Pano branco: o que é, sintomas, causas e tratamento

setembro 2022

O pano branco, também conhecido como micose de praia ou pitiríase versicolor, é uma doença de pele causada pelo fungo Malassezia furfur, que produz uma substância chamada ácido azeláico, que impede a pele de produzir melanina quando exposta ao sol. Assim, nos locais onde o fungo está, a pele não fica bronzeada como o resto do corpo, levando ao surgimento de pequenas manchas brancas.

Embora geralmente não cause outros sintomas além de manchas brancas na pele, também pode surgir coceira e descamação. As manchas podem aumentar de tamanho com o tempo e até mesmo ter uma aparência avermelhada caso não sejam tratadas adequadamente. Confira os medicamentos mais indicados no tratamento do pano branco.

Em caso de suspeita de pano branco é importante consultar um dermatologista, porque o tratamento adequado depende da sua identificação e geralmente envolve o uso de antifúngicos na forma de sabonetes, pomadas e, nos casos mais graves, comprimidos. 

Principais sintomas

Os principais sintomas de pano branco são:

  • Manchas circulares e esbranquiçadas no tronco, pescoço ou braços;
  • Descamação da pele sobre as manchas;
  • Desaparecimento das manchas após o verão;
  • Coceira no local das manchas;
  • Piora da coceira em estações de calor ou chuva.

Embora algumas vezes as manchas causadas pelo pano branco possam ser avermelhadas, geralmente são ovais e aumentam lentamente de tamanho, o que pode fazer com que se unam formando manchas maiores com o tempo.

Ainda que o pano branco geralmente cause poucos sintomas, em caso de suspeita é recomendado consultar um dermatologista para uma avaliação, porque o tratamento adequado depende da confirmação do diagnóstico. Veja outros problemas que também podem causar o surgimento de manchas brancas na pele.

Possíveis causas

O pano branco geralmente é causado por um fungo chamado Malassezia furfur, que normalmente é encontrado na pele, principalmente em áreas oleosas como rosto, couro cabeludo e costas sem causar problemas. No entanto, devido a alterações como predisposição genética da pessoa, calor e umidade, este fungo pode se multiplicar e causar a doença.

Além disso, o risco desse fungo causar o pano branco é maior durante as estações quentes e úmidas e em caso de pele oleosa, suor excessivo, imunidade baixa, gravidez e em adolescentes.

Pano branco é contagioso?

Pano branco não é considerada uma doença contagiosa, porque os fungos que a causam normalmente são encontrados na pele de todas as pessoas e geralmente não causam problemas, exceto quando encontram condições que favorecem sua multiplicação. 

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico geralmente é confirmado pelo dermatologista levando em consideração os sintomas apresentados e as características das manchas identificadas com o uso de uma lâmpada especial, chamada lâmpada de Wood. Veja o que é e para que serve o exame com a lâmpada de Wood.

Além disso, a análise microscópica da descamação da pele sobre a marcha também pode ser indicada e geralmente é realizada em caso de dúvida, permitindo a identificação do fungo e confirmando o diagnóstico.

Como é feito o tratamento

As principais opções de tratamento do pano branco são:

1. Sabonetes e shampoos antifúngicos

Sabonetes e shampoos contendo sulfeto de selênio 2.5%, piritionato de zinco ou enxofre e ácido salicílico podem ser indicados e são capazes de remover a superfície de pele morta e contaminada pelo fungo do corpo, aos poucos eliminando o fungo da pele.

2. Pomadas antifúngicas

Pomadas antifúngicas compostas por cetoconazol ou terbinafina, por exemplo, podem ser indicadas devido ao seu efeito para eliminar o fungo e impedir a sua multiplicação e geralmente são utilizadas por um período de 2 a 3 semanas.

3. Antifúngicos orais

Os medicamentos antifúngicos orais, como itraconazol e fluconazol, geralmente são indicados nos casos em que as manchas afetam grandes partes do corpo ou são recorrentes mesmo após o tratamento adequado.

No entanto, alguns antifúngicos como o cetoconazol, devido aos seus efeitos tóxicos ao fígado, e a terbinafina, por não ser efetivo no tratamento do pano branco, geralmente são menos indicados.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em setembro de 2022. Revisão médica por Drª. Aleksana Viana - Dermatologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • GRUPTA, Aditya K; FOLEY, Kelly A. Antifungal Treatment for Pityriasis Versicolor. J Fungi (Basel). Vol.1, n.1. 13–29, 2015
  • STATPEARLS. Tinea Versicolor. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK482500/>. Acesso em 01 set 2022
Mostrar bibliografia completa
  • PLENSDORF, Scott; LIVIERATOS, Maria; DADA, Nabil. Pigmentation Disorders: Diagnosis and Management. Am Fam Physician. Vol.96, n.12. 797-804, 2017
  • SAUNTE, Ditte M. L; GAITANIS, George; HAY, Roderick J. Malassezia-Associated Skin Diseases, the Use of Diagnostics and Treatment. Front Cell Infect Microbiol. Vol.10. 112, 2020
Revisão médica:
Drª. Aleksana Viana
Dermatologista
Especialista em Dermatologia pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, em 2007 com registro profissional no CRM/PE – 16907.