Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Remédios que podem causar Depressão

Existem alguns medicamentos que podem conduzir a uma indução da depressão como efeito colateral. Geralmente, este efeito acontece apenas numa pequena percentagem de pessoas e, nestes casos, o medicamento deve ser substituído, pelo médico, por outro que tenha a mesma ação, mas não induza este efeito colateral.

O mecanismo de ação pelo qual estes medicamentos induzem a depressão não é sempre o mesmo e, por isso, se uma pessoa desenvolver uma depressão como efeito colateral de um medicamento, isto não significa que ocorra com outros remédios que também possam exercer esse efeito adverso.

Remédios que podem causar Depressão

Os medicamentos que têm maior probabilidade de desencadear uma depressão são os beta-bloqueadores geralmente usados em casos de hipertensão, corticoides, benzodiazepinas, remédios para tratar a doença de Parkinson ou anticonvulsivantes, por exemplo.

Lista com alguns remédios que podem causar depressão

Alguns dos remédios que têm maior probabilidade de induzir uma depressão são:

Classe terapêuticaExemplos de princípios ativosIndicação
Beta-bloqueadoresAtenolol, carvedilol, metoprolol, propranolol

Diminuir a pressão arterial

CorticoidesMetilprednisolona, prednisona, hidrocortisona, triancinolonaReduzir os processos inflamatórios
BenzodiazepinasAlprazolam, diazepam, lorazepam, flurazepamDiminuir a ansiedade, insônia e relaxar os músculos
AntiparkinsonianosLevodopaTratamento da doença de Parkinson
Remédios estimulantesMetilfenidato, modafinilaTratamento da sonolência diurna excessiva, narcolepsia, doença do sono, fadiga e transtorno de deficit de atenção e hiperatividade
AnticonvulsivantesCarbamazepina, gabapentina, lamotrigina, pregabalina e topiramatoPrevenir convulsões e tratar a dor neuropática, desordem bipolar, distúrbios de humor e mania
Inibidores da produção de ácidoOmeprazol, esomeprazol, pantoprazolTratamento do refluxo gastroesofágico e úlceras no estômago
Estatinas e fibratosSinvastatina, atorvastatina, fenofibratoRedução da produção e absorção do colesterol

Nem todos as pessoas sofrem de depressão após o tratamento com estes medicamentos. Porém, no caso do paciente apresentar sintomas como tristeza profunda, choro fácil ou perda de energia, por exemplo, deve consultar o médico que prescreveu o remédio para que ele possa reavaliar a necessidade do seu uso ou substituir o remédio por outro que não provoque os mesmos sintomas de depressão.

É importante saber que o surgimento da depressão pode não estar relacionada com os medicamentos que a pessoa esteja a tomar, mas sim com outros fatores. Para saber outras causas da depressão consulte: Causas da Depressão.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar