Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Alimentação da grávida pode evitar cólicas no bebê - mito ou verdade?

A alimentação da grávida durante a gestação não tem influência para evitar as cólicas no bebê quando nascer. Isso se dá porque as cólicas no bebê são um resultado natural da imaturidade do seu intestino, que nos primeiros meses ainda encontra bastante dificuldade para digerir o leite, mesmo que seja o leite materno.

As dores, em geral, acontecem nos primeiros meses de vida do recém nascido, mas melhoram com o tempo e com a frequência regular das mamadas. É importante lembrar que bebês que mamam fortalecem mais rapidamente o seu intestino e sentem menos cólicas do que os bebês que usam fórmulas infantis.

Alimentação da grávida pode evitar cólicas no bebê - mito ou verdade?

Alimentação da mãe após o parto evita cólicas no bebê

Após o nascimento do bebê, a alimentação da mãe pode sim influenciar no aumento das cólicas do recém-nascido, sendo importante não exagerar no consumo de alimentos que causam gases, como feijão, ervilhas, nabo, brócolis ou couve-flor.

Além disso, o consumo de leite também pode acabar causando cólicas no bebê, pois o intestino ainda em formação dele pode não tolerar a presença da proteína do leite de vaca. Assim, o pediatra pode recomendar a retirada do leite e derivados da dieta da mãe, caso acredite que o bebê esteja tendo problemas por isso. Veja outras causas de cólicas nos bebês.

Assista ao vídeo a seguir e veja mais dicas para ajudar o seu bebê:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar