7 remédios caseiros para depressão (comprovados!)

Os remédios caseiros para depressão, como o chá de hipericão, a infusão de aveia ou a vitamina de banana com nozes, possuem substâncias com propriedades antidepressivas naturais, que auxiliam no funcionamento do sistema nervoso, sendo boas opções naturais para ajudar a combater a depressão.

A depressão é caracterizada por sintomas como sensação de vazio ou tristeza, falta de energia, ou de vontade de fazer as tarefas diárias, sendo causada por uma combinação de fatores genéticos, ambientais, biológicos e psicológicos, como traumas, histórico familiar de depressão ou desequilíbrios químicos no cérebro, por exemplo. Veja as principais causas e sintomas da depressão.

Os remédios caseiros para depressão podem ser usados para complementar o tratamento médico e ajudar a combater a depressão leve a moderada. No entanto, não substituem o tratamento com remédios ou psicoterapia indicados pelo médico, além de alguns não serem indicados para mulheres grávidas, lactantes ou pessoas que utilizam medicamentos. Por isso, só devem ser utilizados com indicação médica ou do fitoterapeuta.

Algumas opções de remédios caseiros para depressão são:

1. Chá de hipericão

O hipericão, também conhecido como erva de São João, é uma planta medicinal da espécie Hypericum perforatum, rica em hipericina, hiperforina e flavonóides, com efeito antidepressivo natural, que pode ajudar a aliviar sintomas de depressão leve a moderada, como alterações do humor, ansiedade ou agitação nervosa, por exemplo.

Além disso, alguns estudos [1,2] têm demonstrado que o hipericão tem uma ação semelhante aos antidepressivos, que são um dos principais tipos de remédios usados no tratamento médico da depressão, sendo que seu uso está particularmente indicado quando os medicamentos antidepressivos clássicos são mal tolerados.

O chá de hipericão também pode auxiliar no tratamento da depressão na pós-menopausa, melhorando a qualidade do sono e o estado de alerta durante o dia. Veja outros remédios naturais para menopausa.

Ingredientes

  • 1 colher de chá (2 a 3 gramas) de folhas e flores de hipericão;
  • 250 mL de água.

Modo de preparo

Ferver a água e colocar em uma xícara com o hipericão. Tampar e deixar repousar por cerca de 10 minutos. Em seguida, coar, deixar amornar, e beber de 3 a 4 xícaras por dia.

O chá de hipericão não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas, lactantes ou que fazem uso de anticoncepcionais, pois o hipericão pode diminuir a eficácia dos anticoncepcionais hormonais.

Além disso, o hipericão também afeta o funcionamento de vários medicamentos, como antidepressivos, antipsicóticos, antiepiléticos, ansiolíticos, digoxina, ciclosporina, antirretrovirais, varfarina ou alguns remédio para o tratamento do câncer, por exemplo.

Assim, o hipericão só deve ser utilizado por quem não toma qualquer tipo de remédios ou sob orientação do médico.

2. Vitamina de banana com nozes

A vitamina de banana com nozes é uma excelente forma de tratar naturalmente casos mais leves de depressão, isto porque tanto a banana como as nozes contêm triptofano, um aminoácido que participa na formação de hormônios, como a serotonina, que melhoram o humor e ajudam a relaxar, favorecendo o bom humor, e ajudando a reduzir a sensação de tristeza e a depressão.

Ingredientes

  • 1 copo de iogurte natural;
  • 1 banana madura;
  • 1 punhado de nozes;
  • 1 colher de sobremesa de mel.

Modo de preparo

Bater no liquidificador o iogurte e a banana e depois acrescentar as nozes picadas e o mel, mexendo suavemente. Tomar esta vitamina no café da manhã diariamente, e para um melhor efeito, completar o tratamento usando todos os dias a biomassa de banana verde.

Se você não sabe como fazer a biomassa de banana verde para combater a depressão naturalmente, veja tudo aqui nesse artigo.

3. Chá de açafrão

O açafrão, de nome científico Crocus sativus, é uma planta medicinal que tem demonstrado ter efeito sobre a depressão, estabilizando o humor e combatendo o excesso de ansiedade, devido a uma substância presente na sua composição, o safranal.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de açafrão;
  • 500 mL de água;
  • 1 limão.

Modo de preparo

Juntar o açafrão na água e depois espremer o suco do limão para dentro da mistura. Por fim, levar ao fogo, deixar ferver por cerca de 5 minutos, coar e beber a mistura dividida em 2 vezes por dia.

Além disso, é ainda possível tomar suplementos com açafrão em cápsula, sendo que a dose indicada por dia é de aproximadamente 30 gramas. Outra opção é adicionar açafrão regularmente na comida, como no arroz, por exemplo. Veja como fazer uma receita deliciosa de arroz com açafrão.

Embora tenha prometedores resultados, ainda existem poucos estudos sobre uso do açafrão para tratar a depressão em humanos. Além disso, sabe-se que doses muito elevadas dessa planta podem ser tóxicas para o organismo, assim deve-se evitar usar açafrão em excesso ou tomar mais de 60 mg desse suplemento por dia.

4. Suco de concentrado de uva

O suco de uva concentrado é uma outra forma de combater a depressão e a ansiedade de forma natural, sendo útil para acalmar os nervos e se sentir melhor porque o resveratrol presente na fruta melhora a circulação sanguínea e a oxigenação cerebral.

Além disso, o resveratrol também parece regular os níveis naturais de serotonina, que é o principal responsável pela sensação de bem-estar.

Ingredientes

  • 60 mL de suco de uva concentrado;
  • 500 mL de água.

Modo de preparo

Misturar os ingredientes e tomar 1 copo regularmente, antes de dormir. Apesar de ser possível fazer o suco de uva usando as frutas frescas, a concentração de resveratrol é maior no suco concentrado e por isso este é o mais indicado para o tratamento. No entanto, o refresco de uva que pode ser encontrado em forma de pó nos supermercados não tem o mesmo efeito.

Segundo alguns estudos, a biodisponibilidade do resveratrol parece ser maior quando associada à piperina, o principal composto da pimenta. Assim, pode-se tentar adicionar uma pequena quantidade de pimenta preta a este suco, por exemplo, para aumentar o efeito do resveratrol contra a depressão.

5. Chá de damiana

A damiana, conhecida cientificamente como Turnera diffusa, é uma planta adaptogênica que ajuda a diminuir os sintomas de depressão, já que suas folhas contêm substâncias ativas capazes de aliviar os sintomas físicos e mentais do estresse, além de melhorar o sono e todo o bem-estar psicológico.

Ingredientes

  • 2 colheres (de sopa) de folhas de damiana picadas;
  • 500 mL de água.

Modo de preparo

Juntar os ingredientes em uma panela e deixar ferver por cerca de 15 minutos. Depois coar e beber 2 xícaras por dia, por pelo menos 30 dias.

Esta planta ainda não está completamente estudada e, por isso, seu uso não deve exceder o uso indicado. Além disso, deve ser evitada por grávidas e também por diabéticos, já que pode causar desregulação dos níveis de açúcar no sangue.

6. Chá de raiz de valeriana

A valeriana é uma planta medicinal bastante utilizada que ajuda a regular o sono, permitindo que o cérebro entre em um ciclo de atividade e repouso que ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade do dia-a-dia.

Assim, este chá é perfeito para complementar o efeito dos outros remédios caseiros, especialmente no caso de pessoas com problemas de sono.

Ingredientes

Modo de preparo

Adicionar a raiz de valeriana em uma panela com a água e deixar ferver por, aproximadamente, 15 minutos. Após apagar o fogo, tampar a panela e deixar o chá em infusão por mais 15 minutos. Coar e beber 1 xícara 30 minutos a 1 hora antes de dormir.

7. Infusão de aveia

A infusão de aveia, preparada com a planta medicinal Avena sativa, é rica em vitamina B5 e alcalóides, que ajudam a combater a depressão, além de reduzir o estresse e o cansaço, e a acalmar.

Ingredientes

  • 3 g de planta seca de aveia;
  • 250 mL de água.

Modo de preparo

Ferver a água e adicionar em uma xícara contendo a aveia seca. Deixar repousar por 5 minutos e coar. Em seguida, esperar amornar e beber de 3 a 4 xícaras por dia.

A infusão de aveia não deve ser usada por pessoas que têm intolerância ao glúten.

Veja no vídeo a seguir mais dicas de alimentos que ajudam a combater a depressão:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em setembro de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • IBURG, Anne. O guia das plantas medicinais: ingredientes, efeitos medicinais e aplicações: Feno-grego. 1.ed. Caracter, 2010. 132-133.
  • MOURA, Maria F.. Segredos e virtudes das plantas que curam. 1.ed. Lisboa: Seleções, 2011. 53.
Mostrar bibliografia completa
  • DELLÓSSO, L.; et al. Depression, Serotonin and Tryptophan. Curr Pharm Des. 22. 8; 949-54, 2016
  • YEUNG, K. S.; et al. Herbal Medicine for Depression and Anxiety: A Systematic Review with Assessment of Potential Psycho-Oncologic Relevance. Phytother Res. 32. 5; 865–891, 2018
  • APAYDIN, E. A.; et al. A systematic review of St. John’s wort for major depressive disorder. Syst Rev. 5. 1; 148, 2016
  • NG, Q. X.; et al. Clinical use of Hypericum perforatum (St John's wort) in depression: A meta-analysis. J Affect Disord. 210. 211-221, 2017
  • NIH - NATIONAL CENTER FOR COMPLEMENTARY AND INTEGRATIVE HEALTH. St. John's Wort and Depression: In Depth. 2017. Disponível em: <https://www.nccih.nih.gov/health/st-johns-wort-and-depression-in-depth>. Acesso em 01 set 2022
  • SARRIS, J.; et al. St John's wort (Hypericum perforatum) versus sertraline and placebo in major depressive disorder: continuation data from a 26-week RCT. Pharmacopsychiatry. 45. 7; 275-8, 2012
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • Alimentos para combater a DEPRESSÃO

    07:22 | 77068 visualizações
  • Depressão na Adolescência · como identificar

    09:43 | 41382 visualizações