Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de pancreatite aguda e crônica

A pancreatite é uma grave inflamação do pâncreas, o principal órgão responsável pela digestão dos nutrientes no intestino, e seus sintomas geralmente incluem dor abdominal forte, enjoo e fezes amareladas, com sinais de gordura.

O seu tratamento é feito principalmente através do uso de medicamentos, mas nos casos mais graves também ser necessário fazer cirurgia.

Sintomas de pancreatite aguda e crônica

Sintomas de pancreatite aguda

A pancreatite aguda ocorre de forma repentina e geralmente é curada em poucos dias ao seguir o tratamento adequado, mas nos casos mais graves da doença, ela pode levar à morte. Os seus sintomas são:

  • Dor na parte superior do abdômen, que piora com o passar do tempo e após as refeições;
  • Náuseas e vômitos;
  • Inchaço e sensibilidade na barriga;
  • Febre;
  • Aumento dos batimentos cardíacos.

Na presença desses sintomas, deve-se procurar o médico imediatamente, pois a doença pode piorar rapidamente e causar hemorragias ou problemas graves nos rins, pulmões e coração, aumentando o risco de morte.

Veja mais sobre a pancreatite aguda e como deve ser feito o tratamento.

Sintomas de pancreatite crônica

A pancreatite crônica é aquela que não cura e vai piorando ao longo do tempo, causando lesões no pâncreas que dificultam o seu funcionamento adequado, levando ao surgimento dos seguintes sintomas:

  • Náuseas e vômitos;
  • Perda de peso não intencional;
  • Diarreias;
  • Fezes amareladas, com sinais de gordura.

Esses sintomas são causados pela má digestão dos alimentos, que não conseguem ser absorvidos pelo intestino, o que pode levar à desnutrição do paciente.

Confira mais sobre a pancreatite crônica.

Sintomas de pancreatite aguda e crônica

Como é feito o tratamento

O tratamento da pancreatite é feito no hospital, com o uso de medicamentos para dor e antibióticos. Na forma aguda da doença, o paciente precisa ficar sem comer até a crise passar, para não forçar o pâncreas e deixar o órgão desinflamar.

No caso da pancreatite crônica, a alimentação através de sonda pode ser necessária durante algumas semanas, e o médico pode recomendar o uso de remédios com enzimas digestivas, que ajudam a digerir os alimentos e permitir que eles sejam absorvidos pelo intestino. Veja mais detalhes sobre o tratamento aqui.

Saiba como deve ser a dieta para pancreatite.

Possíveis causas da pancreatite

A pancreatite surge quando as enzimas digestivas, que estão dentro do pâncreas, ficam ativas antes de chegar no intestino, irritando as paredes do órgão e levando ao surgimento de inflamação.

Embora possa acontecer em pessoas saudáveis, a pancreatite é mais frequente em alguns casos como:

  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Pedras na vesícula;
  • Fibrose cística;
  • Elevados níveis de cálcio no sangue;
  • Câncer no pâncreas.

Além disso, pessoas com histórico familiar de pancreatite também têm maiores chances de ter o problema em algum momento da vida.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...