Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como usar o shampoo para piolho

Agosto 2020

Para eliminar os piolhos de forma eficaz, é importante lavar o cabelo com shampoos adequados, sendo recomendado dar preferência a shampoos que contenham permetrina em sua fórmula, isso porque essa substância é capaz de promover a morte do piolho. Alguns exemplos de shampoos para acabar com os piolhos que podem ser indicados pelo pediatra ou dermatologista e que são facilmente encontrados nas farmácias são:

  • Kwell;
  • ​Sanasar
  • Escabin;
  • ​Deltacid;
  • Stop piolhos;
  • Del-lend;
  • Pedider;
  • Keltrine.

Além dos shampoos, existem também medicamentos anti-parasitários, em forma de comprimidos, que podem promover a morte dos piolhos, como é o caso a Ivermectina, por exemplo. No entanto, o seu uso deve ser recomendado pelo dermatologista ou pediatra para que sejam evitados os possíveis efeitos colaterais relacionados com altas doses desse medicamento.

Como usar o shampoo para piolho

Como usar os shampoos para piolho

A aplicação varia muito em função do shampoo que é utilizado e, por isso é recomendado ler primeiro o rótulo do shampoo para identificar o modo de uso mais adequado. De forma geral, o uso do shampoo deve acontecer da seguinte forma:

  1. Aplicar o produto em cabelo seco, isso porque dessa forma é possível promover a morte do piolho por asfixia. Caso o produto seja aplicado em cabelo molhado, o piolho pode fechar seus orifícios respiratórios e proteger-se da ação do produto. Apesar disso, alguns shampoos podem ter como indicação a aplicação em cabelo molhado e, por isso, é importante que o rótulo seja lido antes de ser feita a aplicação;
  2. Espalhar bem o produto sobre os fios e deixar atuar por 10 a 20 minutos ou de acordo com a orientação do fabricante;
  3. Enxaguar a cabeça, retirando completamente o shampoo, e pentear com um pente fino para remover os piolhos e lêndeas mortos. Para facilitar, pode-se dividir o cabelo em mechas, pois assim é possível ter a certeza de que o pente vai ser passado em todo o cabelo;
  4. Depois, lavar a cabeça normalmente, utilizando o shampoo e o condicionador de preferência.

Como o piolho pode viver até 30 dias, passando de lêndea para piolho adulto em cerca de 12 dias, é recomendado aplicar novamente o shampoo contra piolhos uma segunda vez após 7 dias da primeira aplicação.

Confira estas e outras dicas no vídeo a seguir:

Remédios naturais para piolhos

Para combater a infestação de piolhos e lêndeas também pode-se apostar em ingredientes naturais como os óleos essenciais, mas também é possível matar os piolhos com um mingau de fubá que se coloca no couro cabeludo, impedindo a respiração dos piolhos. Uma outra solução natural contra piolhos e lêndeas é apostar no óleo de tomilho que deve ser misturado no shampoo.

Veja como preparar cada uma destas receitas:

1. Com óleos essenciais

​Um ótimo remédio natural para acabar de vez com os piolhos e as lêndeas é a lavagem do cabelo com óleos essenciais e azeite, porque a oleosidade impede que os piolhos se grudem no cabelo, facilitando a sua retirada com o pente fino.

Além disso, o óleo essencial de malaleuca tem propriedades repelentes que previnem uma nova infestação de piolhos. Já os óleos essenciais de alecrim e de alfazema são usados para complementar o tratamento, acalmando a irritação do couro cabeludo e aliviando a coceira.

Ingredientes

  • 30 ml de azeite;
  • 10 gotas de óleo essencial de alecrim;
  • 10 gotas de óleo essencial de alfazema;
  • 10 gotas de óleo essencial de malaleuca.

Modo de preparo

Misture os ingredientes num recipiente até obter uma mistura homogênea. Depois, utilizando um algodão, passe o remédio por todo o couro cabeludo, esfregando bem especialmente na raiz do cabelo. A seguir, cubra com uma touca e aguarde por 2 a 3 horas, para matar todos os piolhos e lêndeas, antes de lavar o cabelo com um shampoo para cabelos oleosos.

Depois de lavar o cabelo, passe um pente fino, mecha por mecha. Entre cada passagem do pente é muito importante verificar se existem piolhos agarrados no pente e, caso existam, deve-se remover antes de voltar a passar o pente nos cabelos.

Atenção: Este remédio caseiro só deve ser utilizado depois dos 2 anos de idade, pois o óleo essencial de malaleuca não deve ser usado em bebês. Uma vez que os ovos dos piolhos podem demorar até 7 dias para eclodir, é importante utilizar este remédio natural a cada 3 dias, durante pelo menos 4 semanas.

2. Com fubá

Um excelente tratamento natural para piolhos no cabelo é a mistura de fubá e arruda, pois são plantas medicinais com propriedades que ajudam a matar vermes, como os piolhos, e a acalmar o couro cabeludo, reduzindo a coceira.

Ingredientes

  • 1 punhado de arruda;
  • 1 punhado de fubá;
  • 4 xícaras de água.

Modo de preparo

Adicionar a arruda na água fervente e deixar ferver por aproximadamente 5 minutos. Depois adicionar o fubá e mexer bem, evitando que se formem caroços. Quando a mistura estiver com a consistência de mingau, está pronta para ser utilizada.

Deixar a mistura esfriar e aplicar ao longo dos fios e no couro cabeludo. A seguir, envolver os cabelos com uma touca e deixar o remédio agir por aproximadamente uma hora. Após o tempo determinado o cabelo deve ser lavado com bastante água e com shampoo neutro. Para uma melhor eficácia é recomendado passar um pente fino para retirar os piolhos mortos e as lêndeas.

3. Com tomilho

Uma outra excelente solução natural para piolhos e lêndeas é o shampoo caseiro feito à base de tomilho, pois é uma planta medicinal com potente propriedade inseticida.

Ingredientes

  • Óleo essencial de tomilho;
  • Shampoo com amargoseira.

​Modo de preparo

Adicionar 3 gotas do óleo essencial de tomilho no shampoo de amargoseira e misturar bem. Depois, aplicar a mistura nos cabelos molhados com uma leve massagem, deixando agir por 5 minutos. Após o tempo determinado enxaguar bem o cabelo com água morna e passar um pente fino para retirar os piolhos e lêndeas mortas.

O tomilho pode ser irritante para a pele do couro cabeludo, sendo que nunca se deve exceder a quantidade recomendada, nem usá-lo sem ser diluído.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem