Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve o teste de coombs indireto e direto

O teste de coombs é uma tipo de exame de sangue que avalia a presença de anticorpos específicos que atacam as células vermelhas do sangue, provocando a sua destruição e podendo levar ao surgimento de um tipo de anemia conhecida como hemolítica.

Existem dois tipos principais deste exame, que incluem:

  • Teste de Coombs direto: avalia diretamente as células vermelhas do sangue e ajuda a identificar se é o sistema imune da própria pessoa que está causando a anemia hemolítica;
  • Teste de Coombs indireto: avalia o plasma do sangue e geralmente é usado em situações de transfusão, para garantir que o sangue que vai ser doado é compatível com quem está recebendo.

Além da anemia, este teste também pode ajudar a identificar outras doenças que afetam as células do sangue como leucemia, lúpus ou mononucleose, por exemplo.

Veja quais os sintomas que podem indicar a presença de anemia hemolítica.

Para que serve o teste de coombs indireto e direto

Como é feito o exame

Para fazer o teste de Coombs apenas é necessário retirar uma amostra de sangue através de uma coleta normal com agulha e seringa num laboratório de análises clínicas. Depois, esse sangue será testado com um tipo de anticorpo específico, resultando em positivo ou negativo.

Não é necessário qualquer tipo de preparo para fazer este exame, no entanto, existem alguns medicamentos que podem ter de ser interrompidos e, por isso, é importante informar o médico de toda a medicação que se está utilizando.

O que significa o resultado

O resultado do teste de Coombs é negativo quando não existe o anticorpo que provoca a destruição dos globos vermelhos, e por isso é considerado um resultado normal.

Porém, quando o resultado é positivo, quer dizer que existe o anticorpo no sangue e, por isso, se o resultado for positivo no teste de Coombs direto significa que a pessoa pode ter uma doença como:

  • Anemia hemolítica autoimune;
  • Infecção com micoplasma;
  • Sífilis;
  • Leucemia;
  • Lúpus eritematoso;
  • Mononucleose.

Já, no caso de teste de Coombs indireto, o resultado positivo significa que a pessoa tem um anticorpo que pode causar coágulos quando se recebe outro tipo de sangue e, dessa forma, é preciso ter cuidado na hora de fazer uma transfusão sanguínea.

Em qualquer caso, é sempre importante que o resultado seja avaliado pelo médico que o pediu, já que alguns antecedentes da pessoa podem alterar o resultando.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...