Óleo essencial de bergamota: benefícios e como usar

Atualizado em abril 2022

O óleo essencial de bergamota possui propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, analgésicas, antidepressivas e ansiolíticas, porque é rico em compostos bioativos, como linalol, carvacrol e bergamotina.

Esse óleo essencial é extraído da casca da bergamota verde, que também é conhecida pelo nome científico de Citrus bergamia, pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e é geralmente usado na aromaterapia ou aplicado na pele e nos cabelos.

Por ter um aroma intenso e refrescante, o óleo essencial de bergamota também é muito usado na produção de perfumes, shampoos, produtos de higiene pessoal e em alimentos, sendo utilizado como aromatizante.

Imagem ilustrativa número 1

O óleo essencial de bergamota fornece diversos benefícios para a saúde, incluindo:

1. Combate fungos e bactérias

O óleo essencial de bergamota possui propriedade antimicrobiana, auxiliando no combate a diversas bactérias, como Campylobacter jejuni, Escherichia coli O157, Listeria monocytogenes, Bacillus cereus e Staphylococcus aureus, que podem ser transmitidas através dos alimentos e causar infecção e/ou intoxicação alimentar.

Além disso, esse óleo essencial também combate fungos do gênero Candida spp, principalmente Candida albicans, Candida glabrata, Candida krusei, Candida tropicalis e Candida parapsilosis, que têm sido associados à candidíase vaginal.

2. Diminui a dor e a inflamação

O óleo essencial de bergamota contém alguns compostos bioativos, como linalol, bergamotina e carvacrol, que apresentam propriedades antioxidantes, analgésicas e anti-inflamatórias que ajudam a diminuir a inflamação e a dor muscular.

3. Ajuda no tratamento da acne e seborreia

Por ter propriedade adstringente, bactericida, anti-inflamatória e antifúngica, o óleo essencial de bergamota ajuda a diminuir a oleosidade da pele, sendo uma excelente opção para complementar o tratamento da acne e seborreia.

4. Melhora a ansiedade e o estresse

O óleo essencial de bergamota atua na no sistema nervoso central e tem propriedades relaxantes e calmantes. Portanto, usar esse óleo essencial pode melhorar os sintomas de ansiedade, estresse e alterações de humor. Conheça outros óleos essenciais que ajudam a melhorar a ansiedade.

Como usar

Existem várias maneiras de usar o óleo de bergamota, podendo ser usado na aromaterapia, por inalação ou aplicado na pele.

Para usar na pele, é importante diluir 3 gotas do óleo essencial de bergamota em 1 colher de sopa de óleo vegetal, como óleo de amêndoa, coco ou jojoba, por exemplo, e depois aplicar na pele ou no couro cabeludo.

Além disso, o óleo essencial também pode ser inalado, com o uso de colar aromático ou difusor. Veja como usar Os óleos essenciais corretamente.

Efeitos colaterais e contraindicações

O óleo essencial de bergamota não deve ser ingerido. Além disso, esse óleo é fotossensível, podendo causar queimaduras e manchas na pele, sendo recomendado evitar a exposição ao sol durante as 6 horas após a aplicação desse óleo essencial na pele.

Além disso, em algumas pessoas, o óleo essencial de bergamota pode causar hipersensibilidade ou alergia na pele, levando a sinais e sintomas como vermelhidão, sensação de queimação e coceira na região afetada.

Por não existir estudos que confirmem os efeitos da bergamota em crianças menores de 12 anos, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, é importante consultar um médico antes de usar o óleo essencial de bergamota.