Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Inchaço nas mãos e dedos: 13 principais causas e o que fazer

As mãos e dedos inchados são sintomas que podem surgir devido ao acúmulo de líquidos ou inflamação por causa de má circulação sanguínea, consumo excessivo de sal, alterações hormonais na TPM ou gravidez, e até mesmo a prática de atividade física, por exemplo. 

O inchaço nas mãos e nos dedos geralmente desaparece com medidas simples como levantar os braços abrindo e fechando as mãos, mas em alguns casos pode ser sintoma de doenças como artrite, tendinite, pressão alta ou insuficiência cardíaca ou renal. Nesses casos, é necessário fazer acompanhamento com médico para fazer o tratamento mais adequado.

Além disso, é preciso estar atento aos sintomas que podem acompanhar o inchaço das mãos e dos dedos como início repentino ou vermelhidão e buscar ajuda médica imediatamente.

Inchaço nas mãos e dedos: 13 principais causas e o que fazer

A principais causas de mãos e dedos inchados são:

1. Má circulação 

A má circulação é a causa mais comum de inchaço nas mãos e nos dedos e ocorre devido ao processo natural de envelhecimento do corpo, em que as veias perdem a elasticidade e se tornam mais rígidas, dificultando levar o sangue dos braços em direção ao coração que ficam acumulados nos braços, causando o inchaço nas mãos e nos dedos. 

O que fazer: movimentar os braços, as mãos e os dedos a cada hora, levantando os braços, abrindo e fechando as mãos, pode ajudar a evitar o inchaço nas mãos e nos dedos. Pode-se também fazer massagem ou drenagem linfática para ativar a circulação. Saiba como fazer drenagem linfática em casa.

2. Altas temperaturas no verão

Durante o verão, é muito comum ficar com as mãos e os dedos inchados e isto ocorre porque quando a temperatura está mais alta, ocorre uma dilatação dos vasos sanguíneos, levando mais sangue para essas regiões, causando o inchaço.

O que fazer: levantar os braços, abrindo e fechando as mãos para facilitar o retorno do sangue em direção ao coração, fazer massagens nas mãos e nos dedos ou drenagem linfática. Além disso, é importante manter uma boa ingestão de líquidos durante o dia e fazer uma dieta balanceada para evitar a retenção de líquidos e o inchaço das mãos e dos dedos.

3. Excesso de sal

O sal em excesso na alimentação pode causar inchaço nas mãos e nos dedos e isto ocorre porque o sal contém muito sódio que retém água e, por isso, se tiver em grandes quantidades no corpo, aumenta a retenção de líquidos. 

O que fazer: uma boa opção para evitar o acúmulo de líquido nas mãos e nos dedos é usar sal com baixo teor de sódio ou usar ervas aromáticas para reduzir o consumo do sal ou evitar adicionar sal às refeições.

Assista o vídeo de como preparar o sal de ervas:

4. Atividade física

A atividade física, principalmente durante uma caminhada ou corrida, faz com que o corpo trabalhe muito para bombear sangue para o coração, pulmões e músculos, que necessitam de maior oxigenação durante os exercícios. Isso causa uma diminuição do fluxo sanguíneos para as mãos e os dedos fazendo com que os vasos sanguíneos se dilatem provocando o inchaço.

O que fazer: levantar os braços abrindo e fechando as mãos durante a atividade física para estimular a circulação sanguínea e evitar o inchaço das mãos e dos dedos. 

5. Pressão alta

A pressão alta é uma doença comum, principalmente em idosos, e ocorre por um processo natural de envelhecimento em que as artérias ficam menos flexíveis e mais rígidas e o coração precisa bater com mais força para levar o sangue para outras partes do corpo. 

Quando o sangue chega nas extremidades como nas mãos e nos dedos, pode ocorrer por uma dificuldade dos vasos sanguíneos de levar o sangue de volta ao coração, causando o inchaço.

O que fazer: a pressão alta deve ser tratada com medicamentos prescritos pelo cardiologista. Entretanto, atividades físicas como caminhada, perder peso, diminuir o consumo de sal podem ajudar a controlar a pressão sanguínea e reduzir o inchaço das mãos e dos dedos. Saiba como é feito o tratamento da pressão alta.

6. Síndrome do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo ocorre quando o nervo mediano que passa pelo centro da mão é comprimido, afetando a sensibilidade dos dedos polegar, indicador, médio e anelar, e pode causar inchaço nos dedos e na mão, além de dor, dormência, formigamento e sensação de queimação.

O que fazer: pode-se utilizar uma munhequeira para imobilizar o pulso e ajudar a aliviar a dor e o inchaço na mão e nos dedos. Além disso, deve-se consultar o ortopedista que deve indicar o tratamento que pode ser feito com uso de remédios como ibuprofeno ou paracetamol, injeções de corticóides ou cirurgia. Saiba mais sobre o tratamento da síndrome do túnel carpo

7. Artrite

A artrite é uma doença inflamatória que causa dor e rigidez das articulações, principalmente das mãos e dos dedos, levando a um inchaço excessivo dos dedos, além de sintomas como diminuição dos movimentos das mãos e dos dedos e vermelhidão da pele. 

O que fazer: deve-se consultar o reumatologista para iniciar o tratamento mais adequado que pode incluir uso de anti-inflamatórios, fisioterapia ou cirurgia. Além disso, é importante fazer uma alimentação anti-inflamatória incluindo frutas vermelhas ou cítricas, peixes ricos em ômega-3 ou chá verde, por exemplo, para ajudar a controlar a inflamação e aliviar o inchaço das mãos e dos dedos. Confira a lista completa dos melhores alimentos anti-inflamatórios.  

8. Tendinite

A tendinite é uma inflamação que ocorre nos tendões das mãos e dos dedos, causando inchaço, dor e sensibilidade.

Os principais tipos de tendinite que podem afetar as mãos e os dedos são a tenossinovite de Quervain que afeta os tendões da base do polegar, e o dedo em gatilho que afeta principalmente os tendões dos dedos anelar ou polegar. 

O que fazer: aplicar compressas de gelo nos dedos e na mão inchados para ajudar a reduzir o fluxo sanguíneo para a área e reduzir a dor e o inchaço. Além disso, deve-se consultar o ortopedista que pode indicar o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios, fisioterapia ou, em alguns casos, cirurgia. 

9. Gota

A gota é uma condição em que ocorre acúmulo de ácido úrico nas articulações devido a diminuição da sua eliminação pela urina, levando ao inchaço das mãos e das articulações, além de provocar dor, vermelhidão da pele e formação de pequenos caroços duros nas articulações dos dedos.

O que fazer: deve-se consultar o reumatologista para iniciar o tratamento mais adequado que pode ser feito com o uso de alopurinol, probenecida ou colchicina, por exemplo, que ajudam a diminuir os níveis de ácido úrico e reduzir a dor e o inchaço nos dedos e na mão. Além disso, é recomendado ter uma alimentação que ajude a regular os níveis de ácido úrico incluindo frutas como maçã, laranja e morango, vegetais e legumes, pois ajudam a evitar o acúmulo de ácido úrico no sangue e aumentar sua eliminação através da urina. Confira os alimentos permitidos e proibidos para a gota, com sugestão de cardápio

Assista o vídeo com a nutricionista Tatiana Zanin com dicas do que comer para evitar o inchaço das mãos e dos dedos causados pela gota:

 

10. Alterações hormonais

As alterações hormonais, principalmente do estrógeno e da progesterona, que acontecem durante o ciclo menstrual, TPM ou gravidez, podem causar inchaço nas mãos e nos dedos, devido à retenção de líquidos no corpo.

Além disso, o inchaço nas mãos e nos dedos geralmente estão acompanhados de outros sintomas como alterações no humor ou dor de cabeça, por exemplo, principalmente na TPM.

O que fazer: pode-se fazer massagem ou drenagem linfática nas mãos e nos dedos para ajudar a reduzir o inchaço e evitar o acúmulo de líquido. Além disso, é importante manter o corpo hidratado e aumentar o consumo de alimentos diuréticos como melão e melancia, por exemplo. Veja a lista completa de alimentos diuréticos

11. Insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca ocorre quando o coração não tem força suficiente para bombear o sangue que pode ficar acumulado nos braços causando o inchaço nas mãos e nos dedos. 

Geralmente, o inchaço nas mãos e nos dedos é acompanhado de outros sintomas como inchaço nos pés, cansaço excessivo, falta de ar e sensação de pressão no peito. 

O que fazer: a insuficiência cardíaca deve sempre ser tratada com medicamentos prescritos pelo médico e, por isso, é aconselhado fazer acompanhamento com um cardiologista. Além disso, deve-se diminuir o consumo de sal e praticar atividades físicas leves, sempre sob a orientação do cardiologista.

Inchaço nas mãos e dedos: 13 principais causas e o que fazer

12. Uso de medicamentos

O uso de alguns medicamentos pode causar inchaço nas mãos e nos dedos como os  corticóides, minoxidil ou remédios para tratamento da pressão alta como captopril, enalapril, lisinopril, anlodipino, nimodipina, por exemplo.

O que fazer: deve-se fazer acompanhamento com o médico que receitou um desses medicamentos para avaliar a dose ou se é necessário mudar o tratamento, por exemplo. No entanto, medidas simples podem ser feitas em casa, como levantar os braços, fazer massagem ou drenagem linfática para melhorar a circulação sanguínea e evitar o inchaço das mãos e dos dedos.

13. Insuficiência renal

A insuficiência renal é uma condição em que os rins não funcionam de forma adequada e por isso, não eliminam os líquidos do corpo pela urina, o que pode levar ao inchaço dos das mãos e dos dedos, além dos pés e do rosto.

O que fazer: a insuficiência renal deve ser acompanhada por um médico nefrologista para que seja feito o tratamento mais adequado. Em alguns casos em que a insuficiência renal está em estágio mais avançado, pode ser necessário fazer hemodiálise, prescrita pelo médico.

Quando ir ao médico

Alguns sintomas podem acompanhar o inchaço das mãos e dos dedos e necessitam de atendimento médico o mais rápido possível e incluem:

  • O inchaço acontecer de forma repentina;
  • Inchaço somente em uma mão;
  • Vermelhidão da mão ou dos dedos inchados;
  • Falta de ar;
  • Tosse ou expectoração;
  • Outros sintomas como febre ou formigamento.

Nestes casos, o médico pode pedir exames como de sangue ou ecodoppler, por exemplo, para fazer identificar a causa do inchaço das mãos e dos dedos e recomendar o tratamento mais adequado.

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • TRAYES, Kathryn P.; et al. Edema: Diagnosis and Management. Am Fam Physician. 88. 2; 102-110, 2013
  • CHO, Shaun; ATWOOD, Edwin. Peripheral Edema. The American Journal of Medicine. 113. 7; 580-586, 2002
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem