Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Síndrome do pescoço de texto: o que é, sintomas e como tratar

A síndrome do pescoço de texto é uma condição que provoca o surgimento de dor na região do pescoço devido ao uso errado e constante do celular e de outros dispositivos eletrônicos portáteis, como tablets ou laptops, por exemplo. Normalmente, a síndrome surge pela postura errada ao usar esses dispositivos, que acaba levando a uma degradação das articulações e nervos na região da coluna cervical.

Além da dor no pescoço, pessoas com esta síndrome também podem apresentar sensação de músculos presos nos ombros, dor crônica na parte superior das costas e até um desvio do alinhamento da coluna, que pode resultar em uma postura ligeiramente dobrada para a frente. Uma vez que este tipo de dispositivos é cada vez mais utilizado, a síndrome do pescoço de texto tem-se tornado cada vez mais prevalente, afetando milhões de pessoas.

Para evitar esta síndrome é importante que se adquira uma postura correta na hora de utilizar os dispositivos eletrônicos portáteis, assim como fazer exercícios de alongamento recorrentes, para aliviar a pressão na região cervical e evitar sequelas como hérnias de disco ou degradação da coluna. Para orientar melhor o tratamento, é aconselhado consultar um ortopedista ou um fisioterapeuta.

Síndrome do pescoço de texto: o que é, sintomas e como tratar

Principais sintomas

Inicialmente, a síndrome do pescoço de texto causa sintomas mais leves e temporários, que surgem principalmente após ficar vários minutos utilizando o celular ou outro dispositivo e que incluem dor na cervical, sensação de músculos presos nos ombros e uma postura mais dobrada para a frente.

No entanto, quando a postura não é corrigida e essa degradação continua acontecendo continuamente, a síndrome pode causar a inflamação dos ligamentos, músculos e nervos da região, resultando em outros danos mais permanentes e sérios, como:

  • Dor de cabeça crônica;
  • Degeneração dos vértebras;
  • Compressão dos discos vertebrais;
  • Aparecimento precoce de artrite;
  • Hérnias de disco;
  • Formigamento nos braços e mãos.

Estes sintomas são mais intensos conforme o tempo gasto utilizando os dispositivos, sendo que na maioria dos casos podem surgir apenas com 1 ou 2 horas de utilização diárias.

Porque surge a síndrome

Na postura correta, que é quando as orelhas estão alinhadas com o centro dos ombros, o peso da cabeça se encontra bem distribuído, não causando excesso de pressão nas vértebras, nem nos músculos do pescoço. Essa posição é conhecida como posição neutra. 

No entanto, quando a cabeça é inclinada para a frente, como acontece quando se está segurando o celular, o peso sobre as vértebras e os músculos aumenta exponencialmente, podendo chegar a ser oito vezes superior ao da posição neutra, o que se traduz em cerca de 30 Kg sobre as vértebras do pescoço.

Assim, quando se fica muito tempo olhando para a tela do celular, ou quando se mantém frequentemente uma posição com a cabeça inclinada para a frente, podem surgir lesões nos nervos, músculos e vértebras, o que resulta em inflamação e no desenvolvimento da síndrome. Esta preocupação é ainda maior em crianças, uma vez que possuem um rácio cabeça:corpo maior, o que faz com que a cabeça provoque ainda mais pressão sobre a região do pescoço, do que no adulto.

Como tratar a síndrome

A melhor forma de tratar a síndrome do pescoço de texto seria evitar o uso dos aparelhos eletrônicos que estão na sua origem, no entanto, como essa não é uma opção válida, o melhor consiste em fazer alongamentos e exercícios que aliviem a pressão sobre a região do pescoço, além de restringir ao mínimo o uso dos aparelhos.

Para isso, o ideal é consultar um ortopedista ou um fisioterapeuta, para adaptar os exercícios às necessidades pessoais. Porém, alguns exercícios que podem ser feitos em casa, 2 a 3 vezes por dia, até à consulta, e que podem até ajudar a evitar o desenvolvimento da síndrome são:

1. Exercício de queixo

Para fazer este exercício deve-se tentar chegar com a ponta do queixo no meio do pescoço, mais ou menos na região onde fica o "gogó", mantendo nessa posição por 15 segundos.

2. Exercícios de pescoço

Além do exercício de queixo, existem ainda alguns exercícios de pescoço que podem ser feitos. Estes exercícios incluem, principalmente, 2 tipos: inclinar o pescoço para um lado e para o outro, segurando em cada posição por 15 segundos, e o exercício de rodar a cabeça para a direita e para a esquerda, mantendo também por 15 segundos em cada lado.

3. Exercício de ombros

Este exercício é ótimo para fortalecer os músculos da parte superior das costas, que acabam ficando alongados e mais fracos quando se tem uma postura incorreta. Para fazer este exercício deve-se ficar sentado com as costas retas e, depois, tentar juntar omoplatas, segurando por alguns segundos e liberando. Este exercício pode ser feito até 10 vezes seguidas.

Veja ainda um vídeo da nossa fisioterapeuta para ter uma postura mais correta no dia a dia:

EXERCÍCIOS PARA CORRIGIR A POSTURA

241 mil visualizações

Além destes exercícios, existem ainda alguns cuidados que podem ser mantidos ao longo do dia e que ajudam a evitar ou tratar os sintomas da síndrome do pescoço de texto, como tentar segurar os dispositivos ao nível dos olhos, fazer pausas regulares a cada 20 ou 30 minutos ou evitar usar os dispositivos apenas com uma mão, por exemplo.


Bibliografia

  • NEUPANE, Sunil et al.. Text Neck Syndrome - Systematic Review. Imperial Journal of Interdisciplinary Research. Vol.3. 141-143, 2017
  • KUTTY, Nizar Abdul. Text neck: a global epidemic of the modern era. MOJ Yoga & Physical Therapy. Vol.4. 14-15, 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem