Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

9 remédios caseiros para coceira nas partes íntimas (e como fazer)

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista

Alguns remédios caseiros para coceira nas partes íntimas, como o chá verde, o chá de alho e gengibre ou o banho de assento com vinagre de maçã, possuem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e imunomoduladoras, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico a combater infecções e aliviar a coceira, vermelhidão ou inchaço na região genital.

A coceira nas partes íntimas pode surgir devido a um desequilíbrio da microbiota da região genital, causando candidíase, vulvovaginites ou vaginose bacteriana em mulheres, ou balanite em homens, mas também pode surgir devido a infecções sexualmente transmissíveis, como o HPV. Veja os principais sintomas de HPV e como tratar.

Os remédios caseiros para coceira nas partes íntimas são uma boa opção para complementar o tratamento médico, sendo importante consultar o ginecologista, no caso de mulheres, ou urologista, no caso de homens, para diagnosticar a causa da coceira nas partes íntimas e iniciar o tratamento mais adequado.

Imagem ilustrativa número 1

Remédios caseiros para coceira nas partes íntimas

Algumas opções de remédios caseiros para coceira nas partes íntimas são:

1. Solução de limpeza feita de ervas medicinais

Essa solução é feita com uma combinação de ervas que contém propriedades calmantes, antibacterianas e antifúngicas que permitem aliviar a coceira e, assim, combater o incômodo da mulher mais rapidamente.

Ingredientes

  • 375 ml de água;
  • 2 colheres (de chá) de tomilho seco;
  • 1 colher (de chá) de alecrim seco;
  • 1 colher (de chá) de sálvia seca.

Modo de preparo

Ferver a água, adicionar as ervas e deixar tampado, descansando por, aproximadamente, 20 minutos. Em seguida, é necessário coar esta infusão e utilizar como solução de limpeza da região íntima 2 vezes por dia.

2. Banho de assento de camomila

O chá de camomila possui ação antifúngica devido às substâncias presentes na sua composição, como flavonóides e alfa-bisabolol, que ajudam a eliminar a Candida albicans e aliviar os sintomas de coceira, inchaço, irritação, dor ou desconforto causados pela candidíase, sendo uma boa opção de remédio caseiro para coceira nas partes íntimas e auxiliar no tratamento da candidíase.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de extrato seco de camomila;
  • 200 ml de água.

Modo de preparo

Colocar a camomila na água fervendo, esperar 10 minutos, coar e depois misturar essa solução em uma bacia com água morna e ficar sentado com a parte íntima em contato com a água, por aproximadamente por 15 minutos. Não é necessário enxaguar depois, pois este processo vai aliviar a coceira.

3. Banho de assento com vinagre de maçã

O vinagre de maçã é outra boa opção de remédio caseiro para coceira nas partes íntimas pois por ser uma substância ácida, ajuda a eliminar fungos e bactérias que causam a vulvovaginite ou candidíase, além de ter ação anti-inflamatória, aliviando os sintomas de coceira, corrimento, vermelhidão e inchaço. 

Ingredientes

  • ½ xícara de vinagre de maçã;
  • 2 litros de água.

Modo de preparo

Ferver a água e adicionar o vinagre de maçã. Esperar esfriar e colocar em uma bacia ou banheira. Fazer o banho de assento por 20 minutos e enxaguar em seguida. Veja outras opções de banho de assento para candidíase.

O vinagre de maçã deve ser sempre diluído antes de ter contato com a pele, pois é uma substância ácida que pode causar irritação. 

Este banho de assento não deve ser usado por mulheres grávidas.

4. Chá de alho e gengibre

O chá de alho e gengibre tem propriedades antibacterianas, antioxidantes e anti-inflamatórias devido à alicina, presente no alho, e aos compostos fenólicos do gengibre como o gingerol, chogaol e zingerona, que agem aliviando os sintomas da candidíase e vulvovaginite, como coceira, irritação e vermelhidão.

Além disso, esse chá ajuda a fortalecer o sistema imunológico permitindo o corpo a se recuperar mais rápido das infecções.

Ingredientes

  • 3 dentes de alho descascados e cortados ao meio;
  • 1 cm de raiz de gengibre ou ½ colher (de chá) de gengibre em pó;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Ferver a água com o alho. Retirar do fogo e acrescentar o gengibre. Deixar repousar por 5 a 10 minutos. Coar e beber a seguir até 3 a 4 xícaras ao longo do dia. 

O gengibre não deve ser consumido por pessoas que usam anticoagulantes, e por isso deve ser retirado do chá nesses casos. 

Outra opção para usar o alho e aproveitar seus benefícios, é tomar as cápsulas de óleo de alho, que podem ser encontradas em farmácias ou lojas de produtos naturais. Veja como tomar as cápsulas de óleo de alho.

5. Chá verde

O chá verde, feito da planta Camellia sinensis, possui polifenol E (poly-E) e epigalocatequina-galato (EGCG), que tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que ajudam a melhorar a ação do sistema imunológico, sendo uma boa opção de remédio caseiro para coceira nas partes íntimas.

Além disso, o chá verde ajuda a estimular bactérias boas, como Lactobacillus e Bifidobacterium, presentes no intestino, o que ajuda a equilibrar a microbiota vaginal e auxiliar no tratamento da candidíase ou vulvovaginite, por exemplo. Confira outras opções de remédios caseiros para vulvovaginite.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de folhas de chá verde ou 1 sachê de chá verde;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar as folhas ou o sachê de chá verde na xícara com água fervente e deixar repousar por 10 minutos. Coar ou retirar o sachê e beber em seguida. Este chá pode ser consumido de 3 a 4 vezes ao dia, ou conforme orientação médica.

O chá verde não deve ser consumido por mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que têm insônia, hipertireoidismo, gastrite ou hipertensão arterial. Além disso, por conter cafeína na sua composição, deve-se evitar tomar este chá no fim do dia ou em quantidade superior à recomendada.

O chá verde também pode ser utilizado na forma de extrato natural, e deve ser utilizado com orientação médica, pois o uso em excesso pode prejudicar o fígado.

6. Óleo de coco

O óleo de coco é rico em ácido láurico e caprílico com potente ação antifúngica e antimicrobiana, ajudando a combater a candidíase, sendo uma boa opção de remédio caseiro para coceira nas partes íntimas.

Ingredientes:

  • Óleo de coco.

Modo de preparo:

Lavar bem as mãos. Em seguida aplicar o óleo de coco na parte externa da região íntima, 1 vez por dia, por até 5 dias. Não aplicar dentro do canal vaginal.

7. Óleo essencial de melaleuca

O óleo de melaleuca é rico em substâncias com ação antibacteriana, antifúngica e anti-inflamatória, como terpineno e cineol, que ajudam a combater os sintomas da coceira, vermelhidão, inchaço e corrimento comuns em diferentes infecções genitais.

Ingredientes

  • 5 gotas de óleo essencial de melaleuca;
  • 2 colheres (de sopa) de óleo de coco, amêndoas doce ou azeite.

Modo de preparo

Misturar os ingredientes e passar na região externa da vagina ou do pênis, 1 vez ao dia, por no máximo 5 dias seguidos. Não aplicar dentro do canal vaginal.

Antes de aplicar o óleo de melaleuca na região genital, deve-se verificar se possui alergia a esse óleo e, por isso, é recomendado passar uma gota do óleo de melaleuca na pele do dorso da mão. Caso surjam sintomas de alergia como vermelhidão, coceira, inchaço ou formação de pequenas bolhas na mão, deve-se lavar a pele e não usar o óleo de melaleuca como remédio caseiro para coceira nas partes íntimas.

O óleo de melaleuca não deve ser usado por mulheres grávidas.

8. Banho de assento de uva-ursina

Outro remédio caseiro usado para coceira nas partes íntimas é a solução de uva-ursina que pode ser utilizada para fazer banho de assento. Esta planta tem propriedades propriedades antimicrobianas e diminui a proliferação da Candida albicans, por exemplo.

Ingredientes

  • 4 colheres (de chá) de folhas secas de uva-ursina;
  • 1 litro de água.

​​Modo de preparo

Adicionar a erva medicinal de uva-ursina à água fervente e deixar em repouso, devidamente tampado, por cerca de 10 minutos. Depois de esfriar, deve-se coar e colocar o líquido em uma bacia e sentar por cerca de 20 minutos.

9. Chá de equinácea

O chá de equinácea feito com a planta Echinacea spp, é rico em alcamidas, polissacarídeos, glicoproteínas e derivados do ácido cafeico, com ação imunomoduladora, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico, sendo uma boa opção de remédio caseiro para auxiliar no tratamento de infecções nas partes íntimas.

Ingredientes

  • 1 colher de chá de raiz ou folhas de equinácea;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Colocar 1 colher de chá da raiz ou folhas da equinácea em uma xícara de água fervente. Deixar repousar por 15 minutos, coar e beber 2 vezes por dia.

Esse chá não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham tuberculose, leucemia, doenças do colágeno, esclerose múltipla, ou doenças autoimunes, como artrite reumatoide, lúpus ou psoríase.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2023. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • MANAYI, A.; et al. Echinacea purpurea: Pharmacology, phytochemistry and analysis methods. Pharmacogn Rev. 9. 17; 63-72, 2015
  • ZOU, C.; et al. Green Tea Compound in Chemoprevention of Cervical Cancer. Int J Gynecol Cancer. 20. 4; 617–624, 2010
Mostrar bibliografia completa
  • GUPTA, A. K.; et al. Sinecatechins 10% Ointment: A Green Tea Extract for the Treatment of External Genital Warts. Skin Therapy Letter. 20. 1; 2015
  • AHN, W-S.; et al. Protective effects of green tea extracts (polyphenon E and EGCG) on human cervical lesions. Eur J Cancer Prev. 12. 5; 383-90, 2003
  • SCHNEIDER, C.; SEGRE, T. Green Tea: Potential Health Benefits. Am Fam Physician. 79. 7; 591-594, 2009
  • SALARIA, D.; et al. Phytoconstituents of traditional Himalayan Herbs as potential inhibitors of Human Papillomavirus (HPV-18) for cervical cancer treatment: An In silico Approach. PLoS One. 17. 3; e0265420, 2022
  • PIYATHILAKE, C. J.; et al. Folate and vitamin B12 may play a critical role in lowering the HPV 16 methylation associated risk of developing higher grades of CIN. Cancer Prev Res (Phila). 7. 11; 1128–1137, 2014
  • MOUSAVI, Z. B.; et al. A clinical study of efficacy of garlic extract versus cryotherapy in the treatment of male genital wart. Dermatologica Sinica. 36. 4; 196-199, 2018
  • RAIMUNDO, S, Jéssica; TOLEDO, M, Cleyton Eduardo. Plantas com atividade antifúngica no tratamento da candidíase: uma revisão bibliográfica. Revista Uningá . Vol.29. 2.ed; 75-80, 2017
  • GOPAL, Judy et al. Authenticating apple cider vinegar’s home remedy claims: antibacterial, antifungal, antiviral properties and cytotoxicity aspect. Natural Product Research. Vol.33. 6.ed; 1-5, 2019
  • SUS- PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS. Plantas medicinais. 2018. Disponível em: <https://saude.campinas.sp.gov.br/saude/assist_farmaceutica/Cartilha_Plantas_Medicinais_Campinas.pdf>. Acesso em 04 abr 2022
  • KESSEL, Katherine Van; et al. Common Complementary and Alternative Therapies for Yeast Vaginitis and Bacterial Vaginosis: A Systematic Review. Obstetrical and Gynecological Survey. 58. 5; 351-358, 2003
  • SAEIDI, Saeide; et al. Effects of Rosmarinus Officinalis Plant Extract on Trichomonas Vaginalis Parasites and Candida albicans under Laboratory Conditions: An Experimental Study. Gene Cell Tissue. 6. 3; e92867, 2019
  • SEYEDJAVADI, Sima Sadat; et al. The Antifungal Peptide MCh-AMP1 Derived From Matricaria chamomilla Inhibits Candida albicans Growth via Inducing ROS Generation and Altering Fungal Cell Membrane Permeability. Front Microbiol. 10. 3150; 1-10, 2019
  • OZEN, Betul; BASER, Muruvvet. Vaginal Candidiasis Infection Treated Using Apple Cider Vinegar: A Case Report. Altern Ther Health Med. 23. 7; AT5751, 2017
  • BOGAVAC, M.; et al. Alternative treatment of vaginal infections – in vitro antimicrobial and toxic effects of Coriandrum sativum L. and Thymus vulgaris L. essential oils. Applied Microbiology. 119. 3; 697-710, 2015
  • SAEIDI, Saeide; et al. Effects of Rosmarinus Officinalis Plant Extract on Trichomonas Vaginalis Parasites and Candida albicans under Laboratory Conditions: An Experimental Study. Gene Cell Tissue. 6. 3; e92867, 2019
  • OZEN, Betul; BASER, Muruvvet. Vaginal Candidiasis Infection Treated Using Apple Cider Vinegar: A Case Report. Altern Ther Health Med. 23. 7; AT5751, 2017
  • SHEIDAEI, Sedigheh; et al . Herbal Medicine and Vaginal Candidiasis in Iran: A Review. Evidence Based Care Journal. 7. 2; 71-77, 2017
  • BAHADORAN, P.; ROKNI, F. K.; FAHAMI, F. Investigating the therapeutic effect of vaginal cream containing garlic and thyme compared to clotrimazole cream for the treatment of mycotic vaginitis. Iran J Nurs Midwifery Res. 15. 1; 343–349, 2010
  • MARQUES, Daniela Patrícia Abrantes. Actividade antimicrobiana do Chá Verde dos Açores e sobre Gardnerella vaginalis e Lactobacillus spp. Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Bioquímica, 2014. UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR - PORTUGAL.
  • CHEE, W. J. Y.; et al. Vaginal microbiota and the potential of Lactobacillus derivatives in maintaining vaginal health. Microbial Cell Factories. 19. 203; 1-24, 2020
  • FREITAS, A. C.; HILL, J. E. Quantification, isolation and characterization of Bifidobacterium from the vaginal microbiomes of reproductive aged women. Anaerobe. 47. 145-156, 2017
  • HAMMER, K. A.; CARSON, C. F.; RILEY, T. V . In Vitro Susceptibilities of Lactobacilli and Organisms Associated with Bacterial Vaginosis to Melaleuca alternifolia (Tea Tree) Oil. Antimicrob Agents Chemother. 43. 1; 196, 1999
  • PALMEIRA-DE-OLIVEIRA, Rita; PALMEIRA-DE-OLIVEIRA, Ana; MARTINEZ-DE-OLIVEIRA, José. New strategies for local treatment of vaginal infections. Adv Drug Deliv Rev. 92. 105-122, 2015
  • VAN KESSEL, Katherine; et al. Common Complementary and Alternative Therapies for Yeast Vaginitis and Bacterial Vaginosis: A Systematic Review. Obstetrical and Gynecological Survey. 58. 5; 351-358, 2003
  • SHINO, Beena et al. Comparison of Antimicrobial Activity of Chlorhexidine, Coconut Oil, Probiotics, and Ketoconazole on Candida albicans Isolated in Children with Early Childhood Caries: An In Vitro Study. Scientifica. Vol.2016. 1-5, 2016
  • COLETIVO FEMINISTA SEXUALIDADE E SAÚDE. Protocolo de cuidado na candidíase vaginal. Disponível em: <https://www.mulheres.org.br/wp-content/uploads/2018/07/Candid%c3%adase.pdf>. Acesso em 12 dez 2019
  • PAULIELLO, Kassandra E. Ação anti-histamínica da pomada de Melaleuca Sp. Trabalho Final do Mestrado Profissional, 2016. Universidade do Vale do Sapucaí.
  • VUJIC, Goran et al. Efficacy of orally applied probiotic capsules for bacterial vaginosis and other vaginal infections: a double-blind, randomized, placebo-controlled study. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol. Vol, 168, n.1. 75-79, 2013
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • Como se livrar da CANDIDÍASE MASCULINA rapidamente

    06:45 | 38368 visualizações
  • Os poderosos benefícios do CHÁ DE ALECRIM

    17:41 | 2287546 visualizações
  • Descubra o que acontece se você comer ALHO todos os dias

    07:10 | 210656 visualizações
  • Por que o TOMILHO faz bem? (com receita fácil e especial)

    03:19 | 90753 visualizações
  • Como CURAR NATURALMENTE a candidíase

    06:24 | 2000102 visualizações