Sangue nas fezes do bebê: o que pode ser (e o que fazer)

Revisão médica: Dr.ª Sani Santos Ribeiro
Pediatra e Pneumologista infantil
maio 2022

O sangue nas fezes do bebê aparece como raias, traços ou tirinhas de sangue na fralda e geralmente não é uma situação grave, podendo acontecer devido a assaduras ou prisão de ventre, por exemplo. Além disso, muitas vezes, as fezes avermelhadas ou muito escuras são confundidas com a presença de sangue, mas normalmente estão relacionadas ao consumo de alimentos com cores forte ou corantes, como beterraba, tomate e gelatina.

No entanto, o sangue nas fezes no bebê pode ser também indicar doenças mais graves, como infecções, obstrução intestinal ou alergias alimentares.

Dessa forma, é importante consultar o pediatra quando além do sangue nas fezes, surgem outros sintomas como inchaço da barriga, diarreia com sangue e/ ou febre igual ou superior a 38ºC.

As principais causas para o aparecimento de sangue nas fezes do bebê são:

1. Prisão de ventre

A prisão de ventre é muito comum em bebês alimentados com mamadeira ou após iniciar a alimentação variada, com poucas fibras, frutas e água. Já que nesse caso, as fezes podem ficar mais duras, geralmente separadas em forma de bolinhas, o que pode causar pequenos sangramentos no momento da evacuação.

O que fazer: nesse caso, é recomendado oferecer mais água para o bebê e, caso já tenha iniciado a alimentação diversificada, oferecer mais alimentos ricos em fibras como uvas e mamão, por exemplo. É importante consultar o pediatra, pois em alguns casos pode ser necessário introduzir um laxante infantil. Veja algumas opções de laxantes naturais seguros para bebês.

2. Fissura anal

A fissura anal é uma pequena ferida que surge no ânus e geralmente está relacionada à prisão de ventre, devido à presença de fezes mais secas e endurecidas, sendo necessário fazer mais força para evacuar. Assim, é comum que na presença de fissura anal, seja notada uma tirinha de sangue na fralda, além de dor no momento de evacuar.

O que fazer: é importante tornar as fezes mais macias porque assim ao passar pelo ânus elas não causam feridas. Oferecer água, suco de fruta natural e alimentos que soltam o intestino é uma boa estratégia. Nos casos mais graves, quando o bebê fica mais de 5 dias sem evacuar, pode-se introduzir um laxante infantil, composto de glicerina para esvaziar o intestino. 

3. Alergia alimentar

Alergias alimentares também são uma causa muito comum de sangue nas fezes no bebê e podem ocorrer mesmo em bebês que são amamentados, devido a certos alimentos que a mãe ingere, como leite de vaca e seus derivados ou soja. No entanto, é mais comum de acontecer com bebês alimentados com mamadeira, devido ao uso de leites que contêm a proteína do leite de vaca ou da soja. 

Nestes casos, os sintomas geralmente se iniciam nos primeiros 3 meses de vida e incluem o surgimento de fezes com gomos ou tirinhas de sangue.

O que fazer: é importante que seja identificado o alimento responsável pela alergia no bebê. No caso do bebê em amamentação exclusiva, é recomendado que a mulher tenha atenção a alguns alimentos que consome, devendo evitar o consumo de leite de vaca, seus derivados e alimentos à base de soja. Conheça alguns alimentos que podem causar ou piorar a alergia alimentar

Além disso, caso a alimentação da criança inclua mamadeiras com leites feitos à base do leite de vaca ou soja, pode ser necessário a troca para leites extensamente hidrolisados e evitar alimentos que os contenham. Veja como escolher o melhor leite para o recém-nascido.

4. Assadura

Quando a assadura é mais grave, como pode ocorrer em caso de diarreia, a pele do bebê pode ficar muito sensível e ocorrer sangramento. Nesses casos, embora possa parecer que são as fezes do bebê que possuem sangue, na verdade esse sangue é resultado da assadura no bumbum. Nesta situação, o sangue geralmente é vermelho vivo e fácil de ser identificado, especialmente ao limpar o bebê.

O que fazer: deve-se evitar limpar o bebê com lenços umedecidos, preferindo limpar com um pedaço de algodão molhado em água morna. Também é indicado o uso de pomadas na troca da fralda, especialmente quando a pele estiver ferida para criar uma barreira que impeça o contato direto das fezes com a pele do bebê. Veja alguns exemplos de pomadas para assadura

5. Diarreia infecciosa

Infecções intestinais, principalmente as causadas por bactérias, podem causar diarreia com sangue. Nestas situações, além de vômito, febre e cólica, pode surgir sangue nas fezes do bebê devido à infecção do intestino. 

Em bebês recém-nascidos, algumas causas de diarreia mais graves incluem enterocolite necrotizante e a enterocolite associada à doença de Hirschsprung, uma doença que prejudica os movimentos do intestino.

O que fazer: é importante consultar um pediatra assim que possível, principalmente no caso de recém-nascidos. O tratamento geralmente envolve o uso de antibióticos e medidas para prevenir a desidratação, como uso de soro de reidratação oral ou do soro caseiro. Além disso, manter a alimentação por meio da amamentação, fórmula infantil ou alimentos leves podem ajudar a evitar a piora da desidratação. Veja o que fazer em caso de diarreia infantil.

6. Mini menstruação 

Meninas recém-nascidas podem apresentar sangue na fralda sem que este esteja relacionado às fezes. Neste caso, alterações hormonais que ocorrem no corpo, causam uma perda de sangue semelhante a uma “mini-menstruação”, que passa em poucos dias.

Isto é mais frequente nos primeiros dias ou no máximo nas 2 primeiras semanas de vida e a quantidade de sangue na fralda geralmente é muito pouca, podendo algumas vezes ficar apenas rosada em algumas áreas.

O que fazer: é importante mostrar ao pediatra para que outras causas de sangramento possam ser afastadas. Se for mesmo essa mini menstruação, não é preciso nenhum tratamento específico caso não seja em grande quantidade ou em todas as mudas de fraldas, porque geralmente dura apenas 1 ou 2 dias.

Sinais de alerta para ir ao médico

É recomendado buscar ajuda médica imediata quando, além do sangue nas fezes, o bebê apresentar:

  • Muito choro;
  • Falta de apetite, recusando mamadas ou comida;
  • Cansaço excessivo, ficando molinho e não querendo interagir;
  • Outros sintomas, como vômito, febre ou diarreia.

Mesmo que o bebê parece esperto e saudável, caso ocorra sangue nas fezes, é sempre importante consultar o pediatra para que seja investigar a sua causa. 

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em maio de 2022. Revisão médica por Dr.ª Sani Santos Ribeiro - Pediatra e Pneumologista infantil, em maio de 2022.
Revisão médica:
Dr.ª Sani Santos Ribeiro
Pediatra e Pneumologista infantil
Médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande com CRM nº 28364 e especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria.