Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Plantas Medicinais: Para que servem e Como usar

As plantas medicinais são todas aquelas que possuem princípios ativos que ajudam no tratamento de doenças ou que ajudam a melhorar a saúde ou qualidade de vida da pessoa.

Popularmente, as plantas medicinais são utilizadas sob a forma de chás ou infusões, mas também existem vários extratos de plantas que podem ser consumidos sob a forma de pó, cápsulas ou comprimidos e que, normalmente, apresentem melhor efeito, já que contêm uma concentração maior do ativo da planta.

Embora as plantas medicinais possam ser uma boa forma de manter a saúde, prevenir a doença e até completar o tratamento de vários problemas crônicos, não devem ser utilizadas para substituir qualquer orientação dada pelo médico e o seu uso deve, também, ser informado para o médico, já que várias plantas podem ter interação com os medicamentos que estão sendo receitados.

Plantas Medicinais: Para que servem e Como usar

Plantas medicinais para os 7 problemas mais comuns

Dependendo do problema que se quer tratar, existem várias plantas medicinais que são utilizadas pela medicina popular. No entanto, apenas algumas dessas plantas possuem comprovação científica.

Assim, algumas plantas com maior comprovação para os problemas mais comuns são:

1. Pressão alta

Algumas plantas medicinais que apresentam um efeito capaz de regular a pressão arterial e combater a hipertensão são:

  • Folhas de oliveira: possuem efeito vasodilatador que permite diminuir a pressão arterial. Alguns estudos indicam que pode até ter um efeito semelhante com alguns remédios de farmácia, como o Captopril;
  • Alho: deixa o sangue mais fluido e, por isso, é ótimo para prevenir o surgimento de doenças cardiovasculares, entre as quais pressão alta;
  • Crataegus: tem forte ação hipotensora por aumentar as concentrações de oxido nítrico no corpo, que permitem que os vasos dilatem, reduzindo a pressão.

Estas plantas devem ser usadas por, pelo menos 3 a 4 semanas, para que seja possível observar algum efeito sob a pressão arterial. Além disso, é importante completar seu uso com uma dieta equilibrada e com pouco sódio, assim como a prática regular de exercício físico.

Veja como usar estas plantas e outros remédios caseiros para pressão alta.

2. Diabetes

Já para a diabetes do tipo 2, também existem plantas medicinais que parecem ajudar a regular melhor os níveis de açúcar no sangue. Algumas das mais usadas incluem:

  • Mirtilo: possui ativos que se ligam à insulina e potenciam seu efeito no corpo, combatendo a resistência a esta substância, que é muito comum em casos de diabetes;
  • Canela: além de também ajudar no efeito da insulina, a canela também melhora a utilização e transporte de glucose, evitando que se acumule no sangue;
  • Nopal: é um tipo de cato muito usado no México que também melhora a ação da insulina no corpo, permitindo regular mais facilmente os níveis de açúcar.

Estas opções naturais para diabetes não devem substituir o tratamento indicado pelo médico, pois não curam a doença, porém, podem ajudar a reduzir as doses de alguns medicamentos utilizadas no tratamento indicado pelo médico.

Confira outras opções de remédios caseiros para tratar diabetes.

3. Infecção urinária

A infecção urinária é outro problema de saúde frequente no qual se pode ter benefício com o uso de algumas plantas medicinais, especialmente na prevenção de uma nova crise ou na diminuição do desconforto durante uma infecção urinária.

Algumas plantas com comprovação científica incluem:

  • Uva-ursina: a erva-ursina é um potente diurético natural que ajuda na eliminação de urina. Dessa forma, existe menor acúmulo e desenvolvimento de bactérias nas vias urinárias, facilitando o tratamento da infecção;
  • Capuchinha: além de ser outro bom diurético natural, a capuchinha também tem ativos antibióticos que ajudam a combater a infecção;
  • Arando-silvestre: este fruto contém alta concentração de proantocianidinas que dificultam a aderência das bactérias nas vias urinárias, reduzindo bastante as chances de ter um infecção urinária. Assim, pode ser usada por pessoas que têm infecções recorrentes, por exemplo.

Além de usar estas plantas, é importante seguir todas as orientações do médico, além de beber cerca de 2 litros de água por dia e manter uma higiene íntima adequada.

Veja como usar estas plantas de forma adequada para combater a infecção urinária.

Plantas Medicinais: Para que servem e Como usar

4. Emagrecer

O processo de emagrecimento também pode ser facilitado com o uso de algumas plantas medicinais, no entanto, é muito importante que seu uso seja feito junto com uma dieta equilibrada, com poucas caloria e indicada por um nutricionista. Além disso, também se deve fazer exercício físico regular.

As plantas mais recomendadas para emagrecer incluem:

  • Gengibre: segundo estudos recentes parece diminuir a absorção de gorduras no estômago, reduzindo o seu depósito no corpo;
  • Chá verde: além de aumentar o metabolismo e a queima de gordura corporal, o chá verde também regula o apetite;
  • Hibisco: por ser rico em antocianinas ajuda a controlar o acúmulo de gordura corporal, assim como controlar a fome e o apetite, facilitando o processo de perda de peso.

Confira algumas receitas para usar estas plantas no processo de emagrecimento.

5. Dor de estômago e má digestão

Os desconfortos gástricos são relativamente comuns, mas, na maioria dos casos, podem ser combatidos com o uso de chás como:

  • Hortelã-pimenta: ajuda a diminuir a sensação de enjoo e combate o excesso de gases, podendo ser usado quando se sente o estômago muito estofado, por exemplo;
  • Boldo: é a planta perfeita para usar depois de uma refeição muito grande e pesada, com muita gordura, pois facilita o funcionamento do fígado e da vesícula biliar, facilitando a digestão das gorduras;
  • Erva-doce: esta é uma planta muito versátil que estimula o processo digestivo, podendo ser usado para aliviar sintomas como estômago estofado, dor no estômago ou arrotos frequentes.

No caso de os sintomas gastrointestinais surgirem muito frequentemente, é aconselhado consultar um gastroenterologista, já que pode existir algum problema que precise ser diagnosticado e tratado adequadamente.

Veja como usar estas plantas e outras para aliviar o desconforto gástrico.

6. Hemorroidas externas

Uma das melhores formas de aliviar o desconforto das hemorroidas externas e acelerar a cicatrização é fazer banhos de assento com plantas medicinais. Algumas das mais utilizadas incluem:

  • Castanha da índia: ajuda a melhorar a circulação sanguínea, além de ser anti-inflamatório, o que diminui o inchaço da hemorroida e a dor;
  • Hamamélis: tem ótimas propriedades calmantes e cicatrizantes que ajudam a aliviar o desconforto e acelerar a cicatrização;
  • Cipestre: além de diminuir a dor no local, o cipestre também tem ação antimicrobiana que previne o surgimento de infecção na região da hemorroida.

Saiba como usar estas plantas para completar o tratamento de forma natural.

7. Dor de garganta

Algumas plantas são excelentes para aliviar a dor de garganta, pois possuem propriedades anti-inflamatórias e antibióticas:

  • Gengibre: é um potente anti-inflamatório e antisséptico natural que elimina possíveis bactérias que estejam causando a inflamação da garganta;
  • Toranja: é bastante rico em vitamina C e tem forte ação anti-inflamatória que diminui rapidamente o desconforto causado pela inflamação da garganta;
  • Hortelã: ajuda a purificar e acalmar a irritação da garganta, podendo ser usado em vários tipos de dor de garganta.

A toranja só deve ser usada se não se estiver tomando remédios indicados pelo médico, já que pode anular o efeito de vários medicamentos.

Veja como preparar estas plantas e outros remédios caseiros para dor de garganta.

Plantas Medicinais: Para que servem e Como usar

Onde comprar plantas medicinais

As plantas medicinais podem ser compradas em lojas de produtos naturais, algumas farmácias, super e hipermercados ou na casa de pessoas que a cultivem e tenham venda ao público.

Alguns cuidados que deve-se ter ao comprar plantas medicinais são:

  • Conservação: confirmar se ela estava ao abrigo da luz e em local seco, se estão bem fechadas em potes de vidro ou em saquinhos devidamente fechados;
  • Nome: é importante saber o nome popular da planta, mas sempre que possível também se deve conhecer o nome científico;
  • Validade: deve-se evitar comprar ervas medicinais em grande quantidade, porque também têm prazo de validade.

Comprar as plantas e ervas medicinais seguindo estes conselhos é fundamental para garantir a sua segurança e eficácia.

Principais cuidados ao usar plantas medicinais

Apesar de serem naturais, deve-se tomar cuidado ao usar as plantas medicinais pois algumas podem provocar reações adversas graves e até fazer interação com medicamentos que se esteja utilizando.

Assim, o ideal é que sempre se utilize as plantas medicinais sob orientação de um fitoterapeuta ou naturopata experiente em plantas medicinais.

Além disso, é importante lembrar que as ervas medicinais não devem substituir os medicamentos de farmácia, sem conhecimento do médico. Assim como também é importante informar o médico sobre qualquer suplemento fitoterápico ou chá que se esteja usando frequentemente.


Bibliografia

  • MOURA, Vera. Fitoterapia aplicada no aparelho cardiovascular - Aula Pós-Graduação em Fitoterapia Clínica Avançada 1ª edição CESPU. 2018.
  • REIS, Manuel. Plantas medicinais mais procuras na plataforma Google pela população leiga brasileira. Trabalho de investigação e revisão da literatura, 2018. CESPU.
  • DAR, Refaz Ahmad et al.. General overview of medicinal plants: A review. The Journal of Phytopharmacology. Vol.6. 349-351, 2017
  • ANTONIO, Gisele Damian et al.. Contributions of medicinal plants to care and health promotion in primary healthcare. Interface - Comunicação, Saúde, Educação. Vol.17. 615-633, 2013
  • RAKEL, David. Integrative Medicine. 4.ed. Elsevier, 2018.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem