Mioma na gravidez: sintomas, riscos e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
setembro 2022

O mioma na gravidez nem sempre é considerado um problema sério, mas pode causar sintomas como dor e sangramento intenso e, dependendo da sua localização, tamanho e número, pode ainda aumentar o risco de complicações durante a gestação e parto, como hemorragia ou parto prematuro.    

O mioma uterino é um tumor benigno que surge no músculo que existe na parede do útero e que nem sempre necessita de tratamento específico, podendo ser indicado apenas repouso e medicamentos como paracetamol e ibuprofeno, para aliviar os sintomas. Entenda melhor o que é mioma e o seu tratamento.

Em caso de suspeita de mioma na gravidez é importante consultar um obstetra para uma avaliação. Quando o tratamento é indicado, além de medicamentos e repouso, a remoção do mioma pode ser recomendada mesmo durante a gestação ou parto em alguns casos.

Principais sintomas

O mioma na gravidez pode causar sintomas como: 

  • Dor no abdome ou nas costas;
  • Sangramento;
  • Sensação de peso no abdome;
  • Vontade frequente para urinar;
  • Prisão de ventre.

Embora geralmente cause poucos ou nenhum sintoma, o mioma tende a aumentar de tamanho durante a gravidez, o que pode fazer com que os sintomas surjam ou se tornem mais intensos. Saiba como identificar os principais sintomas de mioma uterino.

Riscos do mioma na gravidez

Os principais riscos do mioma na gravidez são:

  • Aborto espontâneo;
  • Limitação do crescimento do bebê;
  • Parto prematuro;
  • Descolamento de placenta;
  • Necessidade de cesárea;
  • Anormalidades do desenvolvimento da placenta, como placenta prévia;
  • Sangramento após o parto;
  • Alterações do posicionamento do bebê no útero.

Os riscos tendem a ser maiores dependendo do tamanho, localização e quantidade de miomas, sendo mais elevado principalmente nos casos em que os miomas são grandes ou numerosos, afetando a forma do útero.

Como é feito o tratamento

Nem sempre o tratamento do mioma na gravidez é necessário, no entanto podem ser indicados repouso e o uso de medicamentos como paracetamol ou ibuprofeno nos casos em que ocorrem sintomas como dor e sangramento leve. Entenda melhor como é o tratamento do mioma.

Além disso, a cirurgia para a retirada do mioma também pode ser indicada durante a gravidez e algumas vezes pode ser realizada até mesmo durante o parto. Durante a gravidez, a cirurgia geralmente é indicada em caso de dor intensa e frequente, rápido crescimento do mioma ou risco à saúde do bebê, por exemplo. Confira mais indicações para cirurgia de mioma e como é feita.

Como fica o parto em caso de mioma

Mesmo em caso de mioma na gravidez o parto pode ser normal, principalmente nas mulheres com miomas pequenos e pouco numerosos. No entanto, a cesárea pode ser indicada pelo obstetra quando o mioma:

  • Tem elevado risco de sangramento após o parto;
  • Ocupa muito espaço do útero, dificultando a saída do bebê;
  • Causa um posicionamento bebê no útero desfavorável ao parto normal;
  • Afeta grande parte da parede do útero, o que pode dificultar a sua contração.

Além disso, a escolha do tipo de parto pode ser discutida com o obstetra, que leva em consideração o tamanho, número e localização do mioma, assim como o desejo da mulher em ter parto normal ou cesárea.

Uma vantagem de se realizar a cesárea, é a possibilidade de se retirar o mioma durante o parto em alguns casos.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em setembro de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • SALVATORE, Vitale; FRANCESCO, Padula; FERDINANDO, Gulino. Management of uterine fibroids in pregnancy. Current Opinion in Obstetrics and Gynecology. Vol.27, n.6. 432-437, 2015
  • COUTINHO, Larissa M. et al. Uterine Fibroids and Pregnancy: How Do They Affect Each Other?. Reprod Sci. Vol.29, n.8. 2145-2151, 2022
Mostrar bibliografia completa
  • GIULIANI, Emma; SANIE-AS, Sawsan; MARSH, Erica. Epidemiology and management of uterine fibroids. Int J Gynaecol Obstet. Vol.149, n.1. 3-9, 2020
  • MILAZZO, Giusi N. et al. Myoma and myomectomy: Poor evidence concern in pregnancy. J Obstet Gynaecol Res. Vol.43, n.12. 1789-1804, 2017
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.