Tenesmo: o que é, sintomas, causas e tratamento

Atualizado em janeiro 2023

Tenesmo retal é uma situação caracterizada pela vontade intensa de evacuar, mas não há eliminação das fezes, de forma que há sensação de esvaziamento incompleto do intestino grosso, mesmo que não tenha fezes para expulsar.

O tenesmo está associado a alterações do intestino, como doença inflamatória intestinal, diverticulose, síndrome do intestino irritável e infecção intestinal, podendo ser também acompanhado por outros sintomas como dor abdominal e cólicas.

O tratamento para tenesmo deve ser orientado pelo gastroenterologista e depende da doença que está na origem da condição, podendo ser feito com medicamentos, mudança dos hábitos alimentares e de vida e/ou biofeedback (fisioterapia do assoalho pélvico).

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de tenesmo retal

Os principais sinais e sintomas de tenesmo retal são:

  • Vontade urgente para defecar, mesmo que não tenha fezes para eliminar;
  • Sensação de esvaziamento incompleto;
  • Falta de evacuação, mesmo quando existe muita vontade;
  • Dor e cólica abdominal;
  • Dor no reto.

Dependendo da causa do tenesmo, podem surgir outros sintomas como febre, calafrios, presença de sangue nas fezes, perda de apetite, náuseas e vômitos.

Na presença de sinais indicativos de tenesmo, é importante que o gastroenterologista seja consultado para que seja confirmado o diagnóstico e identificada a causa para que seja, então, iniciado o tratamento mais adequado.

Diferença entre tenesmo retal e tenesmo vesical

O tenesmo retal é caracterizado pela vontade intensa para evacuar, com uma sensação de que ainda permanecem fezes no reto. Por outro lado, o tenesmo vesical está relacionado com a bexiga, em que há sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, mesmo quando está vazio. Conheça mais sobre o tenesmo vesical.

Possíveis causas

As principais causas de tenesmo retal são:

1. Doença inflamatória intestinal

As doenças inflamatórias intestinais, como retocolite ulcerativa ou doença de Crohn, podem causar sintomas como inchaço, febre, diarreia intensa e tenesmo.

2. Infecção intestinal

A infecção intestinal por bactérias, vírus ou parasitas também pode causar tenesmo, além de outros sintomas como cólicas e dor abdominal, diarreia, perda de apetite e febre, em alguns casos. Saiba reconhecer os sintomas de infecção intestinal.

3. Abscesso anal

O abscesso anal consiste na formação de uma cavidade com pus na pele da região ao redor do ânus, que pode provocar sintomas como dor, principalmente ao evacuar ou ao sentar, aparecimento de um caroço doloroso na região anal, sangramento ou eliminação de secreção amarelada, podendo também ocorrer tenesmo retal. Conheça mais sobre o abscesso anal.

4. Câncer de reto

O câncer de reto pode causar sintomas como diarreias frequentes, sangue nas fezes, dor na barriga ou tenesmo, que podem ser difíceis de identificar, porque são sinais que também podem ocorrer devido a problemas comuns, como infecção intestinal ou hemorroidas. Veja outros sintomas de câncer de reto.

5. Diverticulose

A diverticulose é uma alteração do intestino caracterizada pela formação de divertículos, que são pequenas bolsas presentes na mucosa do intestino, que se formam quando pontos da parede do intestino estão frágeis, e acabam sendo projetados para o exterior devido às contrações intestinais. Geralmente, não provocam sintomas, a não ser quando inflamam ou infectam, dando origem à diverticulite.

6. Síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável é uma alteração intestinal que pode causar dor abdominal, prisão de ventre ou diarreia e, em alguns casos, tenesmo. As pessoas com esta síndrome são especialmente sensíveis a estímulos, como estresse, dieta, medicamentos ou hormônios, que podem provocar contrações anormais no intestino ou em outro ponto do trato gastrointestinal. Veja mais sobre a síndrome do cólon irritável.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico do tenesmo é feito pelo gastroenterologista inicialmente por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa, sendo também feita uma avaliação dos hábitos intestinais, alimentação e estilo de vida.

Para identificar a causa do tenesmo, o médico pode indicar a realização de exames de sangue e análises das fezes, além tomografia computadorizada, colonoscopia e/ ou retossigmoidoscopia.

Como é feito o tratamento

O tratamento do tenesmo deve ser orientado pelo gastroenterologista e pode variar de acordo com a causa. Assim, o médico pode indicar o uso de medicamentos anti-inflamatórios próprios do intestino ou corticoides orais ou retais, que reduzem a inflamação e ajudam a aliviar os sintomas do tenesmo.

No caso do tenesmo estar relacionado com infecções, pode ser recomendado o uso de medicamentos antibióticos ou antiparasitários para combater a infecção e, assim, promover o alívio dos sintomas e combater o tenesmo.

Além disso, o médico também pode recomendar o uso de laxantes, para pessoas que sofrem de tenesmo associado a prisão de ventre ou para aquelas que têm distúrbios da motilidade intestinal, analgésicos para aliviar a dor e evitar alguns alimentos que possam estar a provocar alterações intestinais.

Tratamento natural

Além do tratamento medicamentoso, existem medidas que podem ajudar a aliviar ou mesmo a resolver o tenesmo. Para isso, é muito importante adotar uma dieta equilibrada, rica em fibras, como vegetais, fruta, feijão e lentilhas, sementes e frutos secos, beber muita água, praticar exercício físico com regularidade, de forma a estabelecer um bom funcionamento do intestino e reduzir o estresse.