Pediculose: o que é, sintomas, como se pega e tratamento

Atualizado em fevereiro 2024

Pediculose é a infestação por piolhos, que pode acontecer na cabeça, corpo ou região pubiana, causando coceira intensa, vermelhidão ou até feridas pelo ato de coçar.

O piolho é um parasita que não voa, nem pula mas passa de uma pessoa para outra através do contato direto com o cabelo de uma pessoa com piolhos ou pelo uso de escovas, pentes, chapéus, travesseiros ou lençóis, afetando principalmente os cabelos de crianças em idade escolar.

O tratamento da pediculose é feito pelo pediatra, dermatologista ou clínico geral que podem indicar o uso de shampoos, loções ou até comprimidos, o que varia de acordo com o tipo de pediculose e gravidade da infestação dos piolhos.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas de pediculose

Os principais sintomas de pediculose são: 

  • Coceira intensa no local; 
  • Pequenas feridas na região de infestação; 
  • Vermelhidão e irritação local;
  • Pequenos pontinhos brancos na região do couro cabeludo, que normalmente estão associados à presença de lêndeas;
  • Inflamação na região afetada, devido à presença da saliva e dos excrementos do piolho.

Esses sintomas podem surgir na cabeça, corpo ou região pubiana, o que varia de acordo com o tipo de piolho.

Na presença de sintomas de pediculose, deve-se consultar o pediatra, clínico geral ou dermatologista, para qe seja diagnosticado e iniciado o tratamento mais adequado.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da pediculose é feito pelo pediatra, clínico geral ou dermatologista através da avaliação dos sintomas e exame físico.

Marque uma consulta com um dermatologista na região mais próxima:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Dermatologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Além disso, o médico pode fazer um exame utilizando a lâmpada de Wood, que é equipamento que emite uma luz UV, de forma a confirmar o diagnóstico, uma vez que as lêndeas podem apresentar uma fluorescência amarelo-esverdeada

Em alguns casos, o médico também pode fazer o exame da fita adesiva, colocando-a sobre a região infestada para coletar piolhos adultos e visualizá-los no microscópio.

Como se pega piolho

O piolho não vou ou salta sendo transmitido de uma pessoa para outra através do contato direto com a pele ou o cabelo de uma pessoa com piolhos ou pelo uso de escovas, pentes, chapéus, capacete, travesseiros ou lençóis.

Além disso, no caso da pediculose pubiana, o piolho pode ser transmitido através do contato sexual ou por roupas de cama, toalhas ou roupas íntimas.

Uma vez que se pega o piolho, esse parasita se alimenta do sangue e deposita seus ovos (lêndeas) que ficam aderidas nos fios de cabelo.

Tipos de pediculose

Existem três tipos de pediculose que são:

  • Pediculose da cabeça: afeta a cabeça sendo o tipo mais comum de pediculose, causado pelo tipo de piolho Pediculus humanus capitis;
  • Pediculose do corpo ou corporis: afeta a pele de qualquer parte do corpo, causado pelo tipo de piolho Pediculus humanus humanus;
  • Pediculose pubiana ou chato: afeta os pelos púbicos, causado pelo tipo de piolho Pthirus pubis

O ripo de pediculose é identificado pelo médico de acordo com os sintomas e exames de diagnóstico.

Como é feito o tratamento

O tratamento da pediculose deve ser feito com orientação do pediatra, clínico geral ou dermatologista e varia de acordo com o local em que há infestação.

Assim, podem ser indicados:

1. Shampoos para piolhos

Os shampoos para piolhos, como a deltametrina 0,2 mg/mL, podem ser indicados pelo médico para todos os tipos de pediculose.

O shampoo para piolho deve ser aplicado no cabelo seco ou molhado de acordo com a recomendação do fabricante, esfregando suavemente o shampoo nos cabelos, corpo ou pelos pubianos, deixando agir por cerca de 10 minutos. Repetir a aplicação por 4 dias seguidos. Veja como usar o shampoo para piolho.

Após a aplicação do shampoo é indicado passar um pente fino para remover os piolhos e as lêndeas que foram mortas pelo produto.

Esses shampoos provocam uma intoxicação, asfixia ou paralisia do piolho, mas não são muito efetivos contra lêndeas, por isso, normalmente é recomendado repetir o tratamento 7 a 10 dias paós o tratamento inicial.

2. Loção contra piolho

A loção contra piolho, geralmente contém permetrina 5%, também pode ser indicada pelo médico para o tratamento da pediculose.

Essa loção deve ser aplicada na pele limpa e seca, massageando suavemente a cabeça, pele do corpo, entre os dedos, axilas e parte externa da região genital, por exemplo, deixando agir por 10 minutos. Repetir o procedimento após 7 dias, conforme orientação do médico.

A dose da loção de permetrina 5% deve ser orientada pelo médico pois varia de acordo com a idade.

3. Comprimido antiparasitário

Em alguns casos, ao invés dos shampoos ou loções, pode ser indicado pelo médico o uso de um antiparasitário, a ivermectina, na forma de comprimido, sendo normalmente indicado em dose única.

Além disso, como forma de complementar o tratamento, podem ser também utilizados alguns remédios caseiros que podem ser a base de vinagre, arruda, fubá ou óleos essenciais que também ajudam a combater os piolhos. Saiba como preparar os remédios caseiros para piolhos.

Tratamento para pediculose pubiana

No caso da pediculose pubiana é geralmente indicado pelo médico passar um pente fino na região para tentar remover os piolhos e lêndeas, além de ser indicado o uso de sprays, loções ou cremes adequados para a região genital e que seja eficaz no tratamento da infestação. Veja mais detalhes do tratamento da pediculose pubiana.

Confira mais dicas para tratar a infestação de piolhos no vídeo a seguir:

youtube image - 4 PASSOS PARA ACABAR COM OS PIOLHOS