Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Traqueobronquite: o que é, sintomas e tratamento

A traqueobronquite é uma inflamação na traqueia e nos brônquios que gera sintomas como tosse, rouquidão e dificuldade para respirar devido ao excesso de muco, que faz com que os brônquios fiquem mais estreitos, dificultando o funcionamento do sistema respiratório.

Geralmente, a traqueobronquite surge após uma infecção nas vias respiratórias, como gripe, rinite ou sinusite, por exemplo, mas também pode ser causada por uma reação alérgica a pelo de animais ou fumaça de cigarro, por exemplo, sendo, nestes casos, semelhante à asma.

A traqueobronquite tem cura e, normalmente, o tratamento é feito durante 15 dias com remédios broncodilatadores e antibióticos, caso se trate de uma infecção bacteriana.

Traqueobronquite: o que é, sintomas e tratamento

Quais os sintomas

Os principais sintomas da traqueobronquite incluem:

  • Tosse seca ou com secreções;
  • Dificuldade para respirar;
  • Chiado constante ao respirar;
  • Febre cima de 38º C;
  • Dor e inflamação da garganta;
  • Cansaço;
  • Congestão nasal;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dor no peito.

Quando surgem estes sintomas, é recomendado ir ao pronto-socorro ou consultar um pneumologista para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Possíveis causas

As causas mais comuns que estão na origem da traqueobronquite aguda são a infecção por vírus ou bactérias. Além disso, esta doença também pode ser causada por uma reação alérgica, sendo, nestes casos, importante identificar o alérgeno que está na sua origem.

A traqueobronquite crônica é geralmente causada pelo uso de cigarro ou pela exposição prolongada a produtos tóxicos e/ou fumaça.

Como prevenir 

Como a traqueobronquite pode resultar de uma infecção, o ideal é evitar a transmissão de vírus e bactérias, sendo que a melhor forma de prevenção da traqueobronquite aguda é não ficar muito tempo em locais fechados, evitar aglomeração de pessoas e higienizar-se adequadamente, diminuindo, assim, as chances de complicações de doenças.

Como é feito o tratamento

O tratamento para traqueobronquite deve ser orientado por um pneumologista e, normalmente, é iniciado com o uso de remédios para aliviar sintomas como dor, febre e inflamação, como o paracetamol, dipirona ou ibuprofeno, e medicamentos para atenuar a tosse, que devem ser indicados tendo em conta o tipo de tosse que a pessoa possui, se é seca ou se tem expetoração.

Além disso, caso a traqueobronquite esteja sendo provocada por uma infecção bacteriana, o médico também pode receitar o uso de um antibiótico. Caso a infecção seja causada por vírus, basta ficar em repouso e manter a hidratação.

Nos casos mais graves, o tratamento da traqueobronquite deve ser feito em internamento no hospital, de forma a receber remédios diretamente na veia e oxigênio. Normalmente, o paciente tem alta cerca de 5 dias após o internamento, devendo manter o tratamento em casa.

Traqueobronquite: o que é, sintomas e tratamento

Tratamento caseiro

Um bom remédio caseiro para o alívio dos sintomas da traqueobronquite é tomar o chá de malva ou de guaco como forma de complementar o tratamento.

1.Chá de Malva

Este chá contém a malva, que é um anti-inflamatório natural que dilata os brônquios. No entanto, ela não deve ser utilizada em doses elevadas porque pode exercer um efeito laxante.

Ingredientes

  • 5 gramas de folhas e flores de malva seca;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Ferver as folhas e as flores de malva durante 5 minutos. Coar a mistura e beber 1 a 3 xícaras por dia.

2. Chá de Guaco

O chá de guaco ajuda no tratamento da traqueobronquite, diminuindo a quantidade de expectoração. O guaco além de broncodilatador é um expectorante natural porque relaxa a musculatura das vias aéreas. 

Ingredientes

  • 3 gramas de folhas secas de guaco;
  • 150 ml de água.

Modo de preparo

Colocar as folhas de guaco em água fervente, durante 10 minutos. Deixar esfriar por 15 minutos e coar. Beber 2 xícaras de chá por dia. Pode ser adicionado mel para adoçar a bebida e tomado quente durante a noite.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem