Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para Esclerose Múltipla

O tratamento para a esclerose múltipla, geralmente, é iniciado quando o paciente apresenta sintomas como fraqueza nos músculos, cansaço excessivo ou descoordenação motora, por exemplo.

Normalmente, o tratamento é feito com a ingestão diária de remédios receitados pelo neurologista, para aliviar os sintomas da esclerose múltipla e atrasar a sua evolução, no entanto, a fisioterapia também é muito utilizada pelos pacientes.

Nos casos mais leves, pode não ser necessário fazer tratamento para esclerose múltipla, uma vez que a doença está se desenvolvendo muito lentamente e não apresenta riscos para o paciente.

Tratamento medicamentoso para esclerose múltipla

O tratamento medicamentoso para esclerose múltipla deve ser feito por um neurologista e pode incluir:

  • Medicamentos para diminuir a progressão da doença oferecidos pelo SUS, como Interferon, Fingolimode, Natalizumabe e Acetato de Glatirâmer;
  • Corticoides para reduzir a intensidade e o tempo de permanência das crises;
  • Medicamentos para controle dos sintomas, como analgésicos, relaxantes musculares ou antidepressivos.

Além disso, o médico pode também recomendar o uso de tratamentos naturais, como consumo de alimentos ricos em vitamina D e terapias, como picadas de abelha, acupuntura ou acupressão, porque atrasam o desenvolvimento da doença, diminuem a dor e aumentam a força muscular, melhorando a qualidade de vida do paciente.

Veja quais os alimentos que ajudam no tratamento em: Alimentos ricos em vitamina D.

Tratamento fisioterapêutico para esclerose múltipla

A fisioterapia para esclerose múltipla é indicada quando existem sintomas avançados da doença, provocando sequelas, como dificuldade de movimentar os braços e pernas, falta de coordenação, alteração da sensibilidade na pele ou fraqueza muscular, por exemplo.

Geralmente, na fisioterapia são utilizados exercícios de alongamento e fortalecimento muscular que ajudam a manter o movimento dos músculos do corpo, facilitando as tarefas de vida diária.

Além da fisioterapia, pode ser necessário terapia da fala caso o paciente tenha sequelas, como dificuldade para falar, por exemplo.

Sinais de melhora da esclerose múltipla

Os sinais de melhora da esclerose múltipla incluem a melhora dos sintomas, diminuição da fadiga e recuperação da coordenação e força dos músculos, permitindo fazer melhor as atividades diárias.

Sinais de piora da esclerose múltipla

Quando o tratamento é iniciado tarde ou não é feito de forma adequada, podem surgir sinais de piora da esclerose múltipla, que incluem perda da visão, paralisia, perda da memória ou incontinência.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...