Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de psoríase e cuidados essenciais

A psoríase é uma doença de pele de causa desconhecida caracterizada pela presença de lesões vermelhas e descamativas na pele que podem aparecer em qualquer local do corpo, como cotovelos, joelhos e couro cabeludo, por exemplo.

Essa doença não tem cura, mas também não é contagiosa e o controle dos sintomas pode ser feito com o uso de medicamentos conforme a orientação do dermatologista.

Sintomas de psoríase e cuidados essenciais

Sintomas de psoríase

A psoríase é caracterizada inicialmente por lesões na pele que desaparecem espontaneamente, chamadas de placas psoriáticas, mas que podem crescer espontaneamente e cobrir grandes partes do corpo. No local da placa normalmente não há pêlos, porém o crescimento volta ao normal quando a placa desaparece.

A psoríase pode ser classificada em vários tipos de acordo com o local em que surge os sintomas e características da lesão, como por exemplo:

  • Psoríase vulgar, que é o tipo mais frequente de psoríase e é caracterizada pela presença de lesões de tamanhos variados que geralmente surgem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos. Essas lesões são vermelhas e bem delimitadas e normalmente são recobertas por escamas brancas. Essas placas podem coçar e, até mesmo, sangrar;
  • Psoríase gutata, em que surgem várias lesões pequenas na pele em forma de gota e normalmente está associada a infecções. Essas lesões aparecem mais frequentemente no tronco, braços e coxas;
  • Psoríase artropática ou artrite psoriática, em que além das placas vermelhas, as articulações ficam bastante doloridas. Esse tipo de psoríase pode acometer desde as articulações das pontas dos dedos até a do joelho;
  • Psoríase pustulosa, em que podem ser observadas lesões com pus espalhadas pelo corpo ou na mãos, por exemplo;
  • Psoríase ungueal, em que surgem manchas amareladas ou depressões nas unhas das mãos, podendo até mesmo ser confundido com uma micose.

Além disso, os sintomas de psoríase podem surgir nas palmas das mãos ou na sola dos pés na forma de fissuras, sendo denominada psoríase palmo-plantar.

Os sintomas de psoríase podem desaparecer espontaneamente, sem que haja necessidade de tratamento, no entanto podem voltar a aparecer em períodos de maior estresse, por exemplo. Veja quais são as principais dúvidas sobre psoríase.

Psoríase no couro cabeludo

Os sintomas de psoríase no couro cabeludo normalmente aparecem em períodos de estresse, sendo caracterizado pela presença de escamas brancas espessas aderidas ao couro cabeludo, ao redor dos folículos pilosos. Além disso, há vermelhidão na região acometida e diminuição da quantidade de cabelos na região.

Psoríase em crianças

Os sintomas da psoríase em crianças e adolescentes são os mesmos dos adultos, mas em crianças muito pequenas pode haver algumas alterações. Nas crianças de até 2 anos, a psoríase manifesta-se especialmente na região da fralda, sendo semelhante ao eritema da fralda (assadura), mas na psoríase infantil, que normalmente é do tipo psoríase gutata, há:

  • Leve vermelhidão da área afetada, com um tom ligeiramente brilhante, com bordas bem definidas;
  • Acometimento também das dobras inguinais;
  • Pode ou não haver coceira associada.

Após cerca de 2 semanas do surgimento desta lesão, é comum haver o aparecimento das mesmas lesões da psoríase na face, couro cabeludo, tronco ou membros. Saiba tudo sobre a psoríase gutata.

Tratamento e cuidados essenciais 

O tratamento para psoríase é feito de forma a controlar os seus sintomas, devendo ser feito conforme orientação do dermatologista. O tratamento normalmente é feito pode meio do uso de medicamentos em forma de comprimidos e pomadas, além de medidas de higiene e de hidratação da pele. 

É importante também ter atenção à alimentação, dando preferência à alimentos antioxidantes e capazes de manter a pele hidratada. Assista o vídeo e saiba como ter uma pele sempre linda e hidratada: 

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar