ADEM: o que é, sintomas, causas e tratamento

Setembro 2021

A encefalomielite disseminada aguda, também conhecida por ADEM, é uma doença inflamatória rara que afeta o sistema nervoso central, alterando os movimentos do corpo e podendo causar paralisia.

Embora rara, esta doença é mais comum após uma infecção provocada por um vírus ou bactéria, mas também pode acontecer após a vacinação. No entanto, as vacinas modernas reduziram o risco de desenvolver a doença e por isso é muito raro ocorrer ADEM após a vacinação.

A ADEM acontece principalmente em crianças e o tratamento é normalmente eficaz, podendo demorar até 6 meses para a total recuperação. Porém, alguns pacientes podem ficar com lesões para toda a vida como dificuldades em raciocinar, perda a visão e até ficar com dormência em alguns membros do corpo.

ADEM: o que é, sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas da Encefalomielite Disseminada Aguda estão relacionados principalmente com a movimentação e coordenação do corpo, porque o cérebro e todo o sistema nervoso central são afetados.

Assim, podem surgir como sintomas de ADEM:

  • Lentidão nos movimentos;
  • Diminuição dos reflexos;
  • Paralisia dos músculos;
  • Febre;
  • Sonolência;
  • Dor de cabeça;
  • Cansaço;
  • Náuseas e vômitos;
  • Irritabilidade;
  • Depressão.

Como o cérebro é afetado, também é frequente ocorrerem convulsões. Saiba o que fazer em caso de convulsão.

Os sintomas podem se agravar em poucas horas ou dias, e podem variar de uma pessoa para a outra, de acordo com o local afetado.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de ADEM pode ser suspeitado após avaliação dos sintomas e do histórico de saúde, principalmente quando a pessoa teve algum tipo de infecção viral ou bacteriana recentemente.

No entanto, o médico pode pedir vários exames para descartar outras hipóteses de diagnóstico como exames de sangue, ressonância magnética e, até, uma punção lombar.

Possíveis causas

A ADEM é uma síndrome que normalmente surge após uma infecção viral ou bacteriana do trato respiratório. No entanto, embora seja raro, pode também desenvolver-se após a administração de uma vacina.

Os vírus que mais frequentemente provocam a encefalomielite disseminada aguda são o do sarampo, rubéola, caxumba, influenza, parainfluenza, Epstein-Barr ou HIV.

Como é feito o tratamento

O tratamento para ADEM é normalmente iniciado em internamento no hospital com o uso de corticoides injetados diretamente na veia para ajudar a diminuir a inflamação do sistema nervoso central, aliviando os sintomas existentes e prevenindo o aparecimento de novas complicações.

Na maior parte dos casos, os sintomas começam a melhorar após 5 ou 6 dias, mas podem demorar vários meses até que desapareçam completamente. Em casos mais raros, alguns sintomas podem se manter mesmo depois da pessoa ser considerada "curada", especialmente complicações como visão embaçada, fraqueza muscular ou formigamento nos membros.

Nos casos em que os corticoides não apresentam o efeito esperado, e a pessoa não apresenta melhora nos primeiros dias após iniciar o tratamento, outras técnicas podem ser experimentadas, como plasmaférese ou terapia de imunoglobulina intravenosa, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • NHS. Acute disseminated encephalomyelitis (ADEM). Disponível em: <https://www.gosh.nhs.uk/conditions-and-treatments/conditions-we-treat/acute-disseminated-encephalomyelitis-adem/>. Acesso em 27 Set 2021
  • NIH. Acute Disseminated Encephalomyelitis Information Page. Disponível em: <https://www.ninds.nih.gov/Disorders/All-Disorders/Acute-Disseminated-Encephalomyelitis-Information-Page>. Acesso em 27 Set 2021
Mais sobre este assunto: