Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que fazer quando o bebê engasga

O bebê pode engasgar ao tomar ao se alimentar, tomar mamadeira, mamar, ou até mesmo, com a própria saliva e nesse caso os sinais mais claros de que o bebê engasgou são:

  • Tosse, espirro, ânsia de vômito e choro durante a alimentação, por exemplo;
  • A respiração pode estar rápida e o bebê ficar ofegante;
  • Não conseguir respirar, o que pode pode causar lábios azulados e palidez ou vermelhidão na face;
  • Ausência de movimentos respiratórios;
  • Fazer muito esforço para respirar;
  • Emitir sons incomuns ao respirar;
  • Tentar falar mas não emitir nenhum som.

A situação é mais grave se o bebê não conseguir tossir ou chorar. Nesse caso os sintomas presentes são pele azulada ou arroxeada, esforço respiratório exagerado e eventual perda de consciência. 

Certos bebês podem parecer ter engasgado mas quando os pais tem certeza de que ele não colocou nada na boca, devem levar a criança para o hospital o mais rápido possível porque existe a suspeita de que ele alergia a algum alimento que tenha ingerido, o que causou inchaço das vias aéreas e está impedindo a passagem do ar. 

O que fazer se o bebê engasgar

Primeiro passo: peça ajuda

O que se pode fazer quando o bebê se engasgar é:

  • Ligar rapidamente para o 192 para chamar uma ambulância ou SAMU ou os bombeiro ligando para 193;
  • Observar se o bebê consegue respirar sozinho.

Mesmo que o bebê esteja respirando com dificuldade isso é bom sinal, pois as vias aéreas não estão completamente fechadas. Neste caso é normal ele tossir um pouco, deixe-o tossir o quanto for preciso e nunca tente tirar o objeto de sua garganta com as mãos porque ele pode entrar ainda mais profundamente na garganta.

Segundo passo: primeiros socorros

O que fazer quando o bebê engasga

No caso do bebê não respirar sozinho deve-se:

  1. Deitar o bebê sobre as suas pernas de barriguinha para baixo, de modo que a cabeça dele esteja mais baixa que o corpo;
  2. Com alguma pressão dar 5 tapinhas seguidas nas costas do bebê, como mostra a imagem 1;
  3. Se ainda estiver engasgado, virar o bebê de barriga para cima, ainda sobre as pernas, e fazer massagem cardíaca com dois dedos, pressionando o tórax do bebê várias vezes seguidas, como mostra a imagem 2.

Provavelmente assim o bebê conseguirá vomitar ou expelir o objeto da garganta. Se não conseguir e o bebê ainda estiver sem respirar tente uma respiração boca a boca, colocando a sua boca na boca e nariz do bebê.

Mesmo que com estas manobras tenha conseguido desengasgar o bebê esteja atenta a ele, sempre observando-o. Em caso de alguma dúvida leve-o ao pronto socorro. Se não conseguir, ligue para o 192 e chame uma ambulância.

Se o bebê continuar 'molinho', sem nenhuma reação deverá seguir este passo a passo.

Principais causas de engasgo no bebê

As causas mais comuns que levam o bebê a engasgar são:

  • Tomar água, suco ou mamadeira na posição deitado ou recostado;
  • Enquanto está mamando; 
  • Quando os pais colocam o bebê deitado depois dele comer ou mamar sem ter arrotado ou regurgitado ainda;
  • Ao comer grãos de arroz, feijão, pedaços de fruta escorregadias como manga ou banana;
  • Pequenos brinquedos ou peças soltas;
  • Moedas, botão;
  • Bala, chiclete, pipoca, milho, amendoim;
  • Pilhas, bateria ou íman que podem estar nos brinquedos.

O bebê que engasga de forma frequente mesmo com a saliva ou quando enquanto dorme pode estar com dificuldade para engolir, o que pode ser causado por alguma alteração neurológica e por isso deve-se levar a criança ao pediatra para que possa identificar o que está acontecendo.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...