Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

6 sintomas que ajudam no diagnóstico da cistite

A cistite corresponde à inflamação da bexiga, na maioria das vezes devido à infecção por bactérias, principalmente Escherichia coli, e leva ao aparecimento de sinais e sintomas que podem ser desconfortáveis e são semelhantes no homem e na mulher.

É importante que a pessoa esteja atenta aos sintomas de cistite para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento logo em seguida para evitar complicações. Assim, os sintomas que a pessoa deve estar atenta e que são indicativos de cistite são:

  1. Vontade frequente para urinar, porém pouco volume de urina;
  2. Dor ou ardência ao urinar;
  3. Presença de sangue na urina;
  4. Urina escura, turva e com cheiro muito intenso;
  5. Dor no fundo da barriga ou sensação de peso;
  6. Mal-estar geral ou fraqueza.
6 sintomas que ajudam no diagnóstico da cistite

Além disso, nos adultos, embora possa surgir febre, normalmente não é superior a 38º C, no entanto quando há febre alta ou dor nas costas, pode ser indicativo de que houve comprometimento dos rins.

Já nas crianças, a cistite pode ser muito difícil de identificar porque são muito vagos e a criança tem dificuldade em explicar o que sente. No entanto, alguns sinais que podem indicar este problema incluem fazer xixi na calça durante o dia, apresentar febre acima de 38º C, sentir-se muito cansada ou estar mais irritada, por exemplo.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico inicial da cistite deve ser feito por um urologista ou ginecologista, por meio da avaliação dos sintomas apresentados. Para concluir o diagnóstico, o médico pode ainda solicitar o exame de urina, também chamado de EAS, para que sejam analisadas as características da urina, bem como identificar se há sinais de infecção.

Normalmente quando é verificado no exame de urina a presença de numerosos piócitos, hemácias, nitrito positivo e presença de bactérias, é indicativo de infecção. No entanto, o diagnóstico só pode ser concluído por meio do exame de urocultura, em que são feitos testes de identificação da espécie microbiana causadora da infecção e qual o melhor antimicrobiano para ser utilizado no tratamento. Entenda como é feita a urocultura com antibiograma.

Além dos exames de urina, o médico pode indicar a realização do ultrassom da bexiga para verificar se há sinais de inflamação na bexiga, além de avaliar o histórico familiar e individual para que possa ser indicado o tratamento mais adequado. Veja como é feito o tratamento para cistite.

O que pode provocar cistite

Na maior parte dos casos, a cistite é provocada por um infecção bacteriana na bexiga, na maioria das vezes Escherichia coli, que está presente naturalmente no sistema urinário e digestivo, mas que pode atingir a bexiga e levar aos sinais e sintomas de cistite.

Além disso, a cistite pode surgir como consequência de situações que favorecem a proliferação dos microrganismos, como o uso de alguns medicamentos, menopausa, lesões causadas durante a relação sexual ou como consequência do uso de sonda vesical e uso frequente de sabonetes íntimos, pois provocam o desequilíbrio do pH da região genital, favorecendo a ocorrência de infecções.

Dependendo da causa, o tratamento deverá ser adaptado e, por isso, sempre que os sintomas surgem é recomendado consultar o médico para confirmar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado. Veja mais sobre as causas de cistite.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem