Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Taquicardia ventricular

A taquicardia ventricular é um tipo de arritmia que apresenta frequência cardíaca elevada. Ela pode ocorrer como consequência de várias doenças cardíacas que lesam os ventrículos, e acabam comprometendo a condução elétrica do coração.

Sintomas de taquicardia ventricular

O sintomas da taquicardia ventricular podem incluir:

  • Batimento cardíaco acelerado que pode ser sentido no peito;
  • Pulso acelerado;
  • Palpitações cardíacas;
  • Pode haver aumento da frequência respiratória.

O indivíduo com taquicardia ventricular quase sempre apresenta também palpitações. A taquicardia ventricular prolongada ou sustentada, que é quando o coração alcança mais de 120 batimentos por minuto durante mais de 30 segundos, pode ser perigosa e, frequentemente, exige tratamento de emergência, pois a pressão arterial tende a cair e o paciente pode sofrer de insuficiência cardíaca ou parada cardíaca.

Tratamento para taquicardia ventricular

O tratamento imediato deve ser feito com o "choque elétrico" no peito do paciente com o uso de um cardioversor - desfibrilador que deve ser operado por pessoas capacitadas. O paciente recebe uma medicação para dormir durante o procedimento, e assim, não sente dor. É um procedimento rápido e seguro quando realizado por profissionais treinados, na sua maioria, médicos.

Além disso, algumas medicações venosas podem ser usadas para reverter essa arritmia, caso o paciente não apresente nenhuma instabilidade, como queda de pressão, dor no peito, cansaço.

Pacientes que têm alta chance de apresentarem novos episódios, podem ter a indicação médica de implantação de um aparelho denominado cardiodesfibrilador implantável (CDI). Este aparelho é colocado abaixo da pele no paciente semelhante a um implante de marcapasso.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...