O que você precisa saber?

Saiba o que é a Doença de Kawasaki

A Síndrome de Kawasaki é uma doença rara que resulta da inflamação repentina das paredes das artérias do corpo, causando erupção cutânea, febre, inflamação dos linfonodos e, algumas vezes, inflamação cardíaca e articular.

Esta doença não é contagiosa e afeta principalmente crianças com menos de 5 anos, especialmente os meninos. Suas causas podem ser problemas no sistema imunitário, que faz com que as células do próprio corpo ataquem os vasos sanguíneos e provoquem inflamação; infecções provocadas por vírus ou factores genéticos. 

Como é feito o Tratamento 

A Síndrome de Kawasaki tem cura e o seu tratamento consiste no uso de remédios para diminuir a inflamação e prevenir o agravamento dos sintomas.

O tratamento consiste na administração durante cerca de 5 dias de doses altas de imunoglobulina, uma proteína que faz parte do sistema imunitário, e de aspirina para reduzir a febre e inflamação dos vasos sanguíneos, principalmente das artérias do coração.

Após desaparecer a febre, pode-se continuar a administrar pequenas doses de aspirina na criança durante alguns meses para reduzir o risco de lesão nas artérias do coração e formação de coágulos de sangue. Para evitar a Síndrome de Reye por uso prolongado de aspirina, pode ser usado dipiridamol. 

O tratamento deve ser feito no hospital, até que os sintomas da doença estejam controlados e não haja riscos para a saúde da criança. 

A complicação mais grave da doença de Kawasaki são os problemas no coração, como problemas nas válvulas cardíacas, miocardite, arritmias ou pericardite. Podem surgir também aneurismas nas artérias coronárias do coração que podem provocar a obstrução da artéria, causando infarto e morte súbita.

Saiba o que é a Doença de Kawasaki
Saiba o que é a Doença de Kawasaki
Saiba o que é a Doença de Kawasaki

Sintomas

Os sintomas da Síndrome de Kawasaki surgem em 3 fases, sendo que nem todas as crianças apresentam todos os sintomas da doença. A primeira fase da síndrome caracteriza-se por:

  • Febre alta, geralmente acima dos 39 ºC, durante cerca de 5 dias;
  • Irritabilidade;
  • Olhos vermelhos;
  • Lábios vermelhos e rachados;
  • Língua inchada e vermelha como morango;
  • Garganta vermelha;
  • Ínguas no pescoço;
  • Palma das mãos e sola dos pés vermelhas.
  • Aparecimento de manchas vermelhas na pele do tronco e na área em torno da fralda.

Na segunda fase da doença começa a haver descamação da pele dos dedos das mãos e pés, dores nas juntas, diarreia, dor de barriga e vômitos que pode durar perto de 2 semanas. Na terceira fase, os sintomas começam a regredir lentamente até desaparecerem. 

Diagnóstico 

O diagnóstico da Síndrome de Kawasaki é feito através da observação dos sintomas na crianças e respeitando os critérios de diagnóstico da Síndrome de Kawasaki, estabelecidos pela American Heart Association. Esses critérios são:

  • Febre por cinco dias ou mais;
  • Conjuntivite sem pus;
  • Língua vermelha e inchada;
  • Vermelhidão e edema de orofaringe;
  • Fissuras e vermelhidão labial;
  • Vermelhidão e edema de mãos e pés, com descamação na região das virilhas;
  •  Manchas vermelhas no corpo;
  • Gânglios inchados no pescoço. 

Alguns dos exames como exame de sangue, ecocardiograma, eletrocardiograma ou raio-x ao tórax também podem ser feitos para confirmar o diagnóstico.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...