Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Açafrão: 9 benefícios para a saúde (e como usar)

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
  1. Para que serve
  2. Como usar
  3. Efeitos colaterais
  4. Contraindicações

O açafrão é uma planta medicinal que tem forte ação anti-inflamatória e antioxidante, possuindo vários benefícios para a saúde, como aliviar os sintomas de TPM, ajudar no controle da diabetes, promover o emagrecimento e prevenir doenças cardiovasculares, por exemplo.

As principais propriedades do açafrão estão concentradas nos filamentos alaranjados da flor, que são ricos em crocina, crocetina, safranal e canferol. Embora tenham nomes semelhantes, o açafrão (Crocus sativus) é diferente do açafrão-da-terra (Curcuma longa), também conhecido como cúrcuma, embora ambos possam ser usados na culinária.

O açafrão pode ser encontrado em lojas de produtos naturais, farmácias, supermercados ou feiras livres, sendo usado principalmente na culinária e no preparo de chás.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O açafrão possui várias propriedades medicinais, podendo ser usado para:

1. Combater a depressão

Alguns estudos [1,2] têm demonstrado que a crocina e o safranal, compostos presentes no açafrão, têm ação semelhante a alguns remédios antidepressivos, como a fluoxetina e imipramina, pois ajudam a inibir a recaptação da dopamina e da noradrenalina, dois tipos de neurotransmissores que regulam o humor.

Desta forma, o açafrão pode auxiliar no tratamento da depressão, da ansiedade e de alterações de humor.

2. Ajudar no controle da diabetes

O açafrão possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que protegem as células do pâncreas e melhoram a produção de insulina, regulando os níveis de glicose no sangue, o que ajuda a controlar a diabetes.

3. Promover o emagrecimento

Alguns estudos [3,4] mostram que o açafrão pode ajudar no emagrecimento, porque melhora o humor e reduz o apetite, diminuindo a ingestão de calorias durante o dia.

Além disso, um outro estudo [4]mostrou que o suplemento de açafrão também pode ajudar a diminuir o índice de massa corporal (IMC), a circunferência da cintura e a massa gorda total.

No entanto, é importante lembrar que para promover o emagrecimento, o consumo do açafrão deve ser feito associado a uma dieta saudável e variada e a prática regular de exercícios físicos.

4. Aliviar os sintomas da TPM

Devido às suas propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e antidepressivas, o açafrão pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas mais comuns da TPM, como irritabilidade, ansiedade, dor de cabeça, cólica e desejo por alimentos doces.

5. Ajudar no tratamento do Alzheimer

O açafrão possui propriedades antioxidantes que diminuem os danos causados pelos radicais livres nos neurônios, além de aumentar os níveis de acetilcolina, um neurotransmissor importante para a memória e que tem seus níveis reduzidos na doença de Alzheimer.

Além disso, o açafrão também tem propriedades anti-inflamatórias que reduzem a produção de substâncias inflamatórias e tóxicas para os neurônios. Entretanto, ainda são necessários mais estudos que comprovem esse benefício.

6. Prevenir a doença de Parkinson

O efeito antioxidante e anti-inflamatório da crocetina, presente no açafrão, ajuda a proteger os neurônios, podendo prevenir e até ajudar no tratamento da doença de Parkinson, melhorando a falta de coordenação motora. No entanto, ainda são necessários estudos que comprovem esse benefício.

7. Evitar doenças cardiovasculares

Por possuir ação antioxidante, o açafrão que ajuda a diminuir os níveis de colesterol “ruim”, o LDL, no sangue, prevenindo a formação de placas de gordura nas artérias e evitando o surgimento de doenças cardiovasculares como aterosclerose, infarto ou derrame cerebral.

8. Melhorar a saúde sexual

O açafrão possui propriedades afrodisíacas que ajudam a aumentar o bem estar, o desejo e a libido, especialmente em pessoas que utilizam antidepressivos, melhorando a disfunção erétil em homens e a lubrificação íntima em mulheres. Conheça outros alimentos que melhoram a saúde sexual.

9. Ajudar no combate ao câncer

Alguns estudos feitos [5,6,7] em laboratório com células de câncer de pele, intestino, mama, colo do útero, próstata e pulmão mostram que as substâncias antioxidantes presentes no açafrão podem ajudar a diminuir a proliferação ou promover a morte de células desses tipos de câncer.

Além disso, o açafrão pode deixar as células cancerígenas mais sensíveis ao tratamento com quimioterapia. Entretanto, ainda são necessários estudos em humanos que comprovem esse benefício.

Diferença entre cúrcuma e açafrão

A cúrcuma, conhecida também como açafrão-da-terra, é um tipo de raiz parecida com o gengibre e com coloração amarela. Essa raiz geralmente é usada em pó para temperar alimentos, mas também pode ser usada no preparo de chás e como suplementos. Conheça mais sobre a cúrcuma.

Já o açafrão, conhecido pelo nome científico Crocus sativus ou também chamado de açafrão-verdadeiro, é uma flor com filamentos de coloração vermelha.

Como usar o açafrão

O açafrão pode ser encontrado como especiaria, sendo útil para temperar os alimentos, especialmente as carnes e molhos.

Além disso, também pode ser utilizado como na forma de chás e suplementos.

1. Chá de açafrão

O chá de açafrão deve ser preparado com os filamentos vermelhos presentes no centro das flores, de onde são extraídas as substâncias com propriedades medicinais.

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de filamentos de açafrão;
  • 500 mL de água.

Modo de preparo:

Em uma panela, ou chaleira, ferver a água. Após apagar o fogo, adicionar os filamentos do açafrão na água. Tampar e deixar repousar por 5 minutos. Coar, aguardar amornar e beber 1 xícara do chá de açafrão, 1 vez por dia.

Como o chá de açafrão tem um sabor ligeiramente amargo, pode-se adicionar outros ingredientes, como canela, gengibre ou mel, para tornar a bebida mais agradável.

2. Cápsulas de açafrão

Outra forma de usar o açafrão é na forma de suplementos em cápsulas, sendo geralmente recomendado a dose de 20 a 200 mg por dia, por um período de até 3 meses.

No entanto, o tempo e a dosagem do suplemento varia conforme a idade da pessoa e o objetivo a ser tratado, devendo, por isso, ser usado somente sob a orientação de um médico.

Possíveis efeitos colaterais

O açafrão é seguro para a maioria dos adultos quando usado em pequenas quantidades no preparo de alimentos ou consumido por curtos períodos de tempo.

Entretanto, quando o açafrão é usado na forma de chás ou cápsulas, doses acima de 200 mg por dia podem causar efeitos colaterais como sonolência, dor de cabeça, delírios, vertigens, náuseas, alterações do apetite, vômitos ou diarreia.

Além disso, o açafrão também pode aumentar o risco de hipomania bipolar, uma fase da bipolaridade caracterizada por euforia, pensamento acelerado ou agitação. Conheça mais sobre a hipomania bipolar.

O açafrão também pode causar intoxicação, especialmente quando consumido em doses de 5 g ou mais, podendo colocar a vida em risco.

Quem não deve usar

Quando usado em chás ou suplementos, o açafrão não deve ser usado por mulheres em período de amamentação ou grávidas, porque pode promover as contrações do útero, aumentando o risco de aborto ou hemorragia.

Além disso, pessoas com doenças nos rins ou que estejam usando remédios anticoagulantes devem conversar com um médico antes de usarem o açafrão na forma de chás ou suplementos.

Como essa planta pode aumentar o risco de hipomania bipolar, pessoas que sofrem de transtorno bipolar só devem usar o açafrão com a indicação de um médico.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em janeiro de 2023. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • SARRIS, Jerome. Herbal medicines in the treatment of psychiatric disorders: 10‐year updated review. Phytotherapy Research. 1-16, 2018
  • EXAMINE. Saffron. Disponível em: <https://examine.com/supplements/saffron/>. Acesso em 10 nov 2022
Mostrar bibliografia completa
  • VIANA, S, Daniel et al. Plantas medicinais com potencial uso na fitoterapia antidepressiva: uma revisão. Research, Society and Development. Vol.10. 15.ed; 1-14, 2021
  • CHEN, A.; et al. Crocin inhibits cell proliferation and enhances cisplatin and pemetrexed chemosensitivity in lung cancer cells. Transl Lung Cancer Res. 4. 6; 775-83, 2015
  • SAMARGHANDIAN, S.; BORJI, A. Anticarcinogenic effect of saffron (Crocus sativus L.) and its ingredients. Pharmacognosy Res. 6. 2; 99-107, 2014
  • ADALIER, N.; PARKER, H. Vitamin E, Turmeric and Saffron in Treatment of Alzheimer's Disease. Antioxidants (Basel). 5. 4; 40, 2016
  • MODABBERNIA, A.; et al. Effect of saffron on fluoxetine-induced sexual impairment in men: randomized double-blind placebo-controlled trial. Psychopharmacology (Berl). 223. 4; 381-8, 2012
  • MALEKI-SAGHOONI, N.; et al. A systematic review and meta-analysis of clinical trials on saffron ( Crocus sativus) effectiveness and safety on erectile dysfunction and semen parameters. Avicenna J Phytomed. 8. 3; 198-209, 2018
  • AUNG, H. H.; et al. Crocin from Crocus sativus possesses significant anti-proliferation effects on human colorectal cancer cells. Exp Oncol. 29. 3; 175-80, 2007
  • ABEDIMANESH, N.; et al. Saffron and crocin improved appetite, dietary intakes and body composition in patients with coronary artery disease. J Cardiovasc Thorac Res. 9. 4; 200-208, 2017
  • DIREKVAND-MOGHADAM, A.; et al. Epidemiology of Premenstrual Syndrome (PMS)-A Systematic Review and Meta-Analysis Study. J Clin Diagn Res. 8. 2; 106-9, 2014
  • GOUT, B.; et al. Satiereal, a Crocus sativus L extract, reduces snacking and increases satiety in a randomized placebo-controlled study of mildly overweight, healthy women. Nutr Res. 30. 5; 305-13, 2010
  • KANG, C.; et al. Saffron (Crocus sativus L.) increases glucose uptake and insulin sensitivity in muscle cells via multipathway mechanisms. Food Chem. 135. 4; 2350-8, 2012
  • SAMARGHANDIAN, S.; et al. Immunomodulatory and antioxidant effects of saffron aqueous extract (Crocus sativus L.) on streptozotocin-induced diabetes in rats. Indian Heart J. 69. 2; 151-159, 2017
  • LEONE, S.; et al. Phytotherapic use of the Crocus sativus L. (Saffron) and its potential applications: A brief overview. Phytotherapy Research. 1-12, 2018
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • BENEFÍCIOS DA CÚRCUMA

    02:30 | 211362 visualizações