Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que fazer se romper o freio do prepúcio

O rompimento do freio é um problema comum que acontece principalmente em homens que têm o freio curto, podendo romper logo durante a primeira relação, causando sangramento e dor intensa junto da glande do pênis.

Nestes casos, o mais importante é parar o sangramento fazendo pressão no local com uma compressa esterilizada ou um tecido limpo, pois, como o rompimento normalmente acontece com o órgão ereto, há uma maior concentração de sangue no local, podendo demorar até 20 minutos para parar a hemorragia.

Na maioria dos casos não é preciso qualquer tipo de tratamento, pois o tecido regenera e cicatriza sozinho em alguns dias, sendo apenas recomendado evitar o contato íntimo durante esse período, assim como manter uma boa higiene do local, para evitar infecções.

O que fazer se romper o freio do prepúcio

Cuidados para acelerar a cicatrização

Para garantir uma cicatrização mais rápida e sem complicações deve-se ter alguns cuidados durante a recuperação, como:

  • Evitar pancadas no local, devendo-se evitar esportes com alto risco de lesões como futebol, por exemplo;
  • Evitar o contato íntimo durante 3 a 7 dias, até que a cicatrização esteja completa;
  • Lavar a região íntima depois de urinar;
  • Aplicar um creme cicatrizante 2 a 3 vezes por dia, como Cicalfate, para acelerar a cicatrização.

Além disso, quando surgem sinais de infecção como aumento da dor, inchaço ou vermelhidão intensa da ferida é recomendado consultar um urologista para iniciar o tratamento com pomadas antibióticas, como o Ácido fusídico ou Bacitracina, por exemplo.

Nos primeiros dias é normal que se sinta uma ligeira sensação de queimação, especialmente após urinar, no entanto esse desconforto vai desaparecendo gradualmente à medida que o freio vai cicatrizando.

Como evitar que o rompimento aconteça

A melhor forma de evitar o rompimento do freio do prepúcio é iniciar a relação íntima suavemente para avaliar se o estiramento do freio provoca dor, no entanto, utilizar lubrificante também pode ajudar, pois evita que a pele seja puxada em excesso.

Caso se identifique que o freio é muito curto e provoca desconforto é aconselhado consultar um urologista para fazer uma pequena cirurgia, chamada de frenuloplastia, na qual é feito um pequeno corte que permite ao freio esticar mais, evitando que possa romper durante o contato íntimo.

Quando ir ao médico

Na maior parte dos casos o tratamento pode ser feito em cas, no entanto, é aconselhado ir ao médico quando:

  • A dor é muito intensa e não melhora com o tempo;
  • A cicatrização não acontece em uma semana;
  • Surgem sinais de infeção como inchaço, vermelhidão ou liberação de pus;
  • O sangramento não diminui apenas com a compressão do local.

Além disso, quando o freio cicatriza mas volta a romper pode ser necessário ir ao urologista para avaliar a necessidade de fazer cirurgia para cortar o freio e evitar que o problema volte a acontecer.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...