Parotidite: o que é, sintomas e tratamento

Revisão médica: Dr. Arthur Frazão
Oftalmologista
outubro 2021

A parotidite é uma situação caracterizada pela inflamação das glândulas parótidas, que é uma glândula salivar que está localizada na lateral do rosto, próxima às orelhas. Assim, devido à inflamação, é possível notar o inchaço do rosto na região entre o queixo e a orelha, além de dor para engolir ou abrir a boca, dor de cabeça e febre.

A parotidite é normalmente causada por agentes infecciosos e, por isso, pode ser também conhecida como parotidite infecciosa, estando na maioria dos casos relacionados com vírus da família Paramyxoviridae, que é o agente responsável pela caxumba. No entanto, pode também ser causada por outros microrganismos como Staphylococcus aureus, Haemophilus influenzae, Coxsackievirus e citomegalovírus, por exemplo, no entanto a parotidite por esses agentes à mais raro de acontecer.

A parotidite pode acontecer em pessoas de todas as idades, porém crianças de 5 a 15 anos geralmente são os mais atingidos, sendo importante que o pediatra seja consultado para que seja realizada uma avaliação física e exames laboratoriais que ajudem a confirmar a infecção e, assim, iniciar o tratamento mais adequado.

Sintomas de parotidite

Os sintomas de parotidite estão relacionados com a inflamação das glândulas parótidas, podendo haver:

  • Inchaço das glândulas do pescoço;
  • Dor no rosto na região em que está localizada a glândula;
  • Febre;
  • Dor ao engolir;
  • Inflamação dos testículos e ovários;
  • Dor de cabeça;
  • Dor abdominal (quando atinge os ovários);
  • Vômitos;
  • Rigidez na nuca;
  • Dores musculares;
  • Calafrios;

Além disso, em alguns casos é possível que o agente infeccioso provoque inflamação dos testículos e ovários e dor abdominal, por exemplo. Podem também haver complicações quando os órgãos atingidos pelo vírus são afetados mais profundamente, em alguns casos podem se desenvolver meningites, pancreatites, distúrbio renais e distúrbios oculares.

O diagnóstico da parotidite infecciosa é feito através da observação clínica dos sintomas. Geralmente não são necessários exames laboratoriais, mas em casos de incertezas exames de saliva ou sangue detectam a presença do agente causador da parotidite.

Como é feito o tratamento

O tratamento para parotidite é direcionado para a diminuição dos sintomas, sendo indicado que a pessoa fique em repouso e faça uso de medicamentos que devem ser indicados pelo médico, como analgésicos e antitérmicos que ajudam a diminuir o desconforto causado pela doença. Além disso, compressas de água quente também podem ser utilizadas para a diminuição das dores.

Os alimentos ingeridos pelo indivíduo devem ser pastosos ou líquidos, pois são mais fáceis de engolir, e deve ser feita uma boa higiene bucal para que possíveis infecções secundárias não ocorram, causando complicações na parotidite infecciosa.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em outubro de 2021. Revisão médica por Dr. Arthur Frazão - Oftalmologista, em fevereiro de 2016.
Revisão médica:
Dr. Arthur Frazão
Clínico geral
Médico generalista, especialista em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em 2008, com registro profissional no CRM/PE 16878