Biomassa de banana verde: benefícios e como fazer

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
janeiro 2022

A biomassa de banana verde é rica em amido resistente, um tipo de carboidrato que não é digerido pelo intestino e que funciona como uma fibra que ajuda a controlar a glicemia, reduzir o colesterol e dar mais saciedade após a refeição.

Para obter os benefícios, é recomendado que a biomassa seja consumida diariamente, pelo menos 2 colheres de sopa por dia, e que faça parte de uma rotina alimentar equilibrada e saudável.

A biomassa de banana verde pode ser encontrada em lojas online e de produtos naturais, além de poder ser facilmente preparada em casa, podendo ser utilizada no preparo de sucos, panquecas, sopas e massas para pães e bolos, por exemplo.

A biomassa de banana verde é rica em potássio, fibras, sais minerais, vitaminas B1 e B6, betacaroteno e vitamina C e, por isso, o seu consumo regular pode trazer alguns benefícios para a saúde, sendo os principais:

  1. Favorecer a perda de peso, pois possui poucas calorias e é rica em fibras, o que aumenta a sensação de saciedade;
  2. Combater a prisão de ventre, já que é rica em fibras, aumentando o volume das fezes e favorecendo a sua hidratação, sendo eliminadas mais facilmente;
  3. Combater a depressão, pois contém triptofano, uma substância importante para a formação da serotonina, que é responsável por promover o aumento da sensação de bem-estar;
  4. Regular os níveis de colesterol, pois ajuda a reduzir a absorção de gordura a nível intestinal, prevenindo o desenvolvimento de doenças cardiovasculares;
  5. Regular os níveis de açúcar no sangue, pois atrasa a absorção de açúcar no intestino, ajudando a controlar a glicemia;
  6. Prevenir o desenvolvimento de doenças gastrointestinais, como doença inflamatória intestinal, intestino irritável, infecções ou câncer de colon, já que atua como prebiótico, mantendo a flora bacteriana equilibrada e mantendo o bom funcionamento do intestino.

Além disso, a biomassa de banana verde também promove o bom funcionamento do sistema imune, pois devido à existência de fibras em sua composição, ajuda a manter o funcionamento da barreira intestinal, evitando a entrada de agentes infecciosos e toxinas.

Fermentação do amido resistente

O amido resistente é um tipo de carboidrato que o intestino não consegue digerir, e por isso ele ajuda a reduzir a absorção de açúcares e gorduras dos alimentos. Ao chegar no intestino grosso, o amido resistente é fermentado pela flora intestinal, o que ajuda a prevenir problemas como prisão de ventre, inflamação intestinal e câncer de cólon.

Diferentemente de outros alimentos, a fermentação intestinal do amido resistente não provoca gases nem desconforto abdominal, permitindo um maior consumo da biomassa de banana verde. Além disso, é importante lembrar que apenas a banana verde possui o amido resistente, pois ele vai sendo quebrado em açúcares simples como frutose e sacarose à medida que o fruto vai amadurecendo.

Como fazer biomassa de banana verde

A biomassa de banana verde pode ser facilmente preparada em caso seguindo o passo-a-passo a seguir:

  1. Colocar as bananas verdes na panela de pressão e deixar cozinhar por cerca de 30 minutos;
  2. Descascar as bananas e triturar no liquidificador até que uma pasta seja formada;
  3. Adicionar 10 mL de água no liquidificador por banana, caso seja necessário.

A biomassa feita pode ser armazenada em um recipiente na geladeira, devendo ser consumida em até 5 dias, ou no congelador, podendo ser consumido em até 3 meses. Veja com mais detalhes no vídeo a seguir como fazer e guardar a biomassa de banana verde:

Informação nutricional e como usar

A tabela a seguir traz as informações nutricionais de 100 gramas de biomassa de banana verde:

ComponentesQuantidade em 100 gramas de biomassa
Energia64 kcals
Proteínas1,3 g
Gorduras0,2 g
Carboidratos14,2 g
Fibras8,7 g
Fósforo14,4 mg
Magnésio14,6 mg
Potássio293 mg
Cálcio5,7 mg

Como consumir

Para obter todos os benefícios da biomassa de banana verde, é recomendado consumir 2 colheres de sopa de biomassa por dia, 1 no almoço e outra no jantar, por exemplo. A biomassa pode ser utilizada no preparo de vitaminas, sucos, massas para pães e bolos, sobremesas, além de poder ser utilizada para preparar mingau, caldos, feijão e sopa, por exemplo.

1. Brigadeiro

O brigadeiro de biomassa de banana verde é uma alternativa saudável ao brigadeiro tradicional e deve ser feito com a biomassa fria, mas sem ter sido congelada.

Ingredientes

  • Biomassa de 2 bananas verdes;
  • 5 colheres de sopa de açúcar mascavo;
  • 3 colheres de sopa de cacau em pó;
  • 1 colher de chá de manteiga;
  • 5 gotas de essência de baunilha.

Modo de preparo

Bater tudo no liquidificador e fazer bolinhas com a mão. Ao invés do granulado tradicional de chocolate, pode-se utilizar castanhas ou amêndoas trituras ou cacau granulado. Deve-se deixar na geladeira até que as bolinhas fiquem bem firmes antes de servir.

2. Estrogonofe

O estrogonofe de biomassa de banana verde é uma ótima opção para o almoço ou jantar.

Ingredientes

  • 1 xícara (240 g) de biomassa de banana verde;
  • 500 g de peito de frango cortado em quadradinhos pequenos;
  • 250 g de molho de tomate;
  • 1 cebola picada;
  • 1 dente de alho picado;
  • 1 colher de chá de mostarda;
  • 1 colher de sopa de azeite;
  • 2 xícaras de água;
  • 200 g de cogumelos frescos.

Modo de preparo

Refogar a cebola e o alho no azeite, acrescentando o frango até ficar dourado e, por fim, acrescentar a mostarda. Depois, acrescentar o molho de tomate e deixar cozinhar um pouco. Acrescentar os cogumelos, a biomassa e a água. Pode-se temperar com sal e pimenta a gosto e também acrescentar orégano, manjericão ou outra erva aromática que intensifique o sabor e não adicione calorias.

Esta receita de estrogonofe dá para 6 pessoas e tem no total 1.329 calorias, 173,4 g de proteína, 47,9 g de gordura, 57,7 g de carboidrato e 28,5 g de fibras, podendo ser acompanhada de arroz integral ou quinoa e uma salada de rúcula, cenoura e cebola temperada com vinagre balsâmico.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em janeiro de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em janeiro de 2022.

Bibliografia

  • RAO R et al. Protection and Restitution of Gut Barrier by Probiotics: Nutritional and Clinical Implications. Current Nutrition & Food Science. 9. 2; 99–107, 2013
  • BIRT Diane et al. Resistant Starch: Promise for Improving Human Health. Advances in Nutrition. 4. 6; 587-601, 2013
Mostrar bibliografia completa
  • Jyothsna E et al. Resistant starch Importance, categories, food sources and physiological effects. Journal of Pharmacognosy and Phytochemistry. 6. 2; 67-69, 2017
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • Alimentos para combater a DEPRESSÃO

    07:22 | 68028 visualizações
  • Como fazer BIOMASSA de Banana Verde

    01:42 | 165678 visualizações