Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

6 sintomas que podem indicar cistite

A cistite é uma infecção na bexiga, normalmente causada por bactérias, que é caracterizada por dor e ardor ao urinar, presença de sangue na urina, urina turva e com cheiro forte, e vontade de urinar frequentemente.

É recomendado que a cistite seja tratada logo nos primeiros sintomas para evitar que haja comprometimento dos rins, por exemplo. O diagnóstico da cistite é feito por meio de exames de urina, em que são avaliadas as características da urina e a presença de microrganismos.

6 sintomas que podem indicar cistite

Sintomas de cistite

Os sintomas de cistite, que é a inflamação da bexiga, geralmente causada por uma infecção bacteriana, são semelhantes no homem e na mulher, incluindo:

  1. Vontade frequente para urinar, porém pouco volume de urina;
  2. Dor ou ardência ao urinar;
  3. Presença de sangue na urina;
  4. Urina escura, turva e com cheiro muito intenso;
  5. Dor no fundo da barriga ou sensação de peso;
  6. Mal-estar geral ou fraqueza.

Além disso, nos adultos, embora possa surgir febre, normalmente não é superior a 38º C, no entanto quando há febre alta ou dor nas costas, pode ser indicativo de que houve comprometimento dos rins.

Já nas crianças, a cistite pode ser muito difícil de identificar porque são muito vagos e a criança tem dificuldade em explicar o que sente. No entanto, alguns sinais que podem indicar este problema incluem fazer xixi na calça durante o dia, apresentar febre acima de 38º C, sentir-se muito cansada ou estar mais irritada, por exemplo.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico inicial da cistite é feito por meio da avaliação dos sintomas apresentados pela pessoa. Para concluir o diagnóstico, o médico normalmente solicita o exame de urina, também chamado de EAS, para que sejam analisadas as características da urina, bem como identificar se há sinais de infecção.

Normalmente quando é verificado no exame de urina a presença de numerosos piócitos, hemácias, nitrito positivo e presença de bactérias, e indicativo de infecção. No entanto, o diagnóstico só pode ser concluído por meio do exame de urocultura, em que a urina é analisada a nível microbiológico, em que são feitos testes de identificação da espécie microbiana causadora da infecção, bem como verificar qual o perfil de sensibilidade do microrganismo, indicando qual o melhor antimicrobiano para ser utilizado no tratamento.

Apesar dos exames de urina serem as principais formas de diagnóstico para a identificação da doença, a cistite também pode ser causada pelo uso de medicamentos ou diabetes, sendo o resultado do exame de urina negativo. Por isso, pode ser recomendada pelo médico a realização de um ultrassom da bexiga para verificar se há sinais de inflamação na bexiga. Caso exista, o médico irá avaliar o histórico familiar e individual para identificar a causa e, assim, iniciar o tratamento.

No caso da cistite causada por microrganismos, o tratamento inicial é feito com o uso de Ciprofloxacino, no entanto, após a urocultura normalmente é recomendado medicamento mais específico para o tratamento. Veja quais são os outros remédios para cistite.

O que pode provocar cistite

Na maior parte dos casos, a cistite é provocada por um infecção bacteriana na bexiga, porém, outras causas podem ser:

  • Uso frequente de medicamentos, especialmente quimioterápicos, como Ciclofosfamida ou Ifosfamida;
  • Menopausa, devido à uretra se tornar mais susceptível a infecções;
  • Diabetes, pois os níveis elevados de açúcar no sangue aumentam o risco de infecções no organismo;
  • Irritação por químicos, como uso de sabonetes ou perfumes na região íntima que desequilibram o pH;
  • Lesões provocadas por relações sexuais ou uso de sonda vesical, por exemplo.

 Dependendo da causa, o tratamento deverá ser adaptado e, por isso, sempre que os sintomas surgem é recomendado consultar o médico para confirmar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar