10 principais sintomas de ácido úrico alto

Revisão médica: Dr. Francisco Couto Valente
Ortopedista
julho 2022

Os sintomas do ácido úrico alto, como dor nas articulações, vermelhidão da pele, formação de pequenos caroços duros nas articulações ou cólicas renais, geralmente, surgem quando o ácido úrico se acumula nas articulações ou nos rins formando cristais.

Na maioria dos casos, o aumento da quantidade de ácido úrico no sangue, chamado de hiperuricemia, não causa sintomas, sendo descoberto apenas durante exame de sangue, em que é verificada concentração de ácido úrico acima de 6,8 mg/dL, ou exame de urina, em que podem ser visualizados microscopicamente cristais de ácido úrico. 

Quando surgem sintomas, é indicativo de que houve desenvolvimento de alguma doença, como gota ou pedra nos rins, devido ao acúmulo do ácido úrico que encontra-se em excesso no sangue, causado pelo aumento da produção de ácido úrico e/ou pela diminuição da sua eliminação pela urina pelos rins, sendo importante consultar o clínico geral, ortopedista ou reumatologista.

Os principais sintomas de ácido úrico alto são:

1. Dor e inchaço nas articulações

A dor e o inchaço nas articulações é um sintoma comum de gota, e pode surgir quando o excesso de ácido úrico do sangue se deposita nas articulações na forma de cristais, causando uma inflamação, sendo comum de ocorrer no dedão do pé ou nos dedos das mãos, resultando em dor intensa na articulação que dura alguns dias e que piora com o movimento. 

2. Pequenos caroços duros nas articulações

Os cristais de ácido úrico depositados nas articulações dos dedos, cotovelos, joelhos e pés podem levar a formação de pequenos caroços duros e dolorosos ao toque.

No caso da gota, a dor é mais comum no dedão do pé, mas também pode afetar outras articulações como tornozelos, joelhos, punhos e dedos das mãos, sendo que as pessoas mais afetadas costumam ser os homens, pessoas com história familiar de artrite e pessoas que consomem muito álcool.

3. Dificuldade de movimentar a articulação afetada

Devido a presença de caroços e inchaço nas articulações, pode-se ter dificuldade de movimentar a articulação afetada pelos cristais de ácido úrico. 

4. Vermelhidão na pele

A inflamação causada pela deposição dos cristais de ácido úrico nas articulações, pode também causar vermelhidão na pele e descamação da pele afetada, na região do caroço, além de sensação de "areia" ao tocar na região onde os cristais se depositaram. Veja outros sintomas da gota

5. Dor intensa na parte inferior das costas

A dor intensa na parte inferior das costas pode surgir quando os cristais de ácido úrico se acumulam no rim, causando cólica renal, e afetando a parte inferior das costas, ou a lateral do corpo.

Geralmente, essa dor surge quando os cristais são muito grandes e ficam presos nos rins ou quando saem do rim e começam a descer em direção ao ureter ou bexiga.

Essa dor muitas vezes é descrita como sendo semelhante à dor do parto, e pode também causar dificuldade para movimentar o corpo.

6. Picos de cólicas renais intensas

As cólicas renais podem ocorrer em picos de dor intensa que vai e vem, que podem durar cerca de 20 a 60 minutos, e geralmente, surgem quando a pedra formada pelo excesso de ácido úrico fica presa ou bloqueia alguma parte do trato urinário, como rins, ureter ou bexiga. 

7. Náuseas e vômitos

A pedra nos rins formada pelo excesso de ácido úrico pode causar náuseas e vômitos, que é um sintoma muito comum, e ocorre devido a estimulação do nervo esplâncnico, que é uma inervação compartilhada pela cápsula de revestimento dos rins e o estômago.

8. Dor ou ardor ao urinar

A dor ou ardor ao urinar pode ser um sinal de infecção urinária, que pode ser causada pela movimentação da pedra de ácido úrico na uretra para ser eliminada pela urina ou pelo bloqueio da passagem da urina. 

Além disso, podem surgir necessidade de urinar frequentemente, urina turva ou com mau cheiro, por exemplo. Veja outros sintomas de infecção urinária.

9. Presença de sangue na urina

A pedra de ácido úrico nos rins quando se desloca pode causar uma agressão nas células de revestimento do trato urinário, podendo levar ao surgimento de pequenas quantidades de sangue na urina. No entanto, esse sintoma geralmente está mais relacionado à passagem da pedra pela uretra para ser eliminada pela urina, ou infecção urinária. 

10. Febre ou calafrios

A febre ou os calafrios podem surgir também como sinal de infecção renal causada pela presença da pedra de ácido úrico no rim ou infecção urinária. Sempre que houver estes sintomas procurar o serviço de emergência o quanto antes. Saiba identificar outros sintomas de pedra nos rins

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do ácido úrico alto é feito pelo clínico geral, ortopedista ou reumatologista através da avaliação dos sintomas, histórico de saúde e hábitos de vida.

Além disso, o médico deve solicitar exame dosagem de ácido úrico no sangue e na urina, além de exame de hemograma completo, perfil lipídico, níveis de cálcio e fosfato no sangue, que permitem ao médico avaliar se existem outras condições de saúde que possam estar causando aumento do ácido úrico no sangue. 

Outros exames que o médico pode solicitar são raio X das articulações, para avaliar o inchaço e confirmar o diagnóstico de gota, ou ainda ultrassom renal, para verificar a presença de pedras de ácido úrico.

Como é feito o tratamento

O tratamento do ácido úrico alto deve ser feito com orientação do clínico geral, ortopedista ou reumatologista que podem indicar o uso de remédios anti-inflamatórios ou corticóides, para aliviar a dor ou o inchaço nas articulações, ou remédios para reduzir os níveis de ácido úrico no sangue, como alopurinol ou probenecida, por exemplo. Confira outros tratamentos para a gota

No caso de formação de pedras renais, o médico pode também receitar antiespasmódicos e analgésicos, como a dipirona e a escopolamina. No entanto, se a dor for intensa, deve-se procurar o pronto socorro para tomar remédios na veia. Veja como é feito o tratamento para pedra nos rins

Além disso, para baixar os níveis de ácido úrico é importante fazer alterações na dieta, orientadas por um nutricionista que deve indicar aumentar a ingestão de alimentos como  maçã, beterraba, cenoura ou pepino, além de evitar a ingestão de bebidas alcoólicas e de carne vermelha, frutos do mar e peixes, por exemplo. Saiba como deve ser a dieta para ácido úrico alto

Assista o vídeo seguinte e saiba mais sobre a alimentação que deve fazer se tem o ácido úrico elevado:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em julho de 2022. Revisão médica por Dr. Francisco Couto Valente - Ortopedista, em julho de 2022.

Bibliografia

  • GEORGE, C.; MINTER, D. A. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Hyperuricemia. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK459218/>. Acesso em 20 jul 2022
  • BARKAS, F.; et al. Uric acid and incident chronic kidney disease in dyslipidemic individuals. Curr Med Res Opin. 34. 7; 1193-1199, 2018
Mostrar bibliografia completa
  • WILLIAMS, L. A. The History, Symptoms, Causes, Risk Factors, Types, Diagnosis, Treatments, and Prevention of Gout, Part 2. Int J Pharm Compd. 23. 1; 14-21, 2019
  • MAYANS, L. Nephrolithiasis. Prim Care. 46. 2; 203-212, 2019
Ortopedista
Médico ortopedista formado pela Faculdade Souza Marques em 2011, com CRM.RJ 52.92679-5 e Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia.

Tuasaude no Youtube

  • Alimentação para ÁCIDO ÚRICO alto

    02:33 | 1094378 visualizações
  • Dieta para cada Tipo de Pedra nos Rins

    05:26 | 203131 visualizações
  • Gota: 4 dicas para evitar as crises

    00:53 | 53831 visualizações
  • Alimentação para GOTA

    05:24 | 822472 visualizações
  • Alimentação para Pedra nos rins

    07:36 | 1127953 visualizações