Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar o Bicho geográfico para acabar com a coceira

A infecção pelo bicho geográfico normalmente não necessita de tratamento, podendo o parasita ser naturalmente eliminado do corpo após cerca de 5 a 6 semanas. No entanto, devido aos sintomas que normalmente surgem pode ser recomendado o tratamento com pomadas ou remédios antiparasitários, como o Tiabendazol ou o Albendazol, por exemplo, que devem ser usados por 7 a 10 dias de acordo com a orientação médica. Além disso, durante o tratamento é também recomendado ter outros cuidados, como passar gelo sobre a região afetada diariamente.

O bicho geográfico corresponde a um parasita capaz de entrar na pele por meio de feridas e corte e causar a Síndrome da Larva migrans cutânea, cujos sintomas são coceira, vermelhidão, inchaço da região e lesão em forma de mapa que corresponde à migração do parasita pelo local. Saiba como identificar o bicho geográfico.

Como tratar o Bicho geográfico para acabar com a coceira

Sinais de melhora ou de piora

Os sinais de melhora do Bicho geográfico manifestam-se através da diminuição da intensidade dos sintomas, ocorrendo uma diminuição da coceira, da vermelhidão e do inchaço na pele. Além disso, a sensação de movimento por baixo da pele, que geralmente está presente, também diminui, assim como a lesão na pele em forma de mapa devido à morte das larvas.

Por outro lado, em alguns casos, podem surgir sinais de piora, onde a coceira e vermelhidão pioram e a lesão aumenta, sendo nestes casos importante consultar o médico para este possa indicar o melhor tratamento para a situação.

Além disso, em casos mais graves podem surgir infecções, que são geralmente tratadas com a aplicação de um antibiótico tópico, que combate e elimina a infecção.

Como se pega Bicho geográfico

O bicho geográfico está presente no intestino de animais domésticos, principalmente gatos e cachorros, sendo os ovos liberados nas fezes. As larvas presentes dentro dos ovos são liberadas no ambiente e evoluem até o seu estágio infectante, podendo entrar na pele e causar infecção quando:

  • A pessoa anda descalça na grama, areia da praia ou na terra;
  • As crianças andam descalças ou brincam com a areia dos parques infantis;
  • A pessoa deita na areia da praia sem toalha.

A principal medida a adotar para evitar pegar o bicho geográfico é evitar o contato com a areia ou terra, sendo, por isso, muito importante utilizar proteções como chinelos, sapatos ou toalhas. Além disso, os locais que geralmente são mais afetados são os pés, mãos, pernas, braços, antebraços ou nádegas. É importante também que os animais sejam desparasitados periodicamente para evitar a transmissão de doenças para as pessoas.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem