Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor de ouvido: 12 principais causas e o que fazer

A dor de ouvido é um sintoma que surge, principalmente, após estar muito tempo ao frio ou ao introduzir água ou objetos, como cotonetes e palitos, no canal auditivo, que podem provocar uma infecção do ouvido ou rompimento do tímpano. Porém, outras causas incluem problemas na mandíbula ou crescimento de um dente, por exemplo.

Para aliviar a dor de ouvido em casa pode-se colocar uma bolsa de água morna junto ao ouvido ou descansar sentado, em vez de deitado, para reduzir a pressão no ouvido. No entanto, os tratamentos caseiros só devem ser utilizados para aliviar a dor até à consulta com o médico otorrinolaringologista, no caso do adulto, ou o pediatra, no caso dos bebês e crianças, para iniciar o tratamento mais adequado.

Dor de ouvido: 12 principais causas e o que fazer

Algumas causas de dor no ouvido são:

1. Infecção do ouvido

A infecção no ouvido, também conhecida como otite, é caracterizada por dor no ouvido, coceira, febre e presença de secreção ou acúmulo de líquido no ouvido. Em alguns casos, o microrganismo responsável pela infecção do ouvido também pode ser da garganta, após uma inflamação local, com sintomas como dor, desconforto e dificuldade para engolir, por exemplo. Saiba reconhecer os sintomas de infecção no ouvido.

O que fazer: pode-se tomar também analgésicos, como o paracetamol, ou anti-inflamatórios, como o ibuprofeno, por exemplo. No entanto, caso a infecção não passar sozinha ou os sintomas serem bastantes desconfortáveis, é importante ir ao otorrino para que seja feita uma avaliação do ouvido e iniciar o tratamento mais adequado, que normalmente é feito com antibióticos. 

2. Entrada de água

A dor de ouvido causada pela entrada de água é muito comum em pessoas que praticam natação mas também pode ocorrer durante o banho ou no uso de piscinas, banheiras ou mar, por exemplo, e pode ser acompanhada de secreção no ouvido ou perda da audição.

O que fazer: para aliviar a dor de ouvido causada pela entrada de água, pode-se colocar uma bolsa de água morna junto ao ouvido durante 15 minutos e tomar anti-inflamatórios como o ibuprofeno ou analgésicos como o paracetamol ou dipirona, por exemplo. Além disso, inclinar a cabeça para o lado do ouvido que está com água pode ajudar a água sair e aliviar a dor. 

Veja o vídeo a seguir com outras dicas de como tirar a água do ouvido.

3. Diferença de pressão

Quando há diferença de pressão, como o que acontece quando o avião está decolando ou aterrissando, por exemplo, pode haver dor de ouvido e sensação de que o ouvido está tapado, o que pode ser bastante desconfortável.

O que fazer: uma opção para aliviar o desconforto e evitar a dor de ouvido causada pela diferença de pressão é mascar chiclete ou bocejar nesses momentos. No caso do bebê, amamentar, dar uma mamadeira de água ou chupeta são boas formas de aliviar a dor. Confira mais dicas para aliviar as dores de ouvido no avião.

4. Alterações articulares

Alguns problemas envolvendo articulações, como artrite ou deslocamento da articulação da mandíbula, por exemplo, também podem causar dor de ouvido, além de também haver dor no local da articulação acometida. No caso de ser devido a problemas na articulação da mandíbula, a ATM, por exemplo, pode surgir também dor ao abrir a boca para bocejar ou mastigar, dor de cabeça, por exemplo.

O que fazer: uma forma de aliviar a dor é colocar uma compressa de água morna junto do ouvido e da articulação. No entanto, o mais recomendado é que o otorrino seja consultado para que sejam feitos exames mais específicos e seja iniciado o tratamento mais adequado. Saiba mais sobre a Disfunção Têmporo-Mandibular (DTM) e principais sintomas.

5. Amigdalite

A amigdalite é a infecção da garganta que pode ser devido à presença de bactérias, vírus ou fungos e que pode causar dor e desconforto na garganta. Além disso, a infecção pode afetar o ouvido, por ser uma região próxima da garganta, causando dor de ouvido. 

O que fazer: nestes casos, é aconselhado consultar o médico para iniciar o tratamento com analgésicos ou anti-inflamatórios. Pode ainda ser necessário recorrer ao uso de antibióticos, como a amoxicilina, por exemplo, no caso da amigdalite ser causada por bactérias.

Dor de ouvido: 12 principais causas e o que fazer

6. Nascimento do siso

O dente siso quando nasce pode provocar inflamação e infecção no local do dente, que fica próximo à mandíbula, e essa dor pode ser refletida no ouvido, causando a dor de ouvido.  

O que fazer: a dor de ouvido provocada pelo nascimento do siso, não necessita de nenhum tratamento específico e melhora ao tratar o siso. No entanto, para aliviar o desconforto, pode-se aplicar bolsa de água morna na mandíbula e no ouvido, por 15 a 20 minutos 3 vezes ao dia e tomar anti-inflamatórios como o ibuprofeno ou analgésicos como a dipirona ou o paracetamol, por exemplo. Em casos de infecção do siso pode ser necessário o uso de antibióticos prescritos pelo dentista. Em alguns casos, o dentista pode recomendar cirurgia para tirar o siso.  

7. Problemas nos dentes

Além do crescimento do siso, outros problemas nos dentes como abcesso, cárie ou bruxismo podem provocar dor de ouvido porque os nervos dos dentes ficam muito próximos ao ouvido.

O que fazer: a bolsa de água morna aplicada por 15 minutos e analgésicos como o paracetamol ou dipirona podem aliviar a dor do ouvido . No entanto, deve-se consultar o dentista para tratar o problema no dente que pode ser uma obturação para cárie ou uso de antibióticos para o abcesso ou uma placa dentária para o bruxismo, por exemplo.

8. Rompimento do tímpano

O rompimento do tímpano pode acontecer por infecções graves no ouvido, por traumas como perfuração por hastes flexíveis ou algum outro objeto como introduzir a tampa da caneta no ouvido ou pode acontecer por pressão forte no ouvido ao pular na piscina, por exemplo. 

A dor de ouvido por rompimento do tímpano pode ser acompanhada por outros sintomas como sangramento, perda da audição ou sensação de barulho no ouvido.

O que fazer: deve-se procurar ajuda médica de um otorrino para o tratamento mais adequado que pode ser com o uso de antibiótico em gotas direto no ouvido ou tomar antibiótico por via oral, por exemplo. Nos casos mais graves ou se não ocorrer melhora do tímpano em 2 meses, pode ser necessário fazer cirurgia.

Dor de ouvido: 12 principais causas e o que fazer

9. Micose no ouvido

A micose no ouvido, também conhecida como otomicose, é uma infecção no ouvido causada por fungo que pode causar dor além de outros sintomas como coceira, vermelhidão e diminuição da audição em alguns casos.

Esse tipo de micose é mais comum em pessoas com diabetes descontrolada e nadadores já que a humidade constante nos ouvidos pode favorecer o desenvolvimento de fungos.

O que fazer: para aliviar a dor de ouvido deve-se evitar coçar o ouvido ou introduzir hastes flexíveis para tentar limpar o ouvido. É importante consultar com um otorrino que deve fazer uma limpeza no ouvido e indicar o uso de medicamentos antifúngicos em gotas para usar direto no ouvido ou comprimidos de antifúngicos por via oral.

10. Sinusite

A sinusite é uma inflamação dos canais nasais que pode ser provocada por doenças alérgicas ou infecções por vírus, fungos ou bactérias e causa acúmulo de secreção que pode afetar os ouvidos, causando dor. 

O que fazer: deve-se beber muito líquido para ajudar a eliminar a secreção do nariz, aliviando a pressão no rosto e a dor de ouvido ou lavar o nariz com soro fisiológico para remover as secreções nasais. Pode-se tomar anti-inflamatórios como o ibuprofeno, por exemplo para melhorar a dor de ouvido e tratar a sinusite. Nos casos de sinusite por infecção bacteriana, deve ser consultado um otorrino para fazer o tratamento com antibióticos.

11. Labirintite

A labirintite é uma inflamação que pode ser causada por infecção da estrutura interna do ouvido e pode causar dor de ouvido e outros sintomas como zumbido, tontura, enjôo e perda de equilíbrio. 

O que fazer: para melhorar a dor de ouvido, deve-se tratar a labirintite, fazendo repouso para evitar a perda de equilíbrio e pode-se usar medicamentos como o dimenidrinato (Dramin) para diminuir os enjôos ou a betaistina (Labirin ou Betina) para melhorar o equilíbrio e a inflamação do ouvido e aliviar a dor de ouvido. Nos casos de labirintite por infecção pode ser necessário o uso de antibióticos prescritos pelo médico. 

12. Diabetes

O diabetes pode causar o enfraquecimento do sistema imunológico e aumentar o risco de dor no ouvido causada por infecções por bactérias ou fungos. Geralmente, a dor de ouvido pode estar acompanhada de outros sintomas como diminuição da audição, formação de secreção no ouvido ou mau cheiro no ouvido, por exemplo.

O que fazer: neste caso, deve-se procurar um otorrino para tratar a infecção que pode ser feita com antibióticos ou antifúngicos. É importante manter o açúcar no sangue controlado para evitar complicações do diabetes como a dor de ouvido ou o pé diabético, por exemplo. Confira dicas simples para controlar a diabetes

Dor de ouvido: 12 principais causas e o que fazer

Dor de ouvido no bebê

A dor de ouvido no bebê é muito comum nos primeiros anos de vida, pois existe uma maior abertura e permeabilidade do canal que liga o nariz ao ouvido, o que permite que secreções de gripes e resfriados provoquem inflamação nos ouvidos e dor. Além disso, outras situações podem provocar a dor de ouvido no bebê como:

  • Entrada de água no ouvido durante o banho;
  • Crescimento dos dentes;
  • Problemas alérgicos;
  • Convívio com outras crianças em escolas e creches.

Nos casos de infecção do ouvido, também podem surgir outros sintomas, como febre acima de 38ºC, líquido saindo do canal auditivo ou mau cheiro perto do ouvido. Nestes casos é recomendado consultar o médico para iniciar o tratamento adequado, que pode incluir o uso de antibióticos. Saiba mais sobre a dor de ouvido infantil. 

Quando ir ao médico

É recomendado consultar o médico se apresentar:

  • Dor de ouvido por mais de 3 dias;
  • Piora da dor de ouvido nas primeiras 48 horas;
  • Febre acima de 38ºC;
  • Tonturas;
  • Dor de cabeça;
  • Inchaço no ouvido.

Nestes casos, é recomendado consultar um otorrinolaringologista para que sejam solicitados exames e identificada a causa da dor de ouvido e iniciar o tratamento mais adequado.

Bibliografia >

  • PIGNATARI, Shirley S.N.; ANSELMO-LIMA, Wilma T. Tratado de Otorrinolaringologia da ABORL e CCF. 3.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018.
  • WANG, Mao-Che; et al. Ear Problems in Swimmers. J Chin Med Assoc. 68. 8; 347-352, 2005
  • HARMES, Kathryn M.; et al . Otitis Media: Diagnosis and Treatment. American Family Physician. 88. 7; 435-440, 2013
  • SAVIG, Doron; et al. Traumatic Perforation of the Tympanic Membrane: A Review of 80 Cases. J Emerg Med. 54. 2; 186-190, 2018
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem