Chás que não pode tomar na amamentação

Alguns chás não devem ser tomados durante a amamentação, porque podem diminuir a produção de leite ou ainda prejudicar a saúde do bebê, causando diarreia, gases, intoxicação ou irritação no estômago. Além disso, algumas ervas utilizadas nos chás também podem diminuir a produção de leite materno. 

Já outros tipos de chás, como o chá de feno grego e o funcho, são seguros e podem ser consumidos durante a amamentação, pois ajudam no tratamento de gases do bebê e também contribuem para aumentar a produção de leite materno.

No entanto, é fundamental consultar um obstetra ou um profissional de saúde especializado no uso de plantas medicinais antes de beber qualquer tipo de chá durante a amamentação.

Chás que não pode tomar na amamentação

Chás que podem diminuir a produção de leite

Alguns chás que podem diminuir a produção de leite materno são:

  • Erva-cidreira;
  • Orégano;
  • Salsinha;
  • Hortelã-pimenta;
  • Erva Pervinca;
  • Sálvia;
  • Milefólio;
  • Tomilho;
  • Jasmim;
  • Espinheira santa;

Outros chás como o chá de pêssego, sabugueiro-do-Brasil e o abacateiro também devem ser evitados durante a amamentação, pois podem diminuir a produção do leite materno.

Chás que podem passar para o leite

Os chás que podem passar para o leite materno podem não só alterar o sabor e dificultar a amamentação, mas também prejudicar a saúde do bebê e, por isso, não devem ser consumidos durante a amamentação. 

Alguns dos chás que podem passar para o leite são: 

  • Chá preto, chá verde ou chá mate;
  • Chá de carqueja;
  • Chá de ginseng;
  • Chá de raiz de alcaçuz;
  • Chá de gengibre; 
  • Chá de cavalinha;
  • Chá de alcachofra;
  • Chá de macela; 
  • chá de boldo;
  • Chá de anis estrelado.

Outros chás como o chá de cúrcuma, mil folhas, castanha-da-índia, colônia, alho e equinácea também devem ser evitados, porque não há comprovação científica de que sejam seguros durante a amamentação.

Chás seguros durante a amamentação

Antes de escolher o tipo de chá, é importante realizar uma consulta com um médico ou profissional de saúde especializado no uso de plantas medicinais, para evitar prejuízos à saúde no bebê.

No entanto, alguns tipos de chás como o de feno grego e o de funcho por exemplo, são seguros e podem ser usados na amamentação para tratar problemas na mãe ou no bebê. Além disso, o feno grego também ajuda a aumentar a produção de leite materno.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • DUARTE, S, Ana Flávia et al. O uso de plantas medicinais durante a gravidez e amamentação. Revista Visão Acadêmica. Vol.18. 4.ed; 126-139, 2017
  • CAMARGO, R, Francisco . Promoção da Saúde Materno-Infantil: grupo reflexivo sobre o uso de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos na gravidez e lactação. . tese d conclusão de curso, 2015. Universidade Estadual Paulista.
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA. Formulário de fitoterápicos: farmacopéia brasileira 2ª edição. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/arquivos/2021-fffb2-final-c-capa2.pdf>. Acesso em 05 Ago 2021
Mais sobre este assunto: