4 chás para pedra na vesícula e como preparar

Alguns chás, como de bardana ou de boldo, são ótimos remédios caseiros para pedra na vesícula por possuírem compostos com ação anti-inflamatória, que diminuem a inflamação da vesícula e estimulam a produção da bile, ajudando na eliminação das pedras pelas fezes.

Quando se forma uma pedra na vesícula, ela pode ficar presa na vesícula ou ir para os canais biliares. Neste último caso, o cálculo pode bloquear a passagem da bile, causando sintomas como dor intensa no lado superior direito da barriga, diarreia ou vômitos, por exemplo, sendo a cirurgia a única forma de tratamento. Saiba identificar todos os sintomas da vesícula biliar bloqueada.

Estes chás só devem ser usados com a orientação de um médico, quando a pedra ainda está dentro da vesícula biliar e não passou para as vias biliares, pois ao estimular o fluxo da bile, as pedras maiores podem ficar presas, causando inflamação e agravando os sintomas.

Alguns chás que podem ser indicados para pedra na vesícula são:

1. Chá de bardana

O bardana é uma planta medicinal, conhecida cientificamente como Arctium lappa, que possui propriedades anti-inflamatórias que ajudam a aliviar a dor causada pela pedra na vesícula. Além disso, essa planta também aumenta fluxo biliar, ajudando a eliminar a pedra na vesícula.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de raiz de bardana;
  • 200 mL de água.

Modo de preparo:

Colocar a água e a raiz de bardana em uma panela e levar para ferver por 10 minutos. Aguardar amornar, coar e beber 2 xícaras desse chá por dia, 1 hora após o almoço e 1 hora após o jantar.

Além de ser excelente para pedra na vesícula, o chá com bardana também ajuda a aliviar as cólicas causadas pelas pedras nos rins, pois diminui a inflamação e aumenta a produção de urina, facilitando a eliminação desse tipo de pedras.

2. Chá de boldo

O chá de boldo, especialmente o boldo do Chile, possui substâncias como a boldina, que estimula a produção de bile pela vesícula biliar, ajudando o fígado a trabalhar melhor e a eliminar a pedra na vesícula.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de folhas de boldo picado;
  • 150 mL de água.

Modo de preparo:

Em uma panela, ferver a água e, em seguida, apagar o fogo. Adicionar o boldo picado na água fervente. e tampar, deixando descansar por 5 a 10 minutos. Coar o chá e tomar logo em seguida. O chá de boldo pode ser tomado de 2 a 3 vezes ao dia antes ou após as refeições.

3. Chá de dente-de-leão

O dente-de-leão, uma planta medicinal conhecida cientificamente como Taraxacum officinale, é uma excelente opção para melhorar as funções da vesícula biliar, pois estimula a produção de bile, ajudando na eliminação de pedras na vesícula. Além disso, essa planta também possui propriedades anti-inflamatórias que ajudam a aliviar as dores causadas pela pedra na vesícula.

Ingredientes:

  • 10 g de folhas secas de dente-de-leão;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Ferver a água em uma panela, ou chaleira. Após apagar o fogo, colocar as folhas de dente-de-leão na água, tampar e deixar descansar por 10 minutos. Coar e beber o chá morno imediatamente após o preparo. Pode-se beber até 3 xícaras desse chá por dia.

4. Chá de alcachofra

O chá de alcachofra é rico em antioxidantes, como cinarina e silimarina, que podem ajudar a regular a função da vesícula biliar e a eliminar a pedra na vesícula.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá (5g a 6g) de folhas secas de alcachofra;
  • 1L de água.

Modo de preparo:

Ferver a água em um panela, ou chaleira. Após apagar o fogo, adicionar as folhas de alcachofra na água fervente, tampar e deixar descansar por 10 minutos. Coar e beber até 3 xícaras do chá por dia, de 15 a 20 minutos antes das refeições. Veja outra forma de usar a alcachofra para pedra na vesícula.

Confira no vídeo a seguir mais dicas de como eliminar as pedras na vesícula:

Cuidados ao tomar os chás

Os chás para pedra na vesícula devem ser tomados com precaução, pois ao estimular a produção da bile, as pedras maiores podem bloquear as vias biliares, causando inflamação e sintomas como dor, vômitos, diarreia, por exemplo.

Por isso, esses chás devem ser tomados somente com a recomendação de um médico ou outro profissional de saúde especializado no uso de plantas medicinais.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em setembro de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA. Formulário de fitoterápicos: farmacopéia brasileira 2ª edição. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/arquivos/2021-fffb2-final-c-capa2.pdf>. Acesso em 27 set 2022
  • M, F, Cordeiro et al. Phytochemical characterization and biological activities of Plectranthus barbatus Andrews. Brazilian Journal of Biology. Vol. 82. 1-12, 2020
Mostrar bibliografia completa
  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY. Community herbal monograph on Taraxacum officinale Weber ex Wigg., radix cum herba. 2019. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-monograph/final-community-herbal-monograph-taraxacum-officinale-weber-ex-wigg-radix-cum-herba_en.pdf>. Acesso em 27 set 2022
  • EUROPEAN MEDICINE AGENCY. Community herbal monograph on Arctium lappa L., radix . 2010. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-monograph/final-community-herbal-monograph-arctium-lappa-l-radix_en.pdf>. Acesso em 27 set 2022
  • GRANDI, Telma Sueli Mesquita. Tratado das Plantas Medicinais: mineiras, nativas e cultivadas. 1ed. Minas Gerais: Adaequatio Estudio, 2014. 56-58.
  • ALOK, S.; et al. Pathophysiology of kidney, gallbladder and urinary stones treatment with herbal and allopathic medicine: A review. Asian Pac J Trop Dis. 3. 6; 496–504, 2013
  • AMARAL, Francesca Guzzetti . Efeito de extractos aquosos de Plectranthus barbatus e de Peumus boldus na acção do etanol e na absorção conjunta de colesterol em linhas celulares. Dissertação de mestrado em bioquímica, 2011. Universidade de Lisboa.
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • Pedra na vesícula: principais sintomas e alimentação ideal

    16:55 | 156492 visualizações
  • CHÁ DE BOLDO: como fazer e para que serve

    12:08 | 631606 visualizações