Psoríase no couro cabeludo: o que é, sintomas, causas e tratamento

novembro 2022

A psoríase no couro cabeludo é uma doença de pele que pode causar o aparecimento de lesões avermelhadas e descamativas na cabeça, que podem coçar e causar dor, além de também poder ser notada queda de cabelo no local da lesão.

De forma geral, a psoríase no couro cabeludo acontece devido a alterações no sistema imunológico, em que os próprios componentes da imunidade reagem contra o corpo, causando inflamação e levando ao aparecimento dos sintomas.

A psoríase no couro cabeludo não tem cura, porém pode ser tratada e os sintomas controlados com o uso de shampoos específicos, cremes e medicamentos, que devem ser indicados pelo dermatologista.

Principais sintomas

Os principais sintomas de psoríase no couro cabeludo são:

  • Lesões avermelhadas e descamativas na cabeça;
  • Coceira;
  • Queda de cabelo;
  • Dor;
  • Sensação de queimação.

Em alguns casos, pode ainda acontecer sangramento do couro cabeludo, que acontece principalmente provocado pelo ato de coçar a cabeça. Além disso, alguns dos sintomas podem também se espalhar do couro cabeludo para as orelhas, nuca, pescoço ou testa.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da psoríase no couro cabeludo deve ser feito pelo dermatologista de acordo com os sinais e sintomas apresentados pela pessoa e avaliação do couro cabeludo. Além disso, o médico pode indicar a realização de exames específicos para descartar outras alterações no couro cabeludo que podem apresentar sintomas parecidos.

Possíveis causas

As causas da psoríase no couro cabeludo ainda não estão muito bem estabelecidas, no entanto o desenvolvimento da doença tem sido relacionado com alterações autoimunes, em que as próprias células do sistema imunológico atacam o organismo, levando à inflamação da pele e aparecimento dos sintomas.

No entanto, algumas situações podem aumentar o risco de desenvolver este tipo de psoríase, como ter pai ou mãe com esta doença, estar acima do peso, ter sensibilidade ao glúten, fazer uso de cigarros, manter níveis altos de estresse, ter vitamina D baixa e ter algum problema que baixa a imunidade, como infecção pelo HIV.

Como é feito o tratamento

O tratamento para psoríase no couro cabeludo deve ser feito de acordo com a orientação do dermatologista, podendo variar de pessoa para outra dependendo da gravidade do quadro e da intensidade dos sintomas.

1. Shampoos

Os shampoos para psoríase no couro cabeludo devem ser recomendados pelo dermatologista, assim como a quantidade do produto e o tempo de tratamento. Na maioria das vezes, esses shampoos são usados em conjunto com outros medicamentos, e servem para aliviar a coceira e diminuir a descamação do couro cabeludo provocado pela psoríase.

O shampoo contendo propionato de clobetasol a 0,05%, é um dos mais utilizados para tratamento da psoríase no couro cabeludo. Além disso, alguns shampoos à base de vitamina D, alcatrão, ácido salicílico, também podem ser indicados para tratar este tipo de psoríase.

Ao lavar o cabelo com estes shampoos é necessário não forçar a saída das casquinhas da psoríase, pois isso pode provocar sangramento e causar infecções. O recomendado é aplicar o shampoo e esperar alguns minutos para o produto agir, e depois enxaguar com água morna para ajudar a amolecer as casquinhas. Em seguida, pode-se pentear o cabelo com uma escova de cerdas macias.

2. Uso de medicamentos

Alguns medicamentos podem ser indicados pelo médico, pois nem sempre só o uso de shampoos melhora os sintomas. 

Desta forma, o médico pode indicar o uso de imunossupressores, como a ciclosporina, que agem no sistema imunológico, reduzindo a ação das células de defesa contra a pele, mas são geralmente indicados em casos mais graves.

Outros medicamentos usados para tratamento de pessoas com psoríase no couro cabeludo em estágios mais avançados são metotrexato e retinoides orais. Veja mais sobre os medicamentos para psoríase.

3. Tratamento natural

Apesar de não ter uma cura, a psoríase no couro cabeludo manifesta-se de tempos em tempos, sendo mais frequente em épocas de maior estresse. Por isso, é importante ter hábitos que ajudam a reduzir o estresse, como manter dieta saudável, fazer exercícios físicos e realizar atividades de lazer. Veja como deve ser a dieta para reduzir as crises de psoríase.

Além disso, algumas pessoas podem ter crises de ansiedade e depressão que pioram os sintomas da psoríase, sendo que nesses casos é recomendado o acompanhamento com um psicólogo e/ou psiquiatra, pois medicamentos ansiolíticos podem auxiliar no controle da psoríase.

Alguns produtos naturais podem também auxiliar o tratamento para psoríase no couro cabeludo, como pomadas à base de babosa, que reduzem o vermelhidão e a descamação. Além disso, é recomendado tomar sol nos horários de menor calor, pois a exposição ao sol pode melhorar as lesões, além de elevar os níveis de vitamina D no corpo, que também ajuda a combater a psoríase. Confira outros remédios naturais para psoríase.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em novembro de 2022. Revisão clínica por Dr. Leonardo Rotolo Araújo - Dermatologista, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Consenso brasileiro de psoríase. 2012. Disponível em: <http://formsus.datasus.gov.br/novoimgarq/24326/4057388_345331.pdf>. Acesso em 28 out 2019
  • QUEIRÓS, Catarina S. et al. Análise da Revisão Cochrane: Tratamentos Tópicos para a Psoríase do Couro-Cabeludo. Acta Med Port. Vol.3. 30.ed; 163-168, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • NATIONAL PSORIASIS FOUNDATION. Scalp Psoriasis. Disponível em: <https://www.psoriasis.org/about-psoriasis/specific-locations/scalp>. Acesso em 28 out 2019
Revisão clínica:
Dr. Leonardo Rotolo Araújo
Dermatologista
Dermatologista, graduado pela Unisul, com CRM-RJ 100411-5 e membro da SBD e SBCD. Coordenador da Dermatologia do Hospital Caxias D'Or.