Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Mioma: o que é, principais tipos e porque acontece

Um mioma é um tipo de tumor benigno que se forma no tecido muscular do útero e que, por isso, também pode ser chamado de fibroma ou leiomioma uterino. Sua localização no útero pode variar, assim como o seu tamanho, que pode ser de microscópico até possuir vários centímetros.

Os miomas são uma condição muito comum e, normalmente, não provocam sintomas, porém, algumas mulheres podem ter sinais como cólicas, sangramentos ou dificuldade para engravidar.

A melhor estratégia para curar o mioma é a retirada do útero, mas quando esta não é uma opção, podem ser indicados outros tratamentos pelo ginecologista.

Mioma: o que é, principais tipos e porque acontece

Principais tipos de mioma

Os principais tipos de mioma do útero são divididos pela sua localização neste órgão, e podem ser:

  • Subseroso, quando surge na parte mais externa do útero;
  • Intramural, quando aparece dentro das paredes do útero;
  • Submucoso, quando está na parte interna, dentro da cavidade do útero.

Entenda melhor cada tipo de mioma uterino.

O que causa o mioma

A causa do surgimento do mioma uterino ainda não foi totalmente esclarecida. Quando ele aparece, é porque algumas células do tecido muscular que formam o útero se multiplicam desordenadamente, dando origem ao tumor.

Sabe-se que os hormônios da mulher têm influência sobre o seu desenvolvimento, pois os sintomas aparecem em mulheres adultas e costumam regredir após a menopausa. Além disso, pode acontecer de os sintomas desta doença reaparecerem em mulheres que estão em terapia de reposição hormonal.

As mulheres que têm mais chance de ter o mioma são as que não tem filhos, que têm uma alimentação rica em carnes vermelhas e pobres em vegetais, mulheres obesas e as que têm história desta doença na família.

Principais sintomas

Algumas mulheres pode ter sintomas, que variam de acordo com a quantidade, com o tipo e com o tamanho do mioma. Os principais são:

  • Maior perda de sangue na menstruação;
  • Período menstrual prolongado;
  • Cólicas ou dores abdominais;
  • Aumento do volume do útero e região abdominal;
  • Sintomas de prisão de ventre;
  • Vontade de urinar mais vezes ou incontinência urinária;
  • Dores durante o contato íntimo;
  • Dificuldade para engravidar.

Esta doença é diagnosticada pela avaliação do ginecologista e através de exames como ultrassom ou outros exames de imagem, como histeroscopia e histerossalpingografia, que avaliam a cavidade do útero.

Além disto, mulheres portadoras de mioma uterino que desejam engravidar, mesmo que sejam não tenham sintomas, devem ter um acompanhamento com o ginecologista, pois a presença desse tumor pode trazer algumas complicações na gravidez, como abortos.

Saiba como pode ser feito o tratamento do mioma na gravidez.

Quando é preciso tratamento

O tratamento é indicado quando a mulher apresenta sintomas intensos, como muita dor ou menstruação abundante, ou quando está tentando engravidar sem sucesso. O tipo de tratamento depende dos sintomas, do tamanho e do tipo de mioma de cada mulher, e deve ser orientado pelo ginecologista. Em muitos casos, como não causam sintomas, apenas é feito o acompanhamento com exames de rotina.

O tratamento para curar o mioma pode ser feito através de cirurgia ou de outras técnicas feitas pelo ginecologista, como embolização ou cauterização da parede do útero. O uso de medicamentos hormonais, como a pílula anticoncepcional, para impedir o crescimento dele, e também podem ser indicados pelo ginecologista.

Também podem ser usados medicamentos anti-inflamatórios para aliviar os sintomas, como o ibuprofeno, por exemplo.

Saiba mais detalhes do tratamento para mioma.

Mioma dificulta a gravidez?

Um pequeno número de mulheres que têm o mioma podem apresentar dificuldade para engravidar, porque o mioma pode causar algumas deformidades da parte interna do útero, além de alterações na circulação e aumento do surgimento de inflamações.

Nestes casos, é possível realizar tratamentos com remédios a base de hormônios, como estrogênios e androgênios, ou cirurgias, que são a miomectomia ou a embolização do mioma para aumentar as chances de engravidar.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem