Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Psoríase Gutata: causa, sintomas e tratamento

Outubro 2019

A psoríase gutata é um tipo de psoríase caracterizada pelo aparecimento de lesões vermelhas em forma de gota por todo o corpo, sendo mais comum de identificar em crianças e adolescentes e, em alguns casos, não precisa de tratamento, apenas acompanhamento pelo dermatologista.

A psoríase é uma doença inflamatória crônica e não contagiosa, que pode interferir negativamente a vida da pessoa devido às lesões características da doença, afetando as relações interpessoais e as atividades diárias, ainda que seja uma doença benigna.

Psoríase Gutata: causa, sintomas e tratamento

Causas de psoríase gutata

A principal causa da psoríase gutata é uma infecção bacteriana, principalmente por bactérias pertencentes ao gênero Streptococcus, em que os sintomas normalmente surgem após uma crise de garganta.

A psoríase gutata também pode acontecer como consequência de outros processos inflamatórios e infecciosos, como infecções respiratórias, inflamação das tonsilas, estresse e uso de alguns medicamentos, além de poder ser causada por alterações genéticas.

Principais sintomas

A psoríase gutata é caracterizada pelo aparecimento de lesões vermelhas na pele em forma de gota, que surgir nas braços, nas pernas, no couro cabeludo e no tronco, que é mais frequente. Essas lesões podem aparecer de uma hora para outra e podem estar em alto relevo em algumas pessoas. Essas lesões podem começar pequenas e irem aumentando de tamanho e quantidade ao longo do tempo, além de também poderem coçar e descamar.

As pessoas com maior risco de ter psoríase gutata são aquelas que tem parentes de 1º grau com psoríase crônica ou que possuem um ou mais fatores que influenciam o seu aparecimento ou agravamento, como depressão, obesidade, diabetes, hipertensão, síndrome metabólica, colite e artrite reumatoide, por exemplo.

Como é o diagnóstico

O diagnóstico da psoríase gutata deve ser feito pelo dermatologista, que deve avaliar as lesões apresentadas pela pessoa e verificar a história clínica do paciente, ou seja, se faz uso de algum medicamento, se possui alergias ou outras doenças de pele.

Apesar da avaliação das lesões ser suficiente para confirmação do diagnóstico, o médico também pode solicitar a realização de exames de sangue e, em alguns casos, biópsia da pele para diferenciar de outras doenças e confirmar o tipo de psoríase.

Tratamento para psoríase gutata

Os casos mais leves de psoríase gutata não necessitam de tratamento específico, pois os sinais e sintomas da doença costumam desaparecer sozinhos entre 3 e 4 meses. No entanto, o dermatologista pode indicar o uso de cremes, pomadas ou loções que devem ser aplicados diretamente na pele afetada.

Além disso, pode ser indicado o uso de medicamentos corticoides e antibióticos e realização de fototerapia com radiação UVB com o objetivo de aliviar os sintomas.

Confira algumas dicas para tratar a psoríase no vídeo a seguir:

PSORÍASE | Tratamentos Caseiros

249 mil visualizações

Bibliografia >

  • WEBMD. Guttate Psoriasis. Disponível em: <https://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/psoriasis/guttate-psoriasis#1>. Acesso em 29 Out 2019
  • NATIONAL PSORIASIS FOUNDATION. Guttate Psoriasis. Disponível em: <https://www.psoriasis.org/about-psoriasis/types/guttate>. Acesso em 29 Out 2019
  • HEALTHLINE. Guttate Psoriasis. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/psoriasis-guttate#outlook>. Acesso em 29 Out 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem