porém, quando a pessoa apresenta sintomas ou quando a pedra é grande ou vai para os canais biliares causando obstrução, o tratamento geralmente é feito com cirurgia para retirada da vesícula. Nos casos em que o paciente não pode fazer a cirurgia, o médico pode indicar as ondas de choque, que podem quebrar as pedras em pedaços pequenos, facilitando sua eliminação através do intestino.

Assim, o tratamento para pedra na vesícula pode ser feito com:

1. Alimentação

A alimentação para pedra na vesícula deve ser feita para evitar o aumento do colesterol, uma das principais causas da formação de pedras na vesícula. Assim, a dieta deve ser pobre em gorduras saturadas e trans, e rica em fibras.

  • O que comer: frutas, legumes, salada crua, produtos integrais como pão, arroz, macarrão e bolachas, grãos integrais como aveia, chia e linhaça, bolachas de água e sal ou maria.
  • O que não comer: frituras em geral, salsichas, linguiças, carnes vermelhas, margarina, leite integral, queijos amarelos como cheddar e mussarela, creme de leite, pizza, produtos industrializados como bolacha recheada, salgadinhos de pacote e comida congelada.

​​Também é importante manter-se hidratado, bebendo bastante água, chás ou sucos naturais, de preferência sem açúcar. Aprenda a fazer uma dieta adequada para pedra na vesícula em: Dieta na crise de vesícula.

O que se deve comerO que se deve comer
O que não comerO que não comer

2. Remédios para pedra na vesícula

O tratamento com uso de remédios é feito quando as pedras da vesícula são de colesterol, pois os medicamentos como Ursodiol agem dissolvendo essas pedras. No entanto, a pessoa pode precisar tomar esse tipo de remédio por muito tempo, pois normalmente as pedras levam anos para se dissolverem, e , por isso, esse tratamento só é indicado para pessoas que não sofrem com os sintomas de dor.

3. Ondas de choque

As pedras na vesícula podem ser tratadas por Litotripsia, que são ondas de choque que quebram as pedras em pedaços menores, mais fáceis de atravessar os ductos biliares até o intestino, onde serão eliminadas pelas fezes. Este tratamento alternativo para pedra na vesícula deve ser utilizado juntamente com medicamentos e é indicado principalmente para indivíduos que não podem ser operados devido a idade ou outros problemas de saúde, como doença cardíaca.

A desvantagem dos tratamentos não cirúrgicos para pedra na vesícula é a elevada chance de as pedras voltarem a surgir e inflamarem a vesícula.

4. Cirurgia para retirar a vesícula

O tratamento cirúrgico de pedras na vesícula é feito quando a pessoa apresenta dores abdominais ou quando as pedras são muito grandes. A cirurgia pode ser feita através de um corte no abdômen ou por laparoscopia, que é uma cirurgia feita através de um pequeno corte na barriga, por onde o cirurgião coloca uma câmera dentro do abdômen e consegue retirar a vesícula sem precisar fazer um corte maior. Esse método é o que mais vem sendo utilizado para retirar a vesícula.

A cirurgia costuma ser o tratamento escolhido porque traz uma solução definitiva para o problema e o paciente geralmente só necessita ficar internado 1 dia, podendo retornar às suas atividades normais após cerca de 2 semanas. Depois da cirurgia, o fígado continuará produzindo a bile, que agora vai diretamente para o intestino no momento da digestão, pois já não há vesícula para o seu armazenamento. Veja quando é indicada e como é a recuperação da cirurgia de vesícula e o que comer depois de retirar a vesícula.

Fígado com e sem vesículaFígado com e sem vesícula
ducto biliar com e sem vesículaducto biliar com e sem vesícula

O que pode acontecer se eu não tratar as pedras na vesícula

Quando as pedras são pequenas e não causam dor, a pessoa pode passar a vida inteira sem sentir nada. No entanto, as pedras podem crescer e bloquear os canais biliares, causando complicações como:

  • Colecistite: inflamação da vesícula com aumento do risco de infecção. Os sintomas são dores abdominais constantes, mesmo quando a pessoa não se alimenta, febre e vômitos;
  • Coledocolitíase: quando o calculo sai da vesicula e obstrui o coledoco, provocando icterícia. os sintomas costumam ser pele e olhos com coloração amarelada;
  • Colangite: infecção grave causada por bactérias, podendo levar à morte. Os sintomas são dor abdominal, febre, calafrios e icterícia;
  • Pancreatite aguda: quando a pedra entope um ducto do pâncreas. Os sintomas são dor abdominal intensa, náuseas, vômitos e icterícia.

Tratamento caseiro para pedra na vesícula

Um tratamento caseiro que pode ser usado para pedra na vesícula é o chá de bardana e boldo, que ajuda reduzir a inflamação da vesícula e eliminar as pedras. Porém, o indivíduo deve avisar ao médico sobre o tratamento caseiro, e este só deve ser feito quando não há sintomas presentes, como a dor abdominal.

Para fazer este chá, basta colocar e sachê de chá de boldo, 1 colher de chá de raiz de bardana e 500 ml de água. Deve-se colocar a água para ferver, desligar o fogo e adicionar o boldo e a bardana. Após 10 min, deve-se coar a mistura e beber 2 xícaras do chá por dia, 1 hora após o almoço e o jantar.

Para saber outras formas caseiras de tratar as pedras na vesícula, consulte: Remédio caseiro para pedra na vesícula.

Tratamento homeopático para pedra na vesícula

O tratamento homeopático para pedra na vesícula pode ser feito com remédios homeopáticos como Chelidonium majus ou Lycopodium clavatum, no entanto, a sua ingestão deve ser feita sob orientação médica ou do homeopata.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...