Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Rosácea ocular: o que é, sintomas e tratamento

Dezembro 2020

A rosácea ocular corresponde à vermelhidão, lacrimejamento e sensação de queimação e ardência no olho que pode acontecer como consequência da rosácea, que é uma doença inflamatória da pele caracterizada pela vermelhidão do rosto, principalmente nas bochechas. Essa situação acontece em cerca de 50% dos portadores de rosácea, sendo importante que o diagnóstico e tratamento sejam feitos rapidamente para evitar complicações como perda da visão.

Apesar dos sintomas surgirem em função da rosácea, é preciso que sejam avaliados em forma conjunta, pois isoladamente os sintomas oculares podem ser confundidos com outras doenças como blefarite ou conjuntivite, por exemplo, que precisam de tratamento diferente. Conheça mais sobre a rosácea da pele.

Rosácea ocular: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas da rosácea ocular podem ser percebidos principalmente na pálpebra, na conjuntiva e na córnea, sendo os mais comuns:

  • Vermelhidão;
  • Lacrimejamento ou olhos secos;
  • Sensação de queimação e ardência;
  • Coceira;
  • Sensação de corpo estranho nos olhos;
  • Visão embaçada;
  • Inflamação ou inchaço das pálpebras;
  • Inflamação das córneas;
  • Cisto recorrente nas pálpebras;
  • Aumento da sensibilidade à luz.

Esses sintomas variam de acordo com o grau de evolução da rosácea podendo ser classificados de leves a severos.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da rosácea ocular deve ser feito pelo médico a partir dos sintomas oculares e dos sintomas que surgem na pele, além da avaliação do histórico médico e do exame clínico dos olhos, das pálpebras e da pele do rosto.

Assim é possível confirmar o diagnóstico da rosácea da pele e da rosácea ocular.

O que causa a rosácea ocular

A causa exata da rosácea ocular é desconhecida, mas alguns fatores podem contribuir para o aparecimento como:

  • Fatores genéticos como hereditariedade;
  • Bloqueio das glândulas dos olhos;
  • Infecção por ácaros nos cílios como o Demodex folliculorum.

Além disso, algumas pesquisas associam o aparecimento da rosácea ocular com alterações da flora bacteriana da pele ou infecção por Helicobacter pylori que é a mesma bactéria que causa infecções gastrointestinais.

Rosácea ocular: o que é, sintomas e tratamento

Como é feito o tratamento

O tratamento para rosácea ocular é feito com o objetivo de controlar os sintomas, já que não há cura para a rosácea. Por isso, pode ser recomendado pelo médico o uso de colírios anti-inflamatórios para diminuir a vermelhidão e o inchaço. Além disso, pode ser recomendado o uso de antibióticos e de lágrimas artificiais para manter os olhos hidratados.

A doença pode ser tratada e controlada se a pessoa procurar o cuidado médico nos estágios iniciais, para que o diagnóstico seja feito precocemente. A partir daí, o tratamento será indicado de acordo com a evolução da doença, visando deter ou, se possível, reverter o quadro. É fundamental evitar os fatores de risco que favorecem a manifestação da rosácea e estar atento aos sintomas iniciais da doença.

Possíveis complicações

A rosácea ocular pode afetar a córnea, principalmente nos casos em que os olhos ficam muito secos, podendo causar perda da visão ou cegueira.

Como prevenir o aparecimento da rosácea ocular

Algumas medidas simples podem ajudar a evitar a rosácea ocular como:

  • Manter as pálpebras limpas, lavando-as de forma suave pelo menos duas vezes ao dia com água morna ou com um produto recomendado pelo médico;
  • Evitar o uso de maquiagem nos olhos quando estiverem inflamados;
  • Escolher maquiagens que não sejam oleosas e sem fragrância, quando puder usar maquiagem nos olhos;
  • Evitar o uso de lentes de contato durante crises, principalmente quando os olhos estiverem muito secos;
  • Evitar alimentos apimentados e bebidas alcoólicas, pois podem causar dilatação dos vasos sanguíneos e desencadear ou piorar a rosácea ocular e de pele;
  • Usar lágrima artificial para aliviar os olhos secos, desde que recomendado pelo médico.

Essas medidas devem fazer parte da rotina diária para prevenir o aparecimento ou ajudar a melhorar os sintomas da rosácea ocular.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • REDDA, Travis K.; SEITZMANA, Gerami D. Ocular rosacea. Curr Opin Ophthalmol. 31. 6; 503-507, 2020
  • MAYO CLINIC. Ocular rosacea. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/ocular-rosacea/symptoms-causes/syc-20375798>. Acesso em 21 Out 2019
  • AMERICAN ACADEMY OF OPHTHALMOLOGY. Ocular Rosacea. Disponível em: <https://www.aao.org/eye-health/diseases/ocular-rosacea-facts>. Acesso em 21 Out 2019
  • VIEIRA, Ana Carolina C.; HOFLING-LIMA, Ana Luisa; MANNIS, Mark J. Ocular rosacea - a review. Arq Bras Oftalmol. Vol 75. 5 ed; 363-369, 2012
  • NEWS MEDICAL. Ocular Rosacea. Disponível em: <https://www.news-medical.net/health/Ocular-Rosacea.aspx>. Acesso em 21 Out 2019
Mais sobre este assunto:

Carregando
...