Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que não comer na amamentação

Durante a amamentação, a mulher deve evitar o consumo de alimentos como bebidas alcoólicas e café em excesso, já que são substâncias que podem passar para o leite materno e prejudicar a saúde do bebê.

A alimentação da mãe durante a amamentação não deve ser especial, mas sim variada, equilibrada e saudável, no entanto é preciso observar se o bebê sente cólicas ou chora mais após a mãe consumir alguns alimentos como leite e derivados, amendoim e camarão, pois o intestino do bebê ainda está em formação e pode reagir com crises alérgicas ou dificuldade na digestão.

Saiba mais sobre como deve ser a alimentação da mãe durante a amamentação.

O que não comer na amamentação

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados durante o período de amamentação são:

1. Álcool

O principal alimento que deve ser retirado da dieta durante a amamentação são as bebidas alcoólicas, já que o álcool passa rapidamente para o leite materno, de modo que após 30 a 60 minutos, o leite possui a mesma quantidade de álcool que o organismo. Além disso, o álcool reduz a absorção de nutrientes no intestino da mãe que são necessários para o crescimento e desenvolvimento do bebê.

Quando o álcool passa para o leite materno e é ingerido pelo bebê, pode causar sonolência e irritabilidade, podendo afetar o sistema nervoso. Além disso, o organismo do bebê não elimina tão facilmente o álcool do organismo como acontece em um organismo adulto.

No caso de consumi-lo, deve ser apenas 1 bebida e deve-se esperar 2 a 3 horas para amamentar novamente. Por isso, caso a mulher deseje ingerir bebida alcoólica, é recomendado que antes tire o leite e armazene ou ingira a bebida depois de amamentar para que o organismo da  mulher tenha tempo suficiente para eliminar o álcool.

2. Aspartame

O aspartame é um adoçante artificial que parece não ser seguro durante a gravidez e a amamentação, embora não esteja comprovada a relação entre aspartame e amamentação o seu consumo deve ser evitado. Além disso, também é necessário evitar produtos industrializados que contenham edulcorantes em sua composição, sendo necessário verificar a lista de ingredientes do produto antes de consumi-lo.

A melhor escolha para substituir o açúcar é usar um adoçante natural proveniente de uma planta chamada estévia, sendo o seu consumo permitido em todas as fases da vida. Saiba como escolher o melhor adoçante.

Alimentos para consumir com moderação

Os seguintes alimentos devem ser consumidos com moderação durante a amamentação:

O que não comer na amamentação

1. Cafeína

Os alimentos ricos em cafeína, como café, refrigerantes de cola, energéticos, chá verde, chá mate e chá preto devem ser consumidos em pequenas quantidades, pois a cafeína é um estimulante que pode deixar o bebê mais irritado e com dificuldade para dormir.

A recomendação é para tomar no máximo duas xícaras de café por dia, o que equivale a 200 mg de cafeína, ou também se pode optar pelo café descafeinado.

2. Alimentos que causam gases

Alimentos como feijão, brócolis, couve-flor, repolho, ovo, alho, cebola, pimenta e batata doce também devem ser consumidos com moderação porque podem causar gases no bebê, aumentando suas cólicas e dificultando sua alimentação.

3. Alimentos que causam alergia

Alguns alimentos tendem a causar mais alergia e podem provocar sintomas no bebê como vermelhidão na pele, coceira, eczema, prisão de ventre ou diarreia. Se estiverem ligados à alimentação, deve observar o que foi consumido de 6 a 8 horas antes de dar o peito para o bebê.

É importante que a mulher esteja atenta principalmente ao ingerir algum dos seguintes alimentos:

  • Leite e derivados;
  • Soja;
  • Farinha de trigo;
  • Ovos;
  • Frutos secos, amendoim e castanha;
  • Milho e xarope de milho, sendo este último muito encontrado com ingrediente de produtos industrializados, podendo ser identificado na tabela nutricional.

Se a mulher acredita que qualquer um desses alimentos esteja causando alergia, deve eliminá-lo da dieta e levar o bebê ao pediatra, já que existem diversos motivos que podem causar alergia na pele do bebê além dos alimentos, como por exemplo a proteína do leite de vaca.

4. Alguns tipos de peixe e mariscos

Principalmente aqueles que possuem um alto teor de mercúrio podem representar um risco para o sistema nervoso em formação do bebê. Alguns dos eixes são tubarão, peixe-espada e carapau-real. O atum e o bonito devem ser limitados a 170 gramas por semana.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem