6 passos para cicatrizar uma ferida mais rápido

novembro 2022

Para cicatrizar rápido uma ferida é importante ter alguns cuidados como lavar a ferida e fazer o curativo, ter uma alimentação saudável e utilizar pomadas e produtos cicatrizantes.

Além disso, é aconselhado evitar hábitos de vida que podem interferir na cicatrização da pele, como fumar, beber bebidas alcoólicas ou ter um estilo de vida sedentário. Estes hábitos tendem a prejudicar a circulação sanguínea, fazendo com que exista menos sangue chegando na ferida, atrasando, assim, o processo de cicatrização. 

Feridas profundas, muito extensas ou que apresentem sinais de infecção, como pus, inchaço ou dor, devem ser sempre avaliadas por um médico ou enfermeiro, pois podem precisar de um tratamento mais adequado.

Alguns passos que garantem uma cicatrização mais rápida e evitam o surgimento de cicatrizes feias e outras complicações, são:

1. Lavar a ferida

Nas feridas simples, como um corte ou arranhão, o primeiro passo deve ser lavar a ferida e a pele em volta para remover o máximo de bactérias e vírus, evitando o desenvolvimento de uma infecção. Essa lavagem pode ser feita com soro fisiológico, mas também com água e sabonete de pH neutro.

Já nas feridas cirúrgicas ou naquelas mais graves e expostas, embora a lavagem também seja indicada, geralmente deve ser feita com soro fisiológico e material esterilizado e, por isso, é muito importante ir ao hospital. Porém, se a ferida estiver muito suja, pode-se jogar um pouco de soro fisiológico para remover a sujeira antes de ir ao hospital.

Assista o vídeo seguinte e saiba qual o melhor produto para limpar feridas:

2. Fazer um curativo

Após lavar a ferida, no caso de feridas simples, deve-se fazer um curativo, pelo menos durante as primeiras 24 horas, enquanto a crosta ainda não se formou, de forma a evitar reabertura da ferida e a entrada de bactérias na ferida. Além disso, é aconselhado trocar o curativo diariamente enquanto a ferida cicatriza, ou conforme orientação do médico ou enfermeiro. Veja como fazer um curativo corretamente.

No caso de feridas maiores, não infectadas, queimaduras de 2º grau, feridas secas ou moderadamente úmidas, ou feridas de decúbito, escaras ou úlceras nas pernas, o médico pode recomendar um curativo de hidrogel, que permite trocas gasosas, e é impermeável a líquidos ou bactérias, e acelera a cicatrização da pele. A troca desse curativo deve ser feita de acordo com a marca do curativo de hidrogel ou conforme recomendação médica.

3. Resfriar a pele

Resfriar a pele é a primeira medida recomendada no caso de queimaduras de 1º e 2º graus, devendo-se colocar a região afetada em água corrente fria por, pelo menos, 15 minutos, para evitar que o calor continue queimando a pele internamente e cause feridas graves. Em seguida, deve-se lavar a região com água e sabonete neutro, podendo-se fazer um curativo conforme orientação do médico ou enfermeiro.

Além disso, é importante nesses casos, não estourar a bolha que tenha se formado na pele, pois ajudam a protoger a pele durante a cicatrização da ferida. Também é importante não aplicar nenhum produto que não tenha sido recomendao pelo médico.

Essas medidas ajudam na cicatrização da pele e da ferida mais rapidamente. Veja outras medidas para auxiliar o processo de cicatrização de queimaduras.

4. Aplicar calor na ferida por 15 minutos

Aplicar uma compressa morna sobre o curativo ou sobre a ferida por 15 minutos ajuda a aumentar o fluxo de sangue para a região, aumentando a quantidade de nutrientes e células no local, acelerando a cicatrização. Esta técnica pode ser feita entre 2 a 3 vezes por dia, mas só deve ser feita depois que a casquinha se formou.

Caso o local fique muito inchado ou cause dor, deve-se retirar a compressa e evitar aplicar calor durante esse dia ou, então, aplicar a compressa por menos tempo.

A aplicação de calor na ferida não deve ser feita nos casos de queimaduras na pele.

5. Manter a ferida elevada

Quando o local da ferida fica inchado por mais de 2 dias é importante tentar elevar a ferida, para reduzir o acúmulo de líquidos e facilitar a circulação de sangue. Esse tipo de inchaço é mais comum em pessoas que têm problemas cardíacos ou de circulação e, normalmente, surge em feridas nas pernas.

Assim, é importante colocar as pernas cerca de 20 cm acima do nível do coração, pelo menos, 3 vezes por dia ou sempre que possível.

6. Consumir ômega 3 e vitaminas A, C e E

Alimentos ricos em ômega 3, com o salmão, o atum ou as sementes de chia, assim como os ricos em vitamina A,  C e E, como a laranja, a manga, o tomate ou o amendoim, são uma ótima forma de fortalecer o organismo e estimular a formação do tecido que fecha as feridas e ajuda na criação da nova camada de pele.

Dessa forma, fazer uma alimentação mais rica neste tipo de alimentos e evitar outros que dificultam a cicatrização, como o açúcar, os refrigerantes, o leite achocolatado ou a carne de porco gordurosa, por exemplo, é uma excelente forma de garantir uma cura mais rápida da ferida. Confira uma lista mais completa dos alimentos cicatrizantes e dos que não deve comer.

Remédios para cicatrizar feridas

Os remédios para cicatrizar feridas são principalmente pomadas para uso tópico, que possuem substâncias com ação anti-inflamatória ou antimicrobiana, ajudando as células da pele a recuperar mais rapidamente ou evitando a proliferação de microrganismos que possam causar infecções.

Além disso, essas pomadas fornecem nutrientes importantes para a regeneração da nova camada de pele, além de ainda poderem reduzir a inflamação que dificulta a cicatrização, podendo ser indicadas para ferida pós-cirúrgica, cesariana, queimadura ou feridas na pele por traumas ou batidas, por exemplo.

No entanto, só devem ser usadas cerca de 3 a 5 dias depois do surgimento da ferida e com orientação de um médico ou enfermeiro, pois algumas pomadas podem conter antibióticos, sem que sejam necessários para o tratamento da ferida. Veja a lista das melhores pomadas cicatrizantes.

Remédio para cicatrizar feridas profundas

Os remédios para cicatrizar feridas profundas, como escaras, úlceras de decúbito, úlceras venosas ou arteriais, são óleo Dersani, ou pomadas, como fibrinolisina ou colagenase, por exemplo, pois ajudam a cicatrizar a ferida mais rapidamente, remover as células mortas da pele e promover a limpeza da feira profunda na pele, e devem ser usados somente se recomendado pelo médico. Veja os principais tratamentos para escaras e cuidados com a ferida.

Geralmente, esses remédios para cicatrização de feridas profundas são usados nos postos de saúde ou hospitais, aplicadas pelo enfermeiro, após a limpeza e o desbridamento da ferida pelo médico, para remover o tecido necrosado, morto, e infeccionado das feridas, permitindo uma melhor cicatrização. 

Além disso, o médico também pode indicar o uso de pomadas antibióticas, como a sulfadiazina de prata, no caso da ferida estar infectada.

Como acontece a cicatrização

A cicatrização é um processo de reparação que pode ser dividido em 3 fases principais:

  1. Fase inflamatória: dura entre 1 a 4 dias e inicia-se com uma constrição dos vasos sanguíneos, para evitar uma hemorragia. Mas depois, esta fase evolui para a dilatação dos vasos, de forma a que o sangue chegue no local com todas as células necessárias para a cicatrização, gerando sintomas como inchaço, vermelhidão e dor;
  2. Fase proliferativa: dura entre 5 a 20 dias e, nesta fase, inicia-se a formação de colágeno e outras fibras que ajudam a fechar a ferida;
  3. Fase de maturação: é a fase mais longa que pode durar entre 1 mês até vários anos, na qual o corpo continua produzindo colágeno e corrigindo o equilíbrio de feridas na cicatriz, o que permite que vá diminuindo ao longo do tempo.

Quando alguma destas fases não acontece, seja pela falta de sangue na região ou por uma infecção, a cicatrização fica comprometida e pode surgir uma ferida crônica, como acontece no caso do pé diabético, na qual a ferida precisa ser tratada por um enfermeiro por vários meses ou, até, anos.

Sinais de alerta para ir ao médico

Embora a maioria das feridas cicatrize sem qualquer complicação, existe sempre a chance de ter um infecção no local, por exemplo. Assim, é importante ir ao hospital se surgirem sinais como:

  • Inchaço intenso que não melhora após 3 dias;
  • Presença de pus na ferida;
  • Sangramento excessivo;
  • Dor muito intensa;
  • Dificuldade para movimentar o membro afetado.

Além disso, outros sintomas como febre persistente ou cansaço excessivo também pode indicar que a ferida está infectada e, por isso, também devem ser avaliados.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em novembro de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • CEITH, A. P.; et al. Therapeutic strategies for enhancing angiogenesis in wound healing. Adv Drug Deliv Rev. 146. 97-125, 2019
  • HAN, G.; CEILLEY, R. Chronic Wound Healing: A Review of Current Management and Treatments. Adv Ther. 34. 3; 599-610, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • SORG, H.; et al. Skin Wound Healing: An Update on the Current Knowledge and Concepts. Eur Surg Res. 58. 1-2; 81-94, 2017
  • WANG, P. H.; et al. Wound healing. J Chin Med Assoc. 81. 2; 94-101, 2018
  • WILKINSON, H. N.; HARDMAN, M. J. Wound healing: cellular mechanisms and pathological outcomes. Open Biol. 10. 9; 200223, 2020
  • SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTA CATARINA. Protocolo de cuidados e feridas. 2008. Disponível em: <http://www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/pdf/26_10_2009_10.46.46.f3edcb3b301c541c121c7786c676685d.pdf>. Acesso em 25 nov 2022
  • NAGLE, S. M.; STEVENS, K. A.; WILBRAHAM, S. C. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Wound Assessment. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK482198/>. Acesso em 25 nov 2022
  • AMERICAN ACADEMY OF DERMATOLOGY ASSOCIATION. Proper wound care: how to minimize a scar. 2022. Disponível em: <https://www.aad.org/public/everyday-care/injured-skin/burns/wound-care-minimize-scars>. Acesso em 25 nov 2022
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • QUEIMADURA: o que fazer

    03:01 | 133624 visualizações
  • LIMPAR FERIDAS · QUAL O MELHOR PRODUTO?

    02:28 | 297735 visualizações
  • ALIMENTOS QUE ACELERAM A CICATRIZAÇÃO

    02:38 | 836677 visualizações