Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Bradicardia sinusal: o que é, principais sintomas e como é feito o tratamento

A bradicardia sinusal é uma condição em que o coração passa a bater com menos frequência que o normal durante o repouso. Na bradicardia, o coração chega a bater a menos de 50 batimentos por minuto, enquanto que o normal é entre 60 e 100 batimentos por minuto.

Normalmente a bradicardia sinusal não apresenta sintomas, porém, como há diminuição do fluxo de oxigênio para o coração, a pessoa pode se sentir cansada, fraca e ter episódios de tontura, sendo recomendado ir ao cardiologista para que sejam feitos exames e se chegue a uma conclusão diagnóstica. 

O tratamento é estabelecido pelo cardiologista dependendo dos sintomas, causas e gravidade da bradicardia, podendo ser necessária a colocação de um marcapasso nos casos mais graves. A melhor forma de prevenir a bradicardia é através de exercícios físicos regulares e alimentação saudável, o que influencia na saúde do coração. 

Bradicardia sinusal: o que é, principais sintomas e como é feito o tratamento

Principais sintomas

Normalmente o único sintoma associado à bradicardia é a diminuição da frequência cardíaca, no entanto, como há uma diminuição do fornecimento de oxigênio para o coração, pode ocorrer algum dos seguintes sintomas:

  • Cansaço;
  • Fraqueza;
  • Tontura;
  • Falta de ar;
  • Vômito;
  • Pele fria;
  • Dor no peito;
  • Diminuição da pressão. 

Assim que surgirem os sintomas de bradicardia sinusal, é importante ir ao cardiologista para que possa ser feito o diagnóstico e estabelecido o tratamento. O diagnóstico é feito através da avaliação dos sintomas do paciente e exames físicos.

Além disso, pode ser solicitado pelo médico a realização de alguns exames laboratoriais para que seja verificado se a bradicardia sinusal está relacionada com infecções, hipotireoidismo ou alteração na quantidade de eletrólitos (cálcio ou potássio) no sangue, por exemplo. Normalmente também é realizado um eletrocardiograma para confirmar a frequência dos batimentos cardíacos. Veja como é feito o eletrocardiograma. 

Causas da bradicardia sinusal

A diminuição dos batimentos cardíacos pode acontecer durante o sono e em pessoas que praticam exercícios físicos regularmente, como atletas de corrida e ciclismo, por exemplo, o que é considerado normal. No entanto, a bradicardia pode ser causada por algumas condições cardíacas ou fisiológicas, sendo as causas mais comuns:

  • Doença do nó sinusal;
  • Infarto;
  • Hipotermia;
  • Hipotireoidismo;
  • Hipoglicemia;
  • Diminuição na concentração de potássio ou cálcio no sangue;
  • Uso de medicamentos para hipertensão ou arritmia;
  • Exposição a substâncias tóxicas;
  • Apnea do sono, que corresponde a uma parada momentânea da respiração ou respiração superficial durante o sono. 

Em situações menos comuns, a bradicardia sinusal pode acontecer devido a infecções por vírus ou bactérias, como a difteria, febre reumática e miocardite, que é uma inflamação do músculo cardíaco causada pela infecção por vírus ou bactérias. Veja quais são os principais sintomas e como tratar a miocardite. 

Como é feito o tratamento

O tratamento é feito de acordo com a causa, sintomas e a gravidade, podendo ser indicado pelo cardiologista que seja tratada o hipotireoidismo, por exemplo, se essa for a causa da bradicardia, a mudança dos medicamentos tomados pelo paciente ou, em casos mais graves, a utilização de um marca-passo, que é um aparelho colocado cirurgicamente que tem como objetivo regular os batimentos cardíacos no caso de bradicardia, por exemplo. Saiba mais sobre o marcapasso cardíaco. 

Para prevenir que ocorra bradicardia e esta leve ao aparecimento de sintomas e possíveis complicações, é recomendado que sejam realizados exercícios físicos regularmente e controle do colesterol e pressão sanguínea através de uma dieta saudável e balanceada. Além disso, é importante ter controle do estresse, evitar fumar e beber em excesso e realizar checkups cardiológicos periodicamente. 

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar