Sono na gravidez: é normal? quando aparece (causas e o que fazer)

Atualizado em janeiro 2024

Sono na gravidez é normal, principalmente no primeiro trimestre devido as alterações hormonais normais da gestação, que levam a um aumento da progesterona no corpo, aumentando o metabolismo e o gasto de energia para formar a placenta e o bebê.

No entanto, o sono excessivo na gravidez também pode ocorrer no terceiro trimestre, devido ao aumento do peso e da barriga, que podem dificultar o sono, resultando em cansaço e maior sonolência durante o dia.

Leia também: Como aliviar os desconfortos comuns do final da gravidez tuasaude.com/como-aliviar-o-desconforto-no-final-da-gravidez

Algumas formas para combater o sono excessivo são criar uma rotina de dormir e acordar na mesma hora todos os dias, praticar exercícios físicos recomendados pelo obstetra e fazer o acompanhamento pré-natal, uma vez que deficiência nutricionais, principalmente de ferro, também causar sono excessivo na gravidez.

Imagem ilustrativa número 1

Quando aparece

O sono na gravidez é mais comum de surgir no primeiro trimestre e início do segundo trimestre, devido as alterações hormonais normais da gestação. 

No entanto, o sono excessivo também é comum no terceiro trimestre da gestação, devido às mudanças no corpo que podem dificultar o dono à noite, deixando a grávida mais sonolenta durante o dia.

É importante que a grávida siga as orientações do obstetra e faça o acompanhamento pré-natal durante toda a gestação, de forma a garantir a saúde da mulher e permitir o desenvolvimento saudável do bebê. 

Não ignore os seus sintomas!

Priorize sua saúde. Descubra a causa dos seus sintomas e receba o cuidado que precisa.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Causas de sono na gravidez

As principais causas de sono na gravidez são:

1. Aumento da progesterona

O aumento da progesterona ocorre durante toda a gravidez, no entanto, é maior no primeiro trimestre para criar condições no útero e no corpo da mulher, como formação da placenta e aumento da circulação sanguínea no corpo, para o desenvolvimento do bebê.

Esse aumento da progesterona pode causar cansaço e sono excessivo na gravidez.

O que fazer: criar uma rotina de dormir e acordar na mesma hora todos os dias ou dormir um pouco durante o dia podem ajudar a diminuir o cansaço e aumentar a disposição.

2. Enjoo na gravidez

O enjoo na gravidez ou vômitos pode causar cansaço e resultar em sono excessivo, o que é mais comum no primeiro trimestre da gestação.

O que fazer: comer pequenas refeições com frequência ao longo do dia e manter-se hidratada. Se os enjoos forem muito intensos, o médico poderá receitar o uso de remédio para enjoos durante a gravidez.

No entanto, no caso de vômitos, principalmente quando são frequentes ou intensos, é importante consultar o obstetra ou ir ao hospital, pois pode ser hiperemese gravídica, que necessita de tratamento médico. Saiba como é o tratamento dos enjoos intensos na gravidez.

Leia também: 1º trimestre de gravidez: desenvolvimento, cuidados e exames tuasaude.com/gravidez-primeiro-trimestre

3. Hipoglicemia

A hipoglicemia é a diminuição dos níveis de açúcar no sangue, o que pode resultar em sintomas como sonolência, tontura, fraqueza, tremor, suor frio, palpitação cardíaca, dor no peito, ansiedade, confusão mental ou dificuldade para falar, por exemplo. Saiba identificar todos os sintomas de hipoglicemia

A hipoglicemia pode ocorrer por ficar muito tempo sem comer, praticar atividades físicas excessivamente e sem orientação médica, ou devido à diabetes e uso de remédios antidiabéticos na gravidez.

O que fazer: é importante comer em pequenas quantidades em intervalos de 2 a 3 horas, para ajudar a prevenir a hipoglicemia. No entanto, caso surjam os sintomas, deve-se ingerir um pouco de açúcar, doce ou balas, suco laranja natural ou refrigerante à base de cola ou guaraná, por exemplo para aumentar rapidamente o açúcar no sangue.

Além disso, é importante consultar o obstetra para que possa ser avaliado os níveis de açúcar no sangue e fazer o tratamento para diabetes gestacional corretamente, conforme orientado pelo obstetra, para evitar episódios de hipoglicemia. Veja como é feito o tratamento da diabetes na gravidez.

4. Dormir pouco

Dormir pouco, ter dificuldade para dormir ou insônia também podem causar sono na gravidez e cansaço, principalmente durante o dia.

Isso é mais comum no terceiro trimestre da gestação, devido ao tamanho da barriga que pode dificultar encontrar uma posição confortável para dormir, mas também pode acontecer por acordar várias vezes à noite para urinar.

O que fazer: dormir com um travesseiro entre as pernas e deitada de lado ou em uma posição que a mulher se sinta confortável ajudam a reduzir o desconforto que dificulta o sono. Além disso, é importante criar uma rotina de sono e um ambiente calmo e confortável para dormir, e evitar dormir durante o dia para não atrapalhar o sono noturno.

5. Deficiência de ferro 

A deficiência de ferro na gravidez, pode causar anemia ferropriva, e resultar em cansaço excessivo, sonolência, tontura, palidez, falta de ar ou palpitações cardíacas, por exemplo. Saiba identificar os sintomas de anemia na gravidez.  

Além da deficiência de ferro, a anemia na gravidez também pode ser causada por deficiência de ácido fólico ou de vitamina B12.

O que fazer: o tratamento deve ser feito de acordo com a orientação do obstetra e, normalmente, inclui o uso de suplementos de ferro e ácido fólico, além do consumo de alimentos ricos em ferro como lentilha, salsa, feijão e carnes vermelhas, por exemplo. Veja como fazer uma alimentação rica em ferro

6. Ansiedade

A ansiedade por surgir no início da gravidez devido as mudanças no corpo, expectativas da gestação, desconfortos na gravidez, mas também no último trimestre, devido à chegada do parto, por exemplo.

A ansiedade ou o estresse excessivos na gravidez podem causar problemas para dormir à noite, e resultar sono excessivo durante o dia.

O que fazer: dormir um pouco durante o dia pode ajudar a diminuir o cansaço e aumentar a disposição. Além disso, é recomendado ter uma alimentação saudável e fazer exercícios físicos liberados pelo obstetra para ajudar a relaxar e reduzir a ansiedade e o estresse. 

Leia também: Estresse na gravidez: quais os riscos e como aliviar tuasaude.com/estresse-na-gravidez

Quando ir ao obstetra

É importante consultar o obstetra quando a sono na gravidez é acompanhado de outros sintomas, como:

  • Cansaço excessivo ou exaustão;
  • Tontura;
  • Palidez ou suor frio;
  • Falta de ar;
  • Palpitações cardíacas;
  • Dor no peito.

Além disso, deve-se ir imediatamente ao pronto-socorro nos casos de sintomas como confusão mental, dificuldade para falar, ansiedade ou tremor.