O que você precisa saber?

Como saber se é estresse pós traumático

O estresse pós-traumático é um transtorno psicológico que provoca medo excessivo após situações muito chocantes, assustadores ou perigosas, como participar numa guerra, ser raptado, assaltado ou sofrer de violência doméstica, por exemplo. Além disso, em alguns casos, o transtorno também pode acontecer devido a uma alteração repentina na vida, como perder alguém muito próximo.

Embora o medo seja uma reação normal do corpo durante e logo após este tipo de situações, o estresse pós traumático causa um medo constante durante as atividades diárias, como ir às compras ou estar em casa sozinho vendo televisão, mesmo quando não existe nenhum perigo aparente.

Como saber se é estresse pós traumático

Para identificar se alguém está com estresse pós traumático é importante estar atento a vários tipos de sintomas, que incluem:

1. Sintomas de revivenciamento

  • Ter lembranças intensas sobre a situação, que provocam aumento do batimento cardíaco e transpiração excessiva;
  • Estar constantemente com pensamentos assustadores;
  • Ter pesadelos frequentes.

Este tipo de sintomas pode surgir após um sentimento específico ou após observar um objeto ou ouvir alguma palavra que esteve relacionada com a situação traumática.

2. Sintomas de agitação

  • Sentir-se frequentemente tenso ou nervoso;
  • Ter dificuldade para dormir;
  • Ser facilmente assustado;
  • Ter explosões de raiva.

Estes sintomas são frequentes, não sendo provocados por nenhuma situação específica e, por isso, podem afetar muitos algumas atividades básicas como dormir ou concentrar numa tarefa.

3. Sintomas de evitamento

  • Evitar ir em locais que lembrar da situação traumática;
  • Não utilizar objetos que estão relacionados com o evento traumático;
  • Evitar pensar ou falar no que aconteceu durante o evento.

Geralmente, este tipo de sintomas provoca alterações na rotina diária da pessoa, que deixa de fazer atividades que fazia anteriormente, como utilizar o ônibus ou o elevador, por exemplo.

4. Sintomas de humor alterado

  • Ter dificuldade para lembrar vários momentos da situação traumática;
  • Sentir menos interesse por atividades agradáveis, como ir na praia ou sair com os amigos;
  • Ter sentimentos distorcidos como sentir-se culpado pelo que aconteceu;
  • Ter pensamentos negativos sobre si próprio.

Os sintomas cognitivos e de humor embora sejam comuns em quase todos os casos logo após o trauma, desaparecem após algumas semanas, devendo apenas ser preocupantes quando pioram ao longo do tempo.

Como confirmar o diagnóstico

Para confirmar a existência de estresse pós traumático é recomendado consultar um psicólogo, para esclarecer os sintomas e iniciar o tratamento adequado, se necessário.

No entanto, é possível suspeitar deste transtorno quando ao longo de um mês surge, pelo menos, 1 sintoma de revivenciamento e de evitamento, assim como 2 sintomas de agitação e de humor.

Como é feito o tratamento

O tratamento do estresse pós-traumático deve ser sempre orientado e avaliado por um psicólogo ou psiquiatra, pois precisa ser constantemente adaptado para ajudar cada pessoa a superar os seus medos e aliviar os sintomas que vão surgindo.

Na maior parte dos casos, o tratamento é iniciado com sessões de psicoterapia, nas quais o psicólogo, através de conversas e atividades didáticas, ajuda a descobrir e superar os medos desenvolvidos durante o evento traumático.

Porém, pode ainda ser necessário recorrer a um psiquiatra para iniciar o uso de medicamentos antidepressivos ou ansiolíticos, por exemplo, que ajudam a aliviar mais rápido os sintomas de medo, ansiedade e raiva durante o tratamento, facilitando a psicoterapia.

Se sofreu uma situação muito estressante e está frequentemente com medo ou ansiedade, isso pode não significar que está com estresse pós-traumático. Por isso, experimente as nossas dicas para controlar a ansiedade para avaliar se ajudam, antes de procurar o psicólogo, por exemplo.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...